terça-feira, 25 de setembro de 2018

Homem é assassinado com vários tiros em Canapi

Vítima foi identificada como Elson Rodrigues da Silva, 23 anos.

Um homem foi assassinado com vários tiros na noite desta segunda-feira, 24, no Bairro Mutirão no município de Canapi no sertão de Alagoas. A vítima foi identificada como Elson Rodrigues da Silva, 23 anos.

Segundo a polícia, o homem estava em sua residência, quando outros homens se aproximaram em duas motos e um carro e iniciaram a atirar, um dos tiros atingiu a região da cabeça e o rapaz morreu na hora.

A Polícia Militar foi acionada realizou buscas, mas ninguém foi preso. Agentes da Polícia Civil estiveram no local realizando os procedimentos necessários. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca. O caso será investigado pela delegacia distrital.

Fonte:  http://www.italotimoteo.com.br/

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Membros da mesma família que viajavam para Pernambuco ficam feridos em acidente em Inhapi

Um acidente com uma caminhonete, ocorrido na tarde desta segunda-feira (24), por volta das 12h, em um trecho da BR-423, próximo ao Sítio Batata, em Inhapi, deixou cerca de três pessoas da mesma família feridas.

Elas estavam viajando para a cidade de Petrolina, em Pernambuco, em uma caminhonete Hilux, de cor branca e placa PEC-5709/PE, quando, durante uma tentativa de ultrapassagem, o veículo bateu no “cavalinho” de uma carreta, cujas características não foram informadas.

Uma das vítimas foi identificada como Rafael Firmino Mamedio da Costa, 28, já as outras não tiveram os nomes divulgados. Elas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e levadas para o Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema.

Uma guarnição do Grupamento de Polícia Militar (GPM) do município, comandada pelo sargento Henrique, e uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF/AL) estiveram no local, realizando os procedimentos cabíveis.

fonte: correio oticia

Bolsonaro tem 33% dos votos e Haddad vai de 16% para 23%, isolando-se em 2º lugar, mostra pesquisa

Candidato do PT ultrapassa Ciro Gomes, que caiu de 14% para 10%; no segundo turno, Bolsonaro empata com Ciro, Alckmin e Haddad.


SÃO PAULO - Resiliência do candidato Jair Bolsonaro (PSL) na liderança das disputas de voto para o primeiro turno e uma tendência de forte crescimento de Fernando Haddad (PT). 

É o que mostra a mais recente pesquisa FSB/BTG Pactual, divulgada nesta segunda-feira (24) e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-03861/2018. O levantamento foi realizado entre os dias 22 e 23 de setembro com 2000 eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. 

No cenário espontâneo, a intenção de voto de Bolsonaro oscilou de 30% para 31%, de uma semana para outra, enquanto Fernando Haddad passou de 12% para 17% e se consolidou na segunda posição (duas semanas atrás, ele tinha apenas 3% das intenções de voto espontânea). Já Ciro Gomes (PDT) mostrou estabilidade, oscilando negativamente de 8% para 7%. Geraldo Alckmin (PSDB) oscilou positivamente no limite da margem de erro de 2% para 4%, João Amoêdo (Novo) oscilou negativamente de 3% para 2%, mesmo percentual de Marina Silva (Rede), que manteve o percentual da última semana. A intenção de voto de Lula despencou de 6% para 2%, com o eleitorado identificando cada vez mais que Haddad é o nome para a disputa eleitoral do PT após a candidatura do ex-presidente ter sido barrada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Álvaro Dias (PODE) e Henrique Meirelles (MDB) se mantiveram com 1%, enquanto os demais não pontuaram. Não sabem ou não responderam oscilaram de 22% para 21%, não votariam em ninguém continuaram em 8%, enquanto brancos e nulos foram de 4% para 3% em uma semana.

na intenção de votos estimulada, Jair Bolsonaro se manteve em 33%, enquanto Haddad teve a alta mais expressiva ao passar de 16% para 23% em apenas uma semana, isolando-se no segundo lugar. Ciro Gomes, por sua vez, teve queda de quatro pontos, passando de 14% para 10% em uma semana e caiu para o terceiro lugar. 

