sábado, 31 de outubro de 2015

Viatura da operação “Lei Seca” se envolve em acidente em Delmiro Gouveia

Acidente aconteceu em um trecho da AL-220, policiais sofreram apenas ferimentos leves.

Divulgação: Whatsapp
Uma viatura da “Operação Lei Seca” da Polícia Militar de Alagoas caiu em uma ribanceira às margens da AL-220, na tarde deste sábado (31), por volta das 16h30. O sinistro aconteceu no KM-44 no sentido Olho D’água do Casado/Delmiro Gouveia. Os policiais sofreram apenas ferimentos leves.

De acordo com informações de testemunhas, a viatura Pálio Weekend transitava em uma velocidade considerada normal, quando de forma desconhecida o motorista teria perdido o controle da direção e caído em uma ribanceira as margens da rodovia estadual.

As vítimas foram socorridas pelos próprios companheiros, mas sofreram apenas ferimentos leves.

O veículo foi retirado  do local e guinchado para Maceió.
Fonte: Radar 89

Corpo é encontrado em estado de putrefação na zona rural de Delmiro; PC já tem pistas sobre o crime

Vítima estava desaparecido desde a última quarta-feira (28), quando foi visto com amigos por volta das 22h, consumindo bebida alcoólica com amigos

Cortesia: Leitor/PortalRadar89
O corpo de um homem foi encontrado em estado de putrefação na noite desta sexta-feira (30), em um terreno baldio no Povoado Lagoinha, zona rural de Delmiro Gouveia. 
Omevan Cizino Costa, 35 anos, estava desaparecido desde a última quarta-feira (28), quando foi visto pela última vez por volta das 22h, na companhia de amigos consumindo bebida alcoólica.

De acordo com o chefe de operações, Roberto Pena da Delegacia Distrital de Inhapi que estar de plantão na regional. Um popular fazia caminhada quando avistou um corpo debaixo de um pé de árvore, o rapaz acionou a polícia e uma equipe da Rádio Patrulha (RP) do 9º – Batalhão de Polícia Militar (9º-BPM) foi designada ao local, os militares constataram a veracidade e acionaram a equipe da Polícia Civil.

Ainda segundo Pena, durante os primeiros levantamentos não foi possível identificar se havia alguma perfuração de bala ou faca, mas no local foi encontrado um pedaço de madeira (pau), o que possivelmente pode ter sido utilizado no crime.

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

A reportagem do portal Radar 89 apurou que a polícia já tem pistas sobre o autor do crime, e a qualquer momento ele pode ser preso.
Fonte: radar 89

Morre aos 79 anos em Altamira/PA patriarca da família Villar de Inhapi.

Uma notícia que todos sabemos que vamos receber um dia, mas que ninguem quer que aconteça. Faleceu na madrugada desta sexta-feria (31) em sua residência no município de Altamira/PA, o inhapiense José Augusto Villar, que na década de 80 deixou sua terra natal fugido da seca que assolava a região para tentar retomar a vida no norte do país, onde até a data de hoje, data da sua morte, viveu por 32 anos.

Além da seca com o qual conviveu sofridamente por longos anos, seu José Augusto, enfrentou sérios problemas de saúde e por duas vezes conseguiu se sair vitorioso. Venceu um Câncer na boca e uma trombose que o fez perder uma das pernas, mas não o fez perder sua alegria de viver.

Mas quando tudo parecia caminhar bem, com o patriarca da família Vilar gozando aparentemente de boa saúde, eis que um mau estar, de causa da morte ainda desconhecida, encerrou a missão deste bravo sertanejo, que até o ultimo dos seus dias nunca perdeu a fé e a alegria de viver.

José Augusto deixa, 08 filhas, 17 netos e 07 bisnetos, dos quais alguns, nunca pode conhecer.

"Que Deus conforte o coração de todos os familiares e amigos deste grande homem, em especial ao amigo Natecio Fagner (Coordenador deste canal informativo) e Família"
Att; A redação







sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Municípios recebem repasse do FPM nesta sexta-feira (30); veja valores

