quinta-feira, 14 de março de 2019

Vereadora Luzia usa a Tribuna da Câmara para mostrar sua insatisfação com o atraso no reinicio das aulas e interdição do Ginásio de Esportes em Mata Grande.


Parlamentar também apresentou indicação para construção de banheiros públicos, aprovada por unanimidade entre seus pares.

Por: Redação
Crédito: Ascom/CMVMG

Previsto para começar já com atraso no último dia 11 de Março, o inicio do ano letivo (2019) em Mata Grande acabou sendo adiado mais uma vez pela Prefeitura Municipal para o dia 20/03 sob a alegação de que ainda não teria concluído o processo licitatório do transporte escolar e reforma das escolas.

Preocupada com a carga horária de 200 dias letivos que o município é obrigado a cumprir para o fechamento do calendário escolar, a vereadora Luzia de Caíca, fez uso da Tribuna da Câmara na manhã desta terça-feira (12) para mostrar toda sua insatisfação com o atual momento da educação de Mata Grande que como se já não bastasse o atraso para com o inicio do ano letivo (2019), de acordo com pesquisa feita pela vereadora no site do QEdu, Mata Grande apresenta um baixíssimo índice de aprendizagem, que entre outros motivos segundo a vereadora está relacionado a superlotação das salas de aulas, algumas delas com até 60 alunos, quando o recomendado pelo MEC seria entre 25 com máximo de 30.

Luzia ainda aproveitou seu momento de fala sobre o tema educação, para criticar a decisão da atual gestão do município em ministrar aulas em pelo menos 03 (três) sábados por mês, visando assim complementar os 200 dias letivos, haja vista que segundo a vereadora, pelos seus vários anos de atuação em sala de aula e direção escolar não dá rendimento nenhum ao alunado.

“Primeiro porque os transportadores não trazem, ou pelo menos boa parte deles. Segundo, que os professores teriam que receber hora extra para não trabalhar de graça e terceiro que, muitos pais preferem deixar os filhos em casa aos sábados. Portanto! Tem futuro essas aulas aos sábados?” – Indagou a vereadora.

Já sobre a interdição do Ginásio de Esportes, a vereadora pediu esclarecimentos de como é possível um local que dizem está interditado ser liberado para uns eventos e outros não, tal como o torneio de futsal que será realizado no dia da festa de emancipação política da cidade na próxima segunda-feira (18).

Por fim, Luzia apresentou uma indicação solicitando do Poder Executivo Municipal a construção de banheiros públicos para atender a necessidade dos feirantes que a procuraram solicitando apoio. Em sua justificativa a parlamentar exaltou que a medida também atenderia as necessidades da população em geral. 

O pedido foi aprovado por unanimidade entre os vereadores presentes a sessão.

Clique na imagem para ampliar