Alckmin oscilou no limite da margem de erro e passou de 6% para 8%, voltando ao patamar de duas semanas atrás e empatado tecnicamente com Marina Silva, que seguiu com 5%. Amoêdo seguiu com 3% da semana anterior, enquanto Alvaro Dias manteve os 2%. Meirelles oscilou de 2% para 3% dos votos neste cenário, enquanto Cabo Daciolo (PATRI) deixou de pontuar. A porcentagem de quem não votaria em ninguém foi de 9% para 7%, branco/nulo somam 2%, enquanto não sabe/não responderam foi de 5% para 4%.
Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.
Os eleitores de Bolsonaro também são aqueles cuja certeza do voto é maior. Para 86% deles a decisão de voto é definitiva, sendo seguido pelos de Haddad (84%), Amoêdo (66%),  Alvaro Dias (58%), Ciro (58%), Alckmin (56%), Meirelles (54%) e Marina (42%). Vale destacar que 61% dos que disseram votar branco/nulo apontaram ter certeza do seu voto, enquanto 67% dos que disseram votar em ninguém/nenhum disseram estar decididos. 

Segundo turno

Pela segunda vez, o levantamento fez uma simulação de segundo turno (todas com Bolsonaro) e mostrou um cenário, ainda que tímido, de crescimento dos adversários do candidato do PSL. Bolsonaro, que antes vencia Haddad, Alckmin e Marina e empatava com Ciro, agora ganha apenas de Marina, empatando tecnicamente com os demais candidatos. 

Quando o cenário é Bolsonaro contra Ciro, há um empate técnico, com 43% votando no candidato do PDT e 41% apoiando o candidato do PSL; na semana passada, ambos apareciam com 42%. 5% dizem votar branco/nulo, 9% em ninguém e 2% não sabem ou não responderam.
Entre Bolsonaro e Haddad, a situação passou a ser de empate técnico, no limite da margem de erro. 44% disseram votar no candidato do PSL e 40% apontaram votar no petista; semana passada, 46% disseram votar em Bolsonaro ante 38% que votariam no petista. Quando confrontado com Alckmin, Bolsonaro oscilou de 43% na semana passada para 41% dos votos, enquanto o tucano subiu de 36% para 40%, configurando mais uma situação de empate técnico. A maior diferença é contra Marina Silva: 46% do candidato do PSL ante 34% da candidata da Rede; na semana passada, ele possuía 48% ante 33% da ex-senadora. 

Potencial de voto X rejeição

Com relação ao potencial de voto (porcentagem dos que poderiam votar em um determinado candidato), Bolsonaro deixou a dianteira e passou de 48% para 46%, enquanto Ciro Gomes ficou empatado com o presidenciável do PSL ao oscilar positivamente de 45% para 46%. Já Alckmin subiu de 39% para 47% de uma semana para outra e ficando em primeiro lugar numericamente. Fernando Haddad subiu de 36% para 41%, sendo seguido por Marina, que oscilou negativamente de 36% para 35%.

Meirelles aparece em seguida ao subir de 19% de potencial de voto da semana passada para 25%, Alvaro Dias seguiu em 22%, enquanto Amoêdo oscilou de 16% para 18%. Cabo Daciolo e Guilherme Boulos (PSOL) têm 8% de potencial de voto, seguido por João Goulart Filho (PPL), com 7%, enquanto José Maria Eymael (DC) registra 6% de potencial de voto e Vera Lúcia (PSTU) tem 6%. 

Já Marina Silva segue na dianteira na lista de maior rejeição -  ou seja, a porcentagem de quem não votaria "de jeito nenhum" no candidato/candidata -, com oscilação de 58% para 60%. Bolsonaro, Haddad, Meirelles e Eymael estão empatados em segundo lugar entre os mais rejeitados, com 48%; a rejeição do candidato do PSL subiu ante os 45% da semana passada, enquanto a dos demais se manteve. Alckmin caiu em termos de rejeição, passando de 53% para 47%, empatando com Ciro Gomes, que tinha 46% na semana passada. 

Por: LARA RIZÉRIO

sábado, 22 de setembro de 2018

Prefeitura de Inhapi realiza doação de caixa amplificada para grupos de hip-hop

A prefeitura de Inhapi através da Secretaria de Esportes e Cultura realizou a doação de uma caixa amplificada para grupo de HIP-HOP do município, crianças recebem aulas de Hip-Hop gratuita através da Prefeitura de Inhapi, De acordo com um estudo da Universidade da Califórnia, o hip hop é o estilo de dança que mais corresponde à recomendação diária de exercício físico “moderado a vigoroso” para as crianças dos 5 aos 10 anos. 