3º Decênio do mês entrou hoje (Foto: Marcos Santos / USP Imagens)Será creditado nesta sexta-feira, dia 30 de outubro, nas contas das prefeituras brasileiras, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao 3.º decêndio do mês de outubro de 2015. O valor será de R$ 1.601.856.463,84, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, isto é, incluindo a retenção do Fundeb, o montante é de R$ 2.002.320.579,80.
Em comparação com o terceiro decêndio de outubro de 2014, o presente decêndio teve um aumento de 36,2%, isso em termos reais, ou seja, considerando a inflação. Mas somando todos os decêndios de outubro, o valor foi de R$ 5,358 bilhões frente aos R$ 5,444 bilhões acumulado no mesmo período do ano anterior. Ou seja, representa, em termos reais, uma retração de 1,58% para outubro de 2015.
No acumulado de 2015, o FPM soma R$ 66,811 bilhões e no mesmo período do ano anterior era de R$ 68,647 bilhões. Em termos reais, o FPM está 2,67% menor do que o mesmo período do ano anterior. Ressaltamos que estes valores não incluem os repasses extras de janeiro de 2014 e 2015, além dos repasses extras de maio e outubro de 2015. Se for desconsiderado também o repasse referente ao 0,5% de julho de 2015 a queda real do fundo é ainda mais expressiva: 4,06%.
Melhoria na estimativa
A previsão para outubro da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) era de queda de 0,3% em relação a setembro de 2015, entretanto o mês de outubro fechou em com crescimento nominal de 6,3% em relação a setembro. A previsão da STN para outubro frente a outubro do ano anterior era de crescimento de 1,2% e o crescimento nominal foi de 7,32%, não levando em consideração os últimos repasses extras.
Para o mês de novembro a estimativa da STN é de crescimento de 44% em relação ao mês de outubro e 10,2% em relação ao mesmo mês do ano passado.
Veja o levantamento completo aqui.
Da Agência CNM

Após discussão, Homem mata irmão de criação em Major Izidoro

Crime aconteceu na Fazenda Riacho dos Cavalos após uma discussão entre os irmãos de criação. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo e não resistiu aos ferimentos.

Um homem de 35 anos matou o irmão de criação, de 57 anos, com um tiro de arma de fogo após uma discussão. O fato aconteceu na manhã desta quarta-feira (28), na Fazenda Riacho dos Cavalos, município de Major Izidoro.

Segundo informações da polícia, Jose Roberto de Farias, 35 anos, por motivos desconhecidos, acabou discutindo com o irmão de criação, Humberto de Farias Costa, 57 anos, e desferiu um tiro de arma de fogo após a confusão e fugiu em seguida. Humberto não resistiu aos ferimentos e entrou em óbito.

Familiares relataram aos policiais que o autor quando ingeria bebidas alcoólicas, ficava violento. No momento da discussão ele estava embriagado.

O Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Major Izidoro foi acionado e ao chegar no local já encontrou a vítima em óbito. Foi feito buscas na região na tentativa de localizar o autor do crime, porém sem sucesso.

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca esteve no local e removeu o corpo da vítima.
Jean Souza, do Sertão na Hora

Menino acaba em coma após esfregar borracha no braço

Um estudante de 13 anos de idade está lutando pela vida após participar de um desafio bizarro que faz com que os internautas esfreguem borracha escolar na própria pele.

O desafio chamado “Eraser Challenge”, que significa “Desafio da Borracha,” fez com que o adolescente da Califórnia, EUA, fosse deixado entre a vida e morte.

A brincadeira bizarra consiste em fazer com que estudantes esfreguem uma borracha no braço enquanto recitam uma palavra que se inicia com cada letra do alfabeto. Ao final, na letra “Z,” os participantes verificam quem ficou com o braço mais marcado com as queimaduras ocasionadas pelo esfregão da borracha.

Fonte: Gadoo

Corpo de jovem de 18 anos é encontrado crivado de balas em Dois Riachos

Um jovem foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (29), na cidade de Dois Riachos.
O corpo de Wellignton Soares de Oliveira, 18 anos, foi encontrado  com vários tiros de revolver nesta quinta-feira (29). Segundo apurou a equipe do delegado Edberg Sobral  e o chefe Cardoso, por volta das 21h00 horas  da noite de ontem populares ouviram tiros vindo da região do Alto da Fé, como era noite de futebol pensaram que  era fogos  comemorando o gol do Palmeira. Hoje pela manhã o corpo foi encontrado por trás do Colégio Estadual. 
Uma equipe da PM também compareceu no local. O IML de Arapiraca foi acionado para recolher o corpo. No último três meses já aconteceu  três  homicídios no município.
Por Roosevelt Valões
Sertão 24 Horas

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Nome de ex-vereador vem se fortalecendo para disputa a prefeitura de Mata Grande

