PREFEITURA DE INHAPI

terça-feira, 27 de junho de 2017

Vereador Prof. Roseildo, apresenta requerimento solicitando do Executivo Municipal a construção de Lombadas em algumas ruas e avenidas de Inhapi.

Objetivo é a redução de velocidade dos veículos automotivos e do número de acidentes que tem acontecido e que ainda podem vir a acontecer caso a indicação do edil não venha a ser atendida.

Por: Redação
O sempre atuante Vereador Prof. Roseildo, apresentou na manhã desta terça-feira (27) na Câmara Municipal de Vereadores do Município de Inhapi durante mais uma sessão ordinária da casa legislativa, um requerimento solicitando do Poder Executivo Municipal a construção de lombadas/quebra molas nas ruas Joaquim Gomes, João Batista Figueiredo e Muniz Falcão em frente à Escola Luiz Celso Malta Brandão.

De acordo com o vereador o objetivo da indicação é a redução de velocidade dos veículos automotivos e do número de acidentes que tem acontecido e que ainda podem vir a acontecer, tentando manter sempre a ordem e a segurança dos inhapienses.

O requerimento foi aprovado por unanimidade entre os vereadores presentes a sessão.



Lula lidera para 2018, e Bolsonaro vai a 16%, diz Datafolha

Lula lidera para 2018Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha sobre intenções de voto para a eleição presidencial de 2018 aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança com cerca de 30% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC), tecnicamente empatados.
Bolsonaro, deputado federal pelo Rio de Janeiro, registrou um crescimento considerável em termos de popularidade, segundo a pesquisa publicada pelo jornal Folha de S.Paulo nesta segunda-feira (26). Em dezembro, ele tinha 8% das intenções de voto, em abril passou para 14%, e atualmente figura com 16% -sempre na disputa com o governador paulista, Geraldo Alckmin, como candidato do PSDB.
Em quarto lugar figurou o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa (sem partido) com 11%.
O Datafolha simulou diversos cenários. Apesar de acusado na Lava Jato de crimes como organização criminosa e corrupção, Lula vence o primeiro turno em todas as simulações, seja contra Alckmin, contra o prefeito peessedebista de São Paulo, João Doria, ou com a presença do juiz federal Sérgio Moro (sem partido).
Em simulações de prováveis constelações de segundo turno, Lula derrota a dupla do PSDB e Bolsonaro, mas empata com Marina e Moro na margem de erro, de dois pontos percentuais. A única vitória tucana seria no duelo entre Alckmin e Ciro Gomes (PDT).
Por outro lado, Lula registrou a maior taxa de rejeição (46%) na enquete para o primeiro turno – número similar ao registrado em abril (45%). Em segundo aparece Alckmin, com 34%, seguido por Bolsonaro, com 30%. Moro e Doria são descartados somente por 22% e 20% dos entrevistados, respectivamente.
Em cenários sem a disputa de Lula – seja sem PT ou com o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad como candidato – Marina vence o primeiro turno com 22% de intenção de voto. Marina lidera também no cenário sem alvos da Lava Jato – além dela, simulação contou somente com Bolsonaro, Doria e Gomes.
Em todos os casos, Bolsonaro aparece em segundo ou terceiro na intenção de voto no primeiro turno. A simulação de segundo turno entre Marina e Bolsonaro dá vitória tranquila à ambientalista (49% contra 27%).
O Datafolha não incluiu na pesquisa os nomes do presidente Michel Temer (PMDB) e de Aécio Neves (PSDB). A enquete foi realizada entre os dias 21 e 23 de junho.
Fonte: Terra

Janot apresenta ao Supremo denúncia contra Temer por corrupção passiva

Agora o tribunal aciona a Câmara, que vai decidir se autoriza ou não o prosseguimento da denúncia. Presidente é investigado em caso de pagamento de propina da JBS.