Os benefícios da dança são cada vez mais evidentes quer a nível físico ou criativo. Contudo, há sempre uma enorme indecisão na modalidade a escolher. Motivado por este facto, o investigador James Sallis propôs-se a estudar o estilo de dança mais indicado para uma recomendação diária de 30 minutos de exercício para crianças e adolescentes “As pessoas estão conscientes da epidemia da obesidade, mas não estão tão preocupadas sobre os baixos níveis de exercício de cada atividade física”, refere o investigador.

Crianças participam de roda de capoeira no Projovem em Inhapi

Surgiu, no Brasil, no século XVI, com a vinda dos negros que trabalhavam como escravos. A capoeira representa a liberdade, suprindo a falta de força, compensando a má alimentação, numa demonstração de destreza e agilidade, misturando instrumentos musicais, dança e luta.
A capoeira pode ser considerada uma brincadeira, um jeito de lutar jogando. Esse esporte tem evoluído muito nos últimos anos, passando a ser praticada em academias, clubes e espetáculos.
Os benefícios da prática dessa arte vão muito além do exercício físico, faz parte da cultura popular brasileira, com a transmissão de conhecimentos de geração em geração, através da própria arte. A capoeira contém elementos de educação, luta, esporte, terapia, assim como dança, lazer, folclore, história, ginástica, entre outros.
Pensando em todos esses benefícios e procurando proporcionar atividades enriquecedoras aos Jovens da cidade, a Prefeitura Municipal de Inhapi, proporciona aulas de capoeira gratuitas, para o PROJOVEM e PETI.
Foi contratado um professor que integra e orienta os alunos, indo nos locais onde os jovens frequentam, como no CRAS. Com a participação de centenas de crianças, jovens e adultos, as aulas de capoeira acontecem ao longo da semana, proporcionando disciplina, educação, arte, cultura, esporte e lazer, além de afastar os estudantes das drogas quando estão fora da escola.

Prefeitura realiza manutenção de estradas rurais por todo município

A Prefeitura de Inhapi, através da Secretaria municipal de Obras e Urbanismo, vem realizando o trabalho de recuperação e manutenção das estradas rurais do município, dando melhores condições para os usuários. Diariamente, essas estradas são utilizadas para o transporte de produtos agrícolas, produção de leite e transporte escolar.
”Os trabalhos não param. Buscamos melhorar o acesso de todos os moradores, pois é através dessas vias que os munícipes se deslocam para outras partes do município diariamente e também é feito o escoamento da produção agrícola”, explicou o prefeito.

Simples Nacional: Municípios poderão conferir pendências a partir de 8 de outubro

Conforme comunicado nº 18 do Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), publicado na tarde desta quinta-feira, 13 de setembro, os Municípios receberão os arquivos com a relação de empresas para análise de regularidade do sistema no dia 08 de outubro.
Cabe aos gestores municipais verificar, a partir do arquivo, se os contribuintes possuem pendências fiscais e/ou cadastrais. Conforme o inciso V do Art. 17 da Lei Complementar 123/2006, não podem recolher os impostos e contribuições na forma do Simples Nacional a Microempresa (ME) ou a Empresa de Pequeno Porte (EPP) que possua débito nas Fazendas Públicas municipais.
Prazos
Após análise, o Município deverá encaminhar à Receita Federal do Brasil (RFB) arquivo listando as empresas com irregularidades. O envio pode ser feito a partir de 15 de outubro, data em que estará disponível o aplicativo de upload do órgão. É recomendável que o gestor encaminhe o primeiro arquivo antes do início do agendamento da opção das empresas, que começa em 1º de novembro.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) reforça a recomendação porque, caso o Município atrase o envio à RFB da relação de CNPJs pendentes, a solicitação de opção para 2019 dessas empresas será agendada, não podendo ser desfeita a não ser por exclusão de ofício. Portanto, é importante os Municípios realizarem a verificação, que pode garantir, além da atualização no cadastro de empresas dos Municípios, mais receita aos cofres públicos.
Agendamento
O agendamento é um serviço que facilita o processo de ingresso no Simples Nacional, possibilitando ao contribuinte manifestar o interesse pela opção para o ano subsequente e antecipando as verificações de pendências impeditivas ao ingresso no regime. Assim, o contribuinte poderá dispor de mais tempo para regularizar as pendências identificadas.
A funcionalidade estará disponível entre 1º de novembro e 28 de dezembro deste ano, no portal do Simples Nacional, no serviço “Agendamento da Solicitação da Opção pelo Simples Nacional”, item “Simples/Serviços”. Não haverá agendamento para opção pelo SIMEI e para empresas em início de atividade.