Ex-vereador de Mata Grande, Jean Gomes (DEM)/ Imagem: Facebook

Ex-vereador de Mata Grande, Jean Gomes (DEM)
A disputa pela prefeitura da cidade de Mata Grande, sertão de Alagoas, que até então vinha apresentado como opções dois grupos políticos, o grupo da situação liderado pelos: Atual prefeito do município Jacob Brandão (PP) e seu pai o ex-prefeito Hélio Brandão e a oposição liderada pelo prefeito da cidade vizinha Canapi , Celso Luiz (PMDB), ganhou mais uma opção, pois vem surgindo um novo nome como pretenso candidato a prefeitura da cidade.
O ex-vereador do município e funcionário do Banco do Brasil, Jean Jacks Cavalcante Gomes, filiado no partido Democratas ( DEM),  vem se mostrando como pré-candidato a prefeito no próximo ano. E seu nome vem ganhando adesão na cidade. Jean foi vereador por dois mandatos em Mata Grande aonde seu ultimo foi no ano de 2004 de lá pra cá o mesmo não disputou mais na cidade, porém lançou sua esposa que também é funcionário do Banco do Brasil , Karine Gomes , como vereadora que encerrou seu mandato em 2012.
O pleito municipal  de 2016  em  Mata Grande , Sertão de Alagoas ,  já tem  dado o que falar pelos quatro cantos do estado .
Em uma matéria do Jornal Tribuna Hoje. Veja a Matéria na íntegra :
Embaralhou 
As eleições em Mata Grande caminham para uma disputa entre os grupos do ex-prefeito Hélio Brandão e do prefeito de Canapi ,ex-deputado  Celso Luiz .Os dois ex-aliados já haviam indicado os seus candidatos , mas surgiu um terceiro nome , que vem recebendo muitas adesões : o de Jean Gomes , gerente do Banco do Brasil.
Por Igor Ribeiro/ Manchete da Hora

CENAS FORTES: Agricultor é acusado de assassinar irmão adotivo durante discussão em Major Izidoro


Vítima foi atingida no queixo, com disparo de arma de fogo de grosso calibre

Um agricultor está sendo apontado como autor do assassinato de um irmão adotivo dele, na manhã desta quarta-feira (28), por volta das 11h, em uma fazenda conhecida como Riacho dos Cavalos, localizada na zona rural de Major Izidoro. A vítima foi identificada como Humberto de Farias Costa, 57, e o acusado se trata de José Roberto de Farias, 35.

Segundo testemunhas, José Roberto estava embriagado, quando por motivo desconhecido iniciou uma discussão com o irmão adotivo e terminou o atingindo no queixo com um disparo de arma de fogo de grosso calibre. A vítima morreu na localidade e o assassino fugiu com destino ignorado.

Equipes das polícias Civil e Militar estiveram na localidade e acionaram o Instituto Médico Legal (IML) para remoção do corpo. O caso vai ser investigado pela delegacia distrital. 

Deixe o seu comentário no CENTRAL DO SERTÃO

FONTE: MINUTO SERTÃO

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

CENAS FORTES: Caçamba sem freio colide com carro-pipa e invade borracharia; uma pessoa morreu em Pão de Açúcar

Uma pessoa morreu na tarde desta quarta-feira (28), após uma caçamba carregada de pedras faltar freio, bater na traseira de um carro-pipa e invadir uma borracharia que fica localizada na ladeira conhecida como alto Zé Ferino, em Pão de Açúcar.  

De acordo com relatos de populares, uma caçamba carregada de pedras, faltou freio e bateu na traseira de um carro-pipa. O motorista do carro-pipa não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. 

Ainda de acordo com populares, o motorista da caçamba tentando evitar uma tragédia maior gritava desesperadamente e buzinava a caçamba descontrolada tentando avisar o perigo.

Após colidir com o carro-pipa, o motorista do caminhão não conseguiu parar o veículo e invadiu uma borracharia. O impacto foi tão forte que a borracharia veio ao chão. Uma casa que fica por trás da borracharia também foi atingida. No momento da colisão, havia pessoas na borracharia e na casa. 

Equipes médicas do Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Polícia Militar foram acionados para o local e socorreram as vitimas até o Hospital de Pão de Açúcar. Ainda não se sabe o estado de saúde das pessoas socorridas.

Deixe o seu comentário no CENTRAL DO SERTÃO






Jean Souza, do Sertão na Hora

Cunha ainda analisa pedidos de impeachment e diz que palavra final é dele

Jornal ‘Folha de S.Paulo’ divulgou que a área técnica da Câmara finaliza um parecer recomendando que Cunha dê prosseguimento ao pedido de impeachment 
 
Jornal 'Folha de S.Paulo' divulgou que a área técnica da Câmara finaliza um parecer recomendando que Cunha dê prosseguimento ao pedido de impeachmentO presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta terça-feira (27) que os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff ainda estão sob análise. Em nota divulgada, ele afirmou que, independentemente da orientação jurídica, a palavra final sobre a abertura de processo de afastamento da presidente da República é dele.

“O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, afirma que não recebeu qualquer parecer da área técnica da Casa sobre os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff que ainda estão sob análise. Cunha reitera ainda que cabe a ele a decisão sobre o andamento dos processos independentemente da orientação jurídica”, diz a mensagem.

O jornal ‘Folha de S.Paulo’ divulgou no mesmo dia a informação de que a área técnica da Casa está finalizando um parecer em que recomenda ao presidente que dê prosseguimento ao pedido de impeachment encampado pela oposição, assinado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior. Os técnicos, segundo o jornal, dirão de forma sucinta que o pedido se enquadra na Lei 1.979/50, que trata do impeachment.