Michel TemerO procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira (26) uma denúncia contra o presidente Michel Temer e ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.
Além da condenação, Janot pede a perda do mandato de Temer, “principalmente por ter agido com violação de seus deveres para com o Estado e a sociedade”. É a primeira vez que um presidente da República é denunciado ao STF no exercício do mandato.
Com a denúncia, fica formalizada a acusação contra Temer, que será julgada pelo Supremo se Câmara dos Deputados autorizar. A assessoria da Presidência informou que o Palácio do Planalto não vai se manifestar. O G1 tentava contato com os advogados de Temer até a última atualização desta reportagem.
Em documento que acompanha a denúncia, Janot pede ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo, que o caso só seja enviado à Câmara depois que Temer e Rocha Loures apresentarem defesa prévia ao STF, o que deverá ocorrer num prazo de até 15 dias após serem notificados.
No mesmo inquérito que resultou na denúncia por corrupção passiva, o presidente também é investigado por obstrução de Justiça e participação em organização criminosa, mas, para estes casos, a PGR ainda não apresentou denúncia. Com a entrega do relatório final do inquérito da Polícia Federal nesta segunda-feira, a PGR terá o prazo legal de cinco dias para apresentar novas denúncias com base nas suspeitas em relação a esses dois crimes – esse prazo vencerá na próxima segunda-feira (3).
O crime de corrupção passiva é definido no Código Penal como o ato de “solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem”, com pena de 2 a 12 anos de prisão e multa, em caso de condenação.
A acusação preparada por Janot se baseia nas investigações abertas a partir das delações de executivos da JBS no âmbito da Operação Lava Jato.
Em abril deste ano, o ex-deputado e ex-assessor do presidente Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) foi filmado, saindo de um restaurante em São Paulo, com uma mala contendo R$ 500 mil.
Segundo a PGR, o dinheiro destinava-se a Michel Temer e era parte de propina paga pela JBS para que a empresa fosse favorecida, por influência do governo, no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), num processo para reduzir preço do gás fornecido pela Petrobras a uma termelétrica da empresa.
Janot diz que a vantagem indevida que, segundo a PGR, foi aceita por Temer e Rocha Loures em troca do favorecimento totalizava R$ 38 milhões. Como somente teriam sido entregues R$ 500 mil, o procurador-geral pede que o presidente seja condenado a pagar R$ 10 milhões por reparação de danos e que Loures pague R$ 2 milhões.
A denúncia diz que, “com vontade livre e consciente”, Temer “recebeu para si, em razão de sua função”, o dinheiro da propina e que as provas disso são “abundantes”. O procurador diz que Temer e Loures devem ressarcir os cofres públicos por lesões à ordem econômica, à administração da justiça e à administração pública, “inclusive à respeitabilidade da Presidência da República perante a sociedade brasileira”.
Para Janot, a ligação de Rocha Loures com Michel Temer foi atestada numa conversa gravada, em março, na qual o presidente indica o ex-deputado como pessoa de sua “mais estrita confiança” para um dos donos da JBS, Joesley Batista, tratar problemas enfrentados pela empresa no governo.
Em sua defesa, Temer diz que “simplesmente ouviu” reclamações do empresário, sem conceder benesses do governo para ajudá-lo. O presidente tem negado todas as acusações dos delatores e afirmado que não renunciará ao mandato.
Como o alvo é o presidente da República, a Câmara tem que autorizar, por votos de dois terços dos deputados (342), a análise da denúncia pelos ministros do Supremo. Se a Câmara não autorizar, o STF fica impedido de agir e o caso fica parado. Nessa hipótese, a Justiça só poderá voltar a analisar as acusações depois que Temer deixar a Presidência.
Caso a Câmara autorize o prosseguimento da denúncia, os 11 ministros do Supremo decidirão se abrem ou não processo contra Temer. Se aceitarem, ele viraria réu e fica afastado do mandato por até 180 dias. Se após esse período, a Corte não concluir o julgamento, Temer volta à Presidência. Ao final do processo, Temer pode ser condenado e perder o mandato ou absolvido e continuar na Presidência.
‘Relação ilícita antiga’
A denúncia ainda faz menção a outros episódios envolvendo Temer e Joesley Batista, afirmando que a “relação ilícita” entre ambos “é antiga, habitual e estável, estando longe, portanto, de uma relação episódica”.
Janot lembra depoimentos de outros executivos da JBS na qual narram “relações ilícitas” de Temer com a empresa. Em 2015, por exemplo, Temer teria atuado para derrubar um embargo da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) para construção de um terminal de cargas da Eldorado, do mesmo grupo da JBS.