Arquivo
A RFB disponibilizará o arquivo para cada UF e Município, na pasta TO\2019 do aplicativo Transfarqs do portal do Simples Nacional. Na plataforma, é possível acompanhar e consultar o envio dos arquivos pelo Ente federado. Para isso, é necessário efetuar consulta por CNPJ no serviço “Verificação de Pendências – Agendamento e Opção” > “Upload de Arquivos de Pendências para o Agendamento e Opção”. A consulta por CNPJ retorna à lista de arquivos enviados pelo Ente com data e hora de recepção, e a informação se o CNPJ constou ou não em cada arquivo.

IMPORTANTE: O arquivo enviado pelos Entes é utilizado para evitar o ingresso no Simples Nacional de empresas que possuam pendências, não servindo para exclusão. Se a empresa já é optante, continuará optante, a menos que seja excluída por algum Ente, observados os procedimentos próprios previstos na legislação.
A área técnica de Finanças da CNM preparou uma Nota Técnica em que orienta os Municípios sobre os procedimentos a serem executados. O material está disponível na Biblioteca do site da CNM e no conteúdo exclusivo, que pode ser acessado com login e senha.

Dia da Árvore é comemorado em grande estilo com doação de mudas em Inhapi

Dando continuidade ao projeto do governo uma árvore para cada habitante, nesta sexta-feira, (21), o município de Inhapi doou 120 mudas de árvores frutíferas para a população. O evento aconteceu por volta das 09:00hs da manhã na praça da Matriz.
Segundo o vereador Professor Roseildo as árvores são indispensáveis na natureza por possuírem diversas finalidades. Elas auxiliam na purificação e umidade do ar, pois agem como sequestradoras de CO2, capturando gases tóxicos e devolvendo oxigênio para a atmosfera. Além disso, as árvores trazem outros benefícios para vários ecossistemas e espaços públicos.
Os seis principais motivos para plantar uma árvore são: ar-condicionado natural – regulam a temperatura e o clima do nosso planeta, protetora natural – traz sombra e protege contra ventos e poluição sonora, preserva a fauna – habitat natural, é a fonte de abrigo e alimento dos animais, reduz a contaminação – as folhas retêm partículas em pó, filtrando o ar em que respiramos, ciclo da água – raízes retêm água da chuva, evitando secas e inundações, protegem o solo – evitam a erosão e o desgaste dos solos.


































quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Pesquisa Ibope para o Senado em Alagoas: Renan: 39%; Rodrigo Cunha: 37%

Benedito de Lira: 23%; Mauricio Quintella: 18%; Sergio Cabral: 5%; Prof. Cícero Albuquerque: 4%; Flavio Moreno: 4%; Flávia Melo: 4%; Osvaldo Maciel: 1%. Levantamento foi feito entre os dias 17 e 19 de setembro.


Resultado de imagem para pesquisa ibope em alagoasPesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (20) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o Senado em Alagoas:
·         Renan (MDB): 39%
·         Rodrigo Cunha (PSDB): 37%
·         Benedito de Lira (PP): 23%
·         Mauricio Quintella (PR): 18%
·         Sergio Cabral (PATRI): 5%
·         Prof. Cícero Albuquerque (PSOL): 4%
·         Flavio Moreno (PSL): 4%
·         Flávia Melo (PCO): 4%
·         Osvaldo Maciel (PCB): 1%
·         Branco/ Nulo - Vaga 1: 11%
·         Branco/ Nulo - Vaga 2: 34%
·         Não sabe/Não respondeu: 20%
A pesquisa foi encomendada pela TV Gazeta de Alagoas. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito entre os dias 13 e 15 de agosto, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes: Renan (MDB): 33%; Benedito de Lira (PP): 25%; Rodrigo Cunha (PSDB): 19%; Mauricio Quintella (PR): 18%; Sergio Cabral (PATRI): 10%; Cicero Albuquerque (PSOL): 7%; Flavio Moreno (PSL): 5%; Flávia Melo (PCO): 4%; Osvaldo Maciel (PCB): 2%; Branco/ Nulo - Vaga 1: 22%; Branco/ Nulo - Vaga 2: 33%; Não sabe: 22%.