Já o jornal ‘O Globo’ informou que, além do parecer favorável, Cunha também receberá um documento recomendando o arquivamento do pedido de impeachment contra Dilma.

A Secretaria-Geral da Mesa negou a existência de um parecer prévio.
Deixe o seu comentário no CENTRAL DO SERTÃO
Fonte: Veja

PM executa ex na rua por ciúme de novo namorado

Sargento não aceitava que professora saísse com outro homem em Uberlândia (MG)

Foto: Facebook / Reprodução
A professora de educação infantil Veridiana Rodrigues Carneiro, de 36 anos, tinha terminado o namoro há oito meses com o sargento Clóvis Cândido, de 46 anos, e tentava viver sem ser incomodada por ele. Nesta terça-feira (27), o militar a cercou na frente de um sacolão no bairro Santa Mônica, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e atirou 11 vezes até matá-la. As imagens do feminicídio foram gravadas por uma câmera de segurança

O militar, que era da banda da PM, tinha 29 anos de serviço e estava com aposentadoria marcada para janeiro de 2016. Ele não aceitava que Veridiana namorasse outro homem e descobriu que ela tinha saído com outra pessoa, segundo testemunhas do bairro ouvidas pela Record 

O sargento a acertou pelas costas e aproveitou quando a professora caiu no chão para disparar outras dez vezes

Depois do crime, o sargento passou em um bar, voltou para casa e ameaçou atirar em quem se aproximasse

A polícia precisou cercar o quarteirão e orientou os vizinhos a ficarem dentro de casa. Depois de quase duas horas de negociação, o militar se entregou

Veridiana trabalhava na Escola Municipal de Ensino Infantil do bairro Tibery há três anos

Foto: Youtube / Reprodução
O suspeito foi levado para o Batalhão da PM e deve responder pelo crime como civil, já que estava de folga 



Foto: Youtube / Reprodução

Foto: Facebook / Reprodução
 Fonte: R7

Criança vai se despedir de mãe antes de viagem e a encontra morta com oito facadas

Mulher namorava o suspeito havia três meses; crime aconteceu em Nerópolis (GO)


Uma menina de oito anos encontrou a mãe morta no chão da cozinha de casa, na cidade de Nerópolis, distante 30 km de Goiânia (GO), na tarde de segunda-feira (26). A mulher foi assassinada com cerca de oito facadas pelo namorado. O suspeito está foragido

Suzana Nascimento Fagundes, de 32 anos, estava cursando o último período de direito. Segundo a família, a mulher era alegre e tranquila
Suzana namorava há três Gabriel Teodoro Gomes. Os dois pareciam um casal feliz
O casal trocava declarações de amor o tempo todo por mensagens e estavam de viagem marcada para Maceió (AL)
A mulher até mandava para o namorado fotos de biquínis que gostaria de comprar para levar na viagem, que aconteceria na segunda-feira, mesmo dia em que foi assassinada
O crime aconteceu nesta chácara que funciona como restaurante, por volta das 14h30. A mãe e o irmão de Suzana haviam saído para fazer compras e a mulher ficou sozinha com o suspeito terminando de fazer as malas
A menina, que estava na casa de uma vizinha, queria se despedir da mãe, que iria viajar. Ela foi para casa, mas encontrou as portas trancadas. Deu a volta e abriu a janela da cozinha, dando de cara com o corpo de Suzana
O corpo tinha aproximadamente oito facadas. O suspeito fugiu a pé pela janela da despensa. Os chinelos e a carteira, com todos os documentos do suspeito, ficaram no local, assim como a moto dele, que foi apreendida pela polícia
De acordo com a família, a menina não entendeu o que tinha acontecido e pensou que se tratava de uma brincadeira e saiu gritando pelos vizinhos dizendo que a mãe estava brincando com ela
Como a porta da frente também estava trancada, os vizinhos chamaram a polícia. Na casa, não há sinais de luta corporal e ninguém escutou gritos
A família de Suzana está chocada. Ninguém entende Gomes a matou, já que eles pareciam estar felizes
Segundo a Polícia Civil, a motivação do crime seria uma suposta traição de Suzana. Mas, para os familiares, esta versão não passa de boatos, já que nos últimos dias, eles ficaram o tempo todo juntos e não brigaram
R7.com 28 Outubro de 2015 

Pai é preso após manter relação íntima com a própria filha de 12 anos na Bahia

Homem foi flagrado pelo filho adolescente abusando da menina


Um homem foi preso acusado de manter relações sexuais com a própria filha de 12 anos, no distrito de Planalto Íris, no município de Dário Meira, localizado a cerca de 400 km de Salvador. A informação foi confirmada pelo Complexo Policial de Itagibá , onde o homem está encarcerado.