Além disso, ainda com base nos depoimentos, diz que Temer recebeu R$ 1 milhão, de uma doação de R$ 15 milhões destinada ao PMDB, retirados da propina do PT por negócios obtidos pela empresa junto ao BNDES por intervenção do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.
Por fim, a PGR registra empréstimo de avião particular de Joesley, em 2011, para Temer viajar a um resort de luxo localizado na Ilha de Comandatuba, na Bahia.
Câmara vai decidir se autoriza processo contra Temer no Supremo
Passo a passo
Veja cada uma das etapas de tramitação na Câmara da denúncia contra o presidente da República.
>> STF aciona a Câmara – Após o oferecimento de denúncia pelo Ministério Público, a presidente do STF envia à Câmara uma solicitação para a instauração do processo. Cabe ao presidente da Câmara receber o pedido, notificar o acusado e despachar o documento para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.
>> Prazo para a defesa - A partir da notificação, a defesa de Temer terá até dez sessões do plenário da Câmara para enviar seus argumentos, se quiser.
Para a contagem do prazo, é levada em consideração qualquer sessão de plenário, seja de votação ou de debate, desde que haja quórum mínimo para abertura (51 deputados presentes). Se houver mais de uma sessão no dia, apenas uma será validada. Não são computadas as sessões solenes e as comissões gerais.
>> CCJ analisa - Assim que a defesa entregar as alegações, o regimento determina que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) terá prazo de até cinco sessões do plenário para se manifestar sobre a denúncia encaminhada pela Procuradoria Geral da República (PGR).
Nesse período, o relator a ser designado pelo presidente da CCJ deverá apresentar um parecer, no qual se manifestará, concordando ou não com o prosseguimento da denúncia.
Os membros da CCJ poderão pedir vista do processo (mais tempo para análise) por duas sessões plenárias antes de discutir e votar o parecer, que será pelo deferimento ou indeferimento do pedido de autorização para instauração de processo.
Antes de ser votado no plenário, o parecer da CCJ terá de ser lido durante o expediente de uma sessão, publicado no “Diário da Câmara” e incluído na ordem do dia da sessão seguinte à do recebimento pela mesa diretora da Câmara.
O regimento não define quando o presidente da CCJ deverá escolher o relator, mas o deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) disse ao G1 que pretende fazê-lo o quanto antes. Ele poderá indicar qualquer um dos outros 65 membros titulares da comissão. Nos bastidores, nomes cotados são os dos deputados Alceu Moreira (PMDB-RS), Marcos Rogério (DEM-RO), Esperidião Amin (PP-SC) e Sergio Zveiter (PMDB-RJ).
Pacheco, porém, não revela quem tem em mente. Diz apenas o que levará em conta na sua escolha. “Vou considerar conhecimento jurídico sobre matéria penal, independência, bom senso e assiduidade na CCJ”, afirma.
>> Decisão pelo plenário - O parecer discutido na comissão será incluído na pauta de votação do plenário principal da Câmara na sessão seguinte de seu recebimento pela Mesa Diretora, depois da apreciação pela CCJ.
Após discussão, o relatório será submetido a votação nominal, pelo processo de chamada dos deputados. O regimento define que a chamada dos nomes deve ser feita alternadamente, dos estados da região Norte para os da região Sul e vice-versa.
Os nomes serão enunciados, em voz alta, por um dos secretários da Casa. Os deputados levantarão de suas cadeiras e responderão ‘sim’ ou ‘não’, no mesmo formato da votação do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.
>> Aprovação da denúncia - O parecer é aprovado se tiver o apoio de ao menos dois terços do total de 513 deputados, ou seja, 342 votos. Se ficar admitida a acusação, após a aprovação do parecer, será autorizada a instauração do processo no Poder Judiciário.
No STF, os 11 ministros votam para decidir se o presidente Michel Temer vira réu. Nesse caso, Temer é afastado do cargo por 180 dias.
O presidente só perde o cargo defintivamente se for condenado pelo Supremo. Quem assume o cargo é presidente da Câmara, que convoca eleições indiretas em um mês. Segundo a Constituição, o novo presidente da República seria escolhido pelo voto de deputados e senadores.
>> Rejeição da denúncia - No caso de rejeição da denúncia pela Câmara, o efeito ainda é incerto, segundo a assessoria de imprensa do STF, e pode ser definido pelos ministros ao analisar esse caso específico.
Na avaliação de técnicos da Câmara, se a denúncia for rejeitada pelos deputados, o Supremo fica impedido de dar andamento à ação, que seria suspensa, mas não seria arquivada.
O processo, para esses técnicos que assessoram a presidência da Casa, poderia ser retomado somente após o fim do mandato do presidente.
Fonte: G1