Sobre a pesquisa
·         Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos;
·         Quem foi ouvido: 812 eleitores em 38 cidades, com 16 anos ou mais;
·         Quando a pesquisa foi feita: de 17 a 19 de setembro;
·         Registro no TRE: AL-06041/2018;
·         Registro no TSE: BR-02881/2018;
·         O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro;
·         0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.


Pesquisa Ibope Alagoas: Renan Filho: 65%; Josan Leite: 5%; Basile: 3%; Melquezedeque: 2%

Levantamento foi feito entre os dias 17 e 19 de setembro.


Resultado de imagem para renan filho
Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (20) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo de Alagoas:
·         Renan Filho (MDB): 65%
·         Josan Leite (PSL): 5%
·         Basile (PSOL): 3%
·         Melquezedeque Farias (PCO): 2%
·         Branco/nulo: 18%
·         Não sabe/não respondeu: 8%
A pesquisa foi encomendada pela TV Gazeta de Alagoas. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito de 13 a 15 de agosto, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes: Renan Filho (MDB): 46%; Fernando Collor (PTC): 22%; Josan Leite (PSL): 2%; Basile (PSOL): 1%; Melquezedeque Farias (PCO): 0%; Branco/nulo: 22%; Não sabe: 7%.

A pesquisa desta quinta (20) não traz o nome de Fernando Collor (PTC) porque ele desistiu da disputa. Também não consta o nome de Pinto de Luna (PROS) porque a candidatura dele só foi protocolada após o registro da pesquisa.

Rejeição
O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Os entrevistados podem citar mais de um candidato, por isso, os resultados somam mais de 100%. Veja os índices:
·         Basile (PSOL): 34%
·         Josan Leite (PSL): 33%
·         Melquezedeque Farias (PCO): 31%
·         Renan Filho (MDB): 19%
·         Poderia votar em todos (resposta espontânea): 3%
·         Não sabem ou preferem não opinar: 17%

Sobre a pesquisa
·         Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos;
·         Quem foi ouvido: 812 eleitores em 38 cidades, com 16 anos ou mais;
·         Quando a pesquisa foi feita: de 17 a 19 de setembro;
·         Registro no TRE: AL-06041/2018;
·         Registro no TSE: BR-02881/2018;
·         O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro;
·         0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Por G1 AL



Pesquisa Datafolha de 20 de setembro para presidente por sexo, idade, escolaridade, renda, cor, religião e região Confira os números da pesquisa por segmento. Levantamento f

Confira os números da pesquisa por segmento. Levantamento foi feito nos dias 18 e 19 de setembro e ouviu 8.601 eleitores em 323 municípios.


Pesquisa Datafolha para presidente divulgada nesta quinta-feira (20)apontou as intenções de voto por segmentos de sexo, idade, escolaridade, renda, religião, região e cor de pele.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S. Paulo". O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Antes do resultado por segmentos, vamos aos números totais:

·         Jair Bolsonaro (PSL): 28%
·         Fernando Haddad (PT): 16%
·         Ciro Gomes (PDT): 13%
·         Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
·         Marina Silva (Rede): 7%
·         João Amoêdo (Novo): 3%
·         Alvaro Dias (Podemos): 3%
·         Henrique Meirelles (MDB): 2%
·         Vera Lúcia (PSTU): 1%
·         Guilherme Boulos (PSOL): 1%
·         Cabo Daciolo (Patriota): 0%
·         João Goulart Filho (PPL): 0%
·         Eymael (DC): 0%
·         Branco/nulos: 12%
·         Não sabe/não respondeu: 5%

Resultados da pesquisa por segmento

Sexo:

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Idade:

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Escolaridade:

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
— Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Renda familiar mensal (em salários mínimos):

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Religião:

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Região:

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Cor:

 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
Preta — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 ArtePreta — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte
 — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte — Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Sobre a pesquisa
·         Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
·         Entrevistados: 8.601 eleitores em 323 municípios
·         Quando a pesquisa foi feita: 18 e 19 de setembro
·         Registro no TSE: BR-06919/2018
·         Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo"
·         O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro;
·         0% significa que o candidato não atingiu 1%; traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

* Observação: Em cada um dos segmentos da pesquisa, o posicionamento dos candidatos e os resultados seguem o padrão do relatório do Datafolha.

Fonte G1