A denúncia foi feita pelo irmão da vítima, de 14 anos, após flagrar o abuso sexual. Ele teria fugido de casa e procurado a polícia ao ser ameaçado pelo pai.
Segundo a imprensa da região, o homem planejava fugir com a filha. A mãe da menor reside em outra localidade e estava separada do acusado havia quatro anos. O homem morava com o casal de filhos.
A menor foi entregue ao Conselho Tutelar do município para os procedimentos legais e, posteriormente, será apresentada à mãe. 
Fonte: R 7

Aliados correm para aprovar pauta religiosa enquanto Cunha está no poder

Objetivo é dar às igrejas o poder de questionar leis e decisões no STF; na semana passada, bancada conservadora aprovou proposta de Cunha que endurece legislação sobre aborto

Aliados de Cunha aprovaram na semana passada proposta de autoria do presidente da Câmara que endurece as regras contra o aborto no Brasil
Enquanto o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), investigado por suspeitas de corrupção, tenta se segurar no cargo e garantir apoio da maioria dos deputados, aliados dele correm para tentar aprovar na Câmara o maior número de propostas de interesse da bancada religiosa.

Na próxima quinta-feira (29), o deputado evangélico Ronaldo Fonseca (PROS-DF) marcou uma reunião da comissão especial com o objetivo de discutir e votar o parecer do deputado Bonifácio Andrada (PSDB-MG), favorável à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 99/2011.
A proposta dá às igrejas o direito de questionar no Supremo Tribunal Federal (STF) regras expressas na Constituição. A PEC tem o objetivo de autorizar as igrejas a apresentarem recursos como Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADI) ou Ações de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) sobre princípios constitucionais.
Aliados de primeira hora de Cunha, Fonseca é pastor evangélico e Andrada é católico, pertencente à ala mais conservadora da igreja.
A PEC modifica a Constituição dando às igrejas a competência que atualmente é dada ao procurador-geral da República, ao presidente da República, e às Mesas Diretoras da Câmara, do Senado, das Assembleias Legislativas dos Estados, aos governadores, ao Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), aos partidos políticos com representação no Congresso, aos sindicatos e entidades de classe de âmbito nacional, além de federações com representantes em pelo menos três Estados.
Leia também:
Desde a instalação, a comissão especial é integrada na sua maioria por membros das bancadas fundamentalistas evangélica, católica e espírita, que deverão garantir a aprovação da PEC sem resistência. Para se tornar lei, a proposta precisa, no entanto, ter a aprovação em dois turnos, por maioria qualificada do Plenário da Câmara, e depois passar pela mesma tramitação no Senado.
Legislação sobre aborto
Na corrida para dar andamento à pauta conservadora, deputados aliados de Cunha aprovaram na semana passada uma proposta de autoria do presidente da Câmara que endurece as regras contra o aborto no Brasil.
A proposta aprovada condiciona, por exemplo, a interrupção de gravidez em caso de estupro, condição prevista no Código penal, à comprovação do crime por meio de um exame de corpo de delito e a uma comunicação prévia à polícia. Além disso, a proposta prevê que, mesmo nos casos em que o aborto é permitido, punição aos profissionais de saúde que facilitarem este procedimento.
Por Luciana Lima - iG São Paulo |

'Tsunami', diz morador sobre chuva que empilhou carros em BH

Temporal deixou cerca de 30 veículos empilhados. Defesa Civil disse que não há desaparecidos.

O temporal desta terça-feira (27) provocou muitos estragos em Belo Horizonte. A Região de Venda Nova foi uma das mais atingidas. Na Avenida Vilarinho, vários carros foram levados pela correnteza e, depois que a água escoou, 30 carros ficaram empilhados.
Quem passava pela avenida no momento da chuva ficou em pânico. “Esse que eu vi aqui foi o pior. Já tiveram outros, mas não igual esse. Foi igual um tsunami”, comparou o dono de guincho Gilberto Pereira.
Em quase uma hora choveu na região o equivalente a 40% de tudo o que era esperado para o mês inteiro em toda a cidade. Imagens enviadas por telespectadores mostram que a enxurrada encobriu a pista exclusiva do Move, nem dava para ver o asfalto.
A linha do metrô também foi invadida pela água. A correnteza arrastou muitos carros. Em um deles, duas pessoas saem pela janela.