Menor de 14 anos é procurado por matar irmã a facadas em Maceió

facadaUma tragédia familiar foi registrada na madrugada desta terça-feira, dia 27, na periferia de Maceió. Um adolescente de apenas 14 anos é o principal suspeito de matar a irmã, outra menor de 17 anos, a golpes de arma branca, dentro do quarto da jovem. O crime ocorreu na residência da família, no bairro Cidade Universitária.
Informações repassadas pelo Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp) dão conta que a polícia e o Samu foram acionados para uma vítima de arma branca e ao chegar ao local entraram a vítima em óbito. A menor Julia Isabel da Silva apresentava perfurações no tórax, pulso e braços, lesões típicas de defesa.
As motivações para o crime ainda são desconhecidas. Após o homicídio, o adolescente fugiu do local. A polícia não informou em quais circunstâncias se deu a agressão, se havia outras pessoas no local ou se os adolescentes mantinham uma relação conflituosa.
O corpo da menor foi periciado e encaminhado ao Instituto Médico Legal Estácio de Lima, onde será submetido à necropsia e posteriormente será liberada para sepultamento.
Fonte Alagoas 24 Horas

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Prefeitura de Mata Grande vai gastar mais de R$ 1,5 milhão com quentinhas e coffee break

Extratos dos contratos foram publicados na edição da última quarta-feira (21) do Diário Oficial do Estado de Alagoas (DOE)

A Prefeitura de Mata Grande vai gastar, segundo o Diário Oficial do Estado de Alagoas (DOE), mais de R$ 1,5 milhão com quentinhas, refeições e coffee break. A informação foi publicada na edição da última quarta-feira (21) do DOE.

O primeiro contrato firmado pela prefeitura foi no valor de R$ 1.051.500,00 (um milhão e um mil e quinhentos reais), com a empresa de Eliane da Silva Oliveira, cujo nome fantasia é Restaurante Tempero Novo. Ele foi assinado no dia 4 de maio deste ano e será válido durante 12 meses.

Ainda de acordo o DOE, no dia 5 de maio, o Município firmou mais três contratos com o Restaurante Tempero Novo, um no valor de R$ 287 mil, outro de R$ 128.100,00, e o último no valor de R$ 110.650,00. Todos eles têm o prazo de vigência até o dia 31 de dezembro deste ano.

Em contato com, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Mata Grande esclareceu que os valores dos contratos são globais, ou seja, serão pagos mensalmente conforme o consumo, e reitera que não há irregularidade na medida.

Fonte correio Noticia 

Homem é assassinado com vários tiros na sala da casa do sogro em Inhapi

Criminosos encapuzados teriam invadido residência e praticado o crime; motivo e autoria são desconhecidos

homem foi assassinado com vários disparos de arma de fogo, na noite deste domingo (25), por volta das 19h, no Sítio Serrote do Piauí, zona rural de Inhapi. A vítima foi identificada como Ivaldo Nunes, conhecido como “Dada ou Negão”, 45.

Segundo uma parente, ele estava sentado na sala da residência do sogro, quando foi surpreendido por outros homens, que invadiram a casa atirando. A vítima ainda tentou fugir, mas foi atingida várias vezes e morreu na hora.
Ainda de acordo com a parente da vítima, os assassinos estavam encapuzados e chegaram ao local em um carro, de características desconhecidas e placa não anotada.

Não há informações sobre o motivo e a autoria do crime, mas o caso será investigado pela delegacia de polícia do município (29º-DP).