Os passageiros que estavam em um ônibus ficaram desesperados e foram para cima do teto. Muita gente ficou ilhada, em cima de carros. Uma mulher pulou da carroceria de uma caminhonete e afundou na água, mas de acordo com a Defesa Civil não há registro de pessoas desaparecidas.
Na manhã desta quarta-feira (28), a Avenida Vilarinho estava com lixo, barro e galhos. A Prefeitura de Belo Horizonte informou que, desde as 7h, 80 homens das equipes de manutenção e limpeza da Secretaria de Administração Regional Venda Nova estavam em ação, nas avenidas Vilarinho e Álvaro Camargos, verificando os danos provocados pela chuva.
Ainda na noite de terça, segundo a PBH, três reboques da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) já trabalhavam na remoção dos veículos arrastados pela água.
De acordo com a Defesa Civil, o volume de chuva registrado em 40 minutos foi de 57 milímetros, o equivalente a mais de 40% do esperado para todo o mês de outubro. Por isso, apesar de as equipes da prefeitura já terem realizado a vistoria e a limpeza de todas as bocas de lobo da região, o escoamento não foi suficiente para evitar o alagamento. As equipes estão mobilizadas, vistoriando vias e galerias, e trabalhando na limpeza e na recuperação das áreas danificadas.
Do G1 MG

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Cerca de 700 índios fecham rodovias em protesto contra PEC que altera demarcação de terras

Foram bloqueados trechos da BR-423 e AL-145, no povoado Maria Bode, em Água Branca; manifestação acontece em todo o país
Cerca de 700 indígenas estão bloqueando trechos das rodovias BR-423 e AL-145, desde às 8h desta terça-feira (27), no povoado Maria Bode, em Água Branca. O protesto que está acontecendo simultaneamente em todo o país é contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC - 215) que altera as regras para demarcação de terras indígenas.
A referida Proposta tramita na Câmara Federal e deverá ser apreciada hoje. Ela retira do Governo Federal e repassa para o Congresso Nacional a autonomia para demarcar terras indígenas, de quilombolas e zonas de conservação ambiental. Atualmente, o Ministério da Justiça edita decretos de demarcação, a partir de estudos feitos pela Fundação Nacional do Índio (Funai).
A manifestação está sendo realizada em várias regiões do Brasil para que a referida PEC seja arquivada. No caso de Água Branca, o protesto reúne os povos Geripankó, Katokinn e Karuazu, com apoio do Movimento Sem Terra (MST). Eles fecharam os trechos rodoviários, com galhos de árvores e pneus em chamas. Ninguém, além de carros oficiais, consegue passar pelos locais e com isso uma fila quilométrica está se formando nos dois sentidos da BR-423.
Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão na localidade, acompanhando o manifesto.

Mais informações em instantes
FOTOS CENTRAL DO SERTÃO
MATÉRIA MINUTO SERTÃO

Operação Zelotes: PF vê elo estreito entre ministro de Lula e lobistas

Relatório da Polícia Federal aponta um suposto “conluio” entre o ex-chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Carvalho, e lobistas suspeitos de pagar propinas para obter benefícios fiscais.
 
A investigação da PF conseguiu documentos que indicam relação entre Carvalho e a Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia Corporativa, investigada na Operação Zelotes. Ao ‘G1′, o ministro negou ter obtido qualquer benefício no cargo (leia mais abaixo).

As investigações da operação levantaram suspeitas sobre a edição de três medidas provisórias lançadas pelo governo, entre 2009 e 2013, que concederam incentivos fiscais para o setor automotivo.

Uma nova etapa da Zelotes deflagrada nesta segunda investiga um consórcio de empresas que, além de manipular julgamentos dentro do Carf (órgão do Ministério da Fazenda que julga recursos contra cobranças tributárias), teria atuado junto ao governo para “compra” de medidas provisórias pagando vantagens indevidas a autoridades públicas.

“Constatamos que as relações mantidas entre a empresa do lobista Mauro Marcondes e o Gilberto Carvalho, são deveras estreitas”, diz o relatório. Os documentos obtidos nas investigações, diz a PF, “fortalecem a hipótese da ‘compra’ da medida provisória para beneficiamento do setor automotivo utilizando-se do ministro que ocupava a ‘antessala’ do então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, responsável direto pela edição de medidas provisórias”.

Num dos papéis apreendidos, a PF diz que “fica evidenciada” a participação de Carvalho em projetos da firma “em especial na prorrogação dos incentivos para o setor do ano de 2015 a 2020″.
“Não há referência expressa de participação na prorrogação de 2010 a 2015, mas acreditamos que as relações profissionais entre essas pessoas tenham se iniciado ainda antes de daquele período do segundo semestre de 2009″, diz o relatório.

‘Café: Gilberto Carvalho’
A PF apreendeu anotações que apontam o nome de Gilberto Carvalho na casa do lobista Alexandre Paes dos Santos. Um dos trechos fala numa reunião ocorrida em 16 de novembro de 2009.

Num dos trechos, está escrito “Café: Gilberto Carvalho”, seguido de siglas de impostos (PIS/Cofins), nomes de Nelson Machado (ex-secretário-executivo do Planejamento), Carlos Alberto (que a PF acredita ser Carlos Alberto de Oliveira Andrade, dono da Caoa, revendedora e distribuidora de veículos), Paulo Ferraz (representante da Mitsubishi), além de siglas das empresas seguidas de números (“CAOA – 16.000 – 2.500″ e “MMC – 16.000 – 4.000 – 2.500 + 5 X 380″).

Outro documento apreendido, segundo a PF, “reflete o grau de intimidade de relacionamento” entre Carvalho e a Marcondes e Mautoni. Nele, a PF diz que a esposa do lobista Mauro Marcondes, Cristina Mautoni, faz recomendação para comprar presentes para as filhas de Carvalho.

Ministro nega irregularidades
Procurado pelo G1, o ex-ministro disse que, em depoimento prestado à PF na manhã desta segunda, negou participação no processo de elaboração da medida provisória.

Ele confirmou à PF que recebeu Mauro Marcondes “diversas vezes” em seu gabinete porque era sua função, como chefe de gabinete de Lula, receber quem queria se reunir com o ex-presidente e, à época dos encontros, Marcondes era vice-presidente da Anfavea.

“Expliquei para a delegada da PF que minha função, como chefe de gabinete do presidente Lula, nunca foi discutir méritos sobre os assuntos de pessoas interessadas em procurá-lo. Recebi o Marcondes diversas vezes porque ele vinha em nome da Anfavea e apresentava pedidos para falar com o presidente Lula sobre assuntos de interesse indústria automobilística”, disse.

“Então, eu nunca discuti mérito com ele [Marcondes] sobre esses temas. O que eu expliquei à PF é que nunca participei de montagem de MP porque não era meu papel – quem faz isso é a Fazenda, o MDIC e a Casa Civil. Eu nunca tive nada a ver com esta MP”, acrescentou.

Gilberto Carvalho disse também que, como ministro da Secretaria-Geral no primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, recebeu pedido de ajuda de Marcondes quando a MP perderia o prazo para que procurasse o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, porque o representante da Anfavea “não tinha acesso ao ministro”.

“Mas eu não fiz isso. Percebi que o Marcondes já estava se articulando em outras frentes para falar com o Guido”, disse Carvalho.

Segundo o ex-ministro, ele foi questionado pela PF sobre um papel apreendido com Marcondes no qual estava escrito “levar as bonecas para o Gilberto Carvalho”. “Quando eu adotei minhas duas meninas, esse caso se tornou público e várias pessoas me enviaram presentes. Inclusive ele [Marcondes]. Então eu esclareci que de fato foram dadas às minhas filhas duas bonecas e esclareci que não se tratava de codinome para outra coisa”, completou.

Nota
Leia abaixo a íntegra da nota divulgada nesta segunda por Gilberto Carvalho:
26/10/2015
NOTA À IMPRENSA
Na manhã desta segunda-feira, 26/10/2015, fui intimado pela Polícia Federal a comparecer, às 10 horas, à Superintendência da instituição a fim de “prestar esclarecimentos no interesse da Justiça”. Fui ouvido pela delegada Dra. Graziela Machado da Costa e Silva, sem a presença de advogado, respondendo a todas as questões por ela formuladas.

Os temas versaram a respeito da atuação do escritório do senhor Mauro Marcondes junto ao Governo Federal, e da acusação de que teria havido pagamentos em relação à publicação de Medida Provisória que determinaria incentivos à indústria automobilística no Centro Oeste do País. Relatei à delegada federal os contatos que tive com o senhor Mauro Marcondes, dentro da minha função de Chefe de Gabinete da Presidência da República durante o mandato do Presidente Lula (2003 a 2010). Neguei qualquer interferência no andamento da referida MP, como já havia feito por meio da imprensa, assim como declarei jamais ter recebido valores da parte do senhor Mauro Marcondes ou de qualquer outra pessoa durante meu trabalho ao longo de 12 anos no Palácio do Planalto.

Ciente da minha conduta e interessado que toda a verdade venha à tona, tomei a iniciativa de colocar à disposição da Justiça meus sigilos telefônico, fiscal e bancário, o que ficou devidamente consignado. Reafirmo que jamais o Presidente Lula, a quem servi com orgulho, ou os componentes do seu gabinete, se envolveram neste tipo de negociação. Os projetos de lei, medidas provisórias ou iniciativas de qualquer natureza sempre foram tomados na estrita e preocupada política de defender o desenvolvimento econômico e social do País.

Gilberto Carvalho.
Deixe o seu comentário no CENTRAL DO SERTÃO
Fonte: G1

‘PT criou uma máquina de corrupção’, diz presidente da CPI dos Fundos de Pensão

Imagem: DivulgaçãoApós o fim melancólico da CPI da Petrobras, encerrada nesta semana depois de poupar todos os políticos e parlamentares envolvidos no propinoduto que sangrou a estatal, deve ganhar os holofotes na Câmara dos Deputados outra comissão de inquérito com potencial avassalador para o governo e o PT. Ainda despercebida, a CPI dos Fundos de Pensão se debruça, há dois meses, sobre contratos com indícios de também terem sofrido influência de figuras petistas já conhecidas do noticiário policial, como o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, ambos presos na Operação Lava Jato.