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca foi acionado para remoção do corpo.

Fonte correio Noticia 

Pai ameaça filho com faca e vítima utiliza bomba junina para se defender, em Campo Grande


Após uma discussão, um idoso ameaçou o próprio filho com uma faca, na Rua da Linha, em Campo Grande, Alagoas, na noite deste domingo (25). Inconformado, o filho tentou se defender também ameaçando jogar uma bomba junina no autor, que tem 71 anos.

A polícia foi acionada e uma guarnição do Grupamento de Polícia Militar da cidade esteve no local. O filho afirmou que os dois sempre tiveram discussão verbal, mas que foi a primeira vez que o pai teve reação adversa. 

As partes foram encaminhadas à delegacia da Polícia Civil, para os procedimentos necessários. Um Boletim de Ocorrência foi confeccionado em desfavor dos envolvidos. Qualquer denúncia pode ser realizada através do 181 - o sigilo é garantido pela Segurança Pública de Alagoas e o denunciante não precisa se identificar

Fonte: Já é Noticias

domingo, 25 de junho de 2017

GRANDE OPORTUNIDADE!


Renan Filho garante primeira parcela do reajuste já na folha de junho

RN disse que, se necessário, fará folha suplementar para garantir recomposição salarial

RN disse que, se necessário, fará folha suplementar para garantir recomposição salarialO governador Renan Filho afirmou, nesta sexta-feira (23), que, se necessário, fará uma folha suplementar para garantir a primeira parcela do reajuste salarial dos servidores públicos estaduais. O projeto de lei encaminhado pelo Poder Executivo na semana passada, à Assembleia Legislativa do Estado (ALE), foi aprovado na quinta-feira (22).
 
“Vamos tentar incluir o reajuste. Como é uma questão técnica, se não der tempo de incluir na folhado mês, será feita uma suplementar, só para deixar claro para o servidor que ele vai receber o aumento já no salário do mês de junho, como ficou combinado”, declarou Renan Filho.
 
No dia 13 deste mês, o governador anunciou o reajuste salarial de 6,29% para os servidores públicos estaduais ativos (efetivos e comissionados) e inativos. Conforme o projeto de lei, a recomposição salarial se dará em duas etapas.
 
A primeira estabelece o reajuste de 3,15% a partir da folha do mês de junho. A segunda será de 3,14% para dezembro deste ano, perfazendo o total de 6,29% de recomposição salarial.
 
“Alagoas foi o único Estado no Brasil que deu aumento geral até agora. Um ou outro Estado pode ter dado aumento pontual pra uma ou outra categoria, mas aqui conseguimos dar aumento geral para todos os servidores. Isso é uma grande demonstração de que o Estado está fazendo o dever de casa, no ajustamento das finanças públicas, para garantir avanços ao servidor público, porque, na verdade, é ele que leva a política pública ao cidadão”, concluiu Renan Filho.

POR: Assessoria

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Cordeiro nasce com semelhança humana e assusta moradores


Bastou um cordeiro nascer para que a aparência dele assustasse moradores de Lady Frere, província no Leste da África do Sul. O pequeno tem aparência semelhante a animal e ser humano. Habitantes do vilarejo o consideram um “demônio”, enquanto outros acreditam se tratar de fruto do cruzamento entre uma ovelha e um humano.
Especialistas, no entanto, descartam as crendices e dão explicação científica para o caso. A deformação para o cordeio, que já nasceu morto, é atribuída a uma infecção contraída no início da gestação, segundo disse o Departamento de Desenvolvimento Rural.
“Nós podemos confirmar que não se trata de uma foto falsa, mas que este cordeiro com uma severa deformação nasceu de uma ovelha em Lady Frere nesta semana e, de relance, se assemelha a uma figura humana”, afirmou o diretor dos serviços veterinários, Lubabalo Mrwebi, ao comentar o nascimento.
“Vale ressaltar que uma ovelha tem 28 pares de cromossomos, enquanto os humanos têm 23 pares, o que é importante para dissipar o mito de que uma união de ovo de ovelha e um esperma humano pode levar a um desenvolvimento de uma forma de vida viável”, completou Mrwebi.
Fonte: Jornal de Brasília