De acordo com o presidente da CPI, o deputado Efraim Filho (DEM-PB), já está constatado que o mesmo modus operandi usado nos escândalos do mensalão e do petrolão foi repetido nos recursos destinados a aposentados e pensionistas. “O que a gente identifica é que há uma máquina de corrupção do PT para financiar um projeto de poder”, afirma o parlamentar. O foco da comissão, nos próximos dias, será conseguir aprovar a convocação do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, suspeito de articular o pagamento de propina à nora do petista com recursos da Sete Brasil, empresa ligada à Petrobras.

Leia a entrevista do relator ao site de ‘Veja':

A CPI dos Fundos de Pensão também corre o risco de acabar em pizza?
Toda CPI começa com a presunção de pizza, mas eu estou otimista de que teremos bons resultados. Há uma diferença de que essa CPI está sendo comandada pela oposição, então o governo não influencia aqui. Ainda há a questão do apelo social da comissão, estamos defendendo aposentados e pensionistas, e isso dificulta também o discurso de blindagem do governo. A CPI é protagonista dos seus fatos. Nós vamos produzir as provas da nossa investigação. Nós não temos uma operação Lava Jato ao lado que pauta a comissão. Para nos ajudar nas apurações, nós requisitamos o apoio de servidores do Banco Central, do Tribunal de Contas da União, da Comissão de Valores Mobiliários, da Previc e da Polícia Federal.

Em dois meses, o que a CPI já pôde constatar?
Logo percebemos que o mesmo modus operandi do mensalão e do petrolão pode ser identificado nos fundos de pensão, que é o aparelhamento das instituições, o tráfico de influência e o direcionamento dos negócios para interesses pessoais. Isso em um montante de 350 bilhões de reais em quatro fundos de pensão (Petros, Previ, Funcef e Postalis).

As delações da Lava Jato podem ajudar nas investigações? Sem dúvidas. Já estávamos debruçados sobre o Postalis e a delação do Fernando Baiano jogou ainda mais luz sobre esse processo, identificando interesses de pessoas como Eike Batista, João Ferraz (ex-presidente da Sete Brasil), José Carlos Bumlai (amigo do ex-presidente Lula) e Lula. O Ferraz esteve na comissão no início do mês e afirmou que se encontrou com o Lula. Ele falou isso antes da delação, o que já legitima pelo menos parte das declarações do delator. Agora, há informações de bastidores de que o próprio Ferraz está em processo de delação na Lava Jato. Ou seja, podem surgir novas evidências em breve.

Como os dois escândalos de corrupção se relacionam?
O que a gente identifica é que há uma máquina de corrupção do PT para financiar um projeto de poder. E essa máquina de corrupção agiu onde ela identificou potencial para isso. Nós já vemos aparecer nomes como João Vaccari Neto e José Dirceu, figuras que estão nas duas frentes das investigações. Dirceu, inclusive, já está convocado para a CPI para explicar a atuação dele na Funcef. No relatório de indiciamento do ex-ministro no âmbito da Java Jato, há uma tabela feita pela Polícia Federal que aponta duas notas frias do Milton Pascowitch (lobista também preso) que somam mais de 3 milhões de reais. E a nota era para a articulação de recursos junto aos fundos de pensão.

E qual o envolvimento do ex-tesoureiro do PT?
A Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo), da qual Vaccari foi presidente, acabou fornecendo muita mão de obra para ocupar cargos de direção das entidades. Muitos dos atuais diretores dos fundos de pensão têm origem lá no sindicato dos bancários, entre eles o Antônio Carlos Conquista, presidente da Postalis. Há ainda a suspeita de tráfico de influência de Vaccari e o doleiro Alberto Youssef para influenciar decisões nos fundos.

Qual a relação entre partidos políticos e as irregularidades nos fundos de pensão?
Dos quatro fundos hoje investigados, três deles são comandados por filiados ao PT: Petros, Funcep e Postalis. Por “mera coincidência”, os três que apresentam déficit. O único que não é filiado ao PT é a Previ, e é o único fundo que apresenta balanço positivo. É sintomático. Já podemos perceber uma grande influência do José Dirceu, do João Vaccari Neto, e, em acordo de delação, o Fernando Baiano disse que quem indicou o João Ferraz à Sete Brasil foi o Antônio Pallocci (ex-ministro da Fazenda). Também queremos entender a participação de José Carlos Bumlai, que é próximo a João Ferraz e ao ex-presidente Lula.A CPI está fazendo um levantamento que mostra como as indicações de investidores acabou virando cabide de empregos para apadrinhamentos e pretende apresentar uma certa vinculação entre designações para esses conselhos e militância partidária.

Há a garantia de que, se convocado, o Bumlai vai prestar depoimento?
Ele será chamado a depor nem que seja à força. Para ele ir, depende de um ato exclusivamente meu, que sou presidente. Por isso que eu digo que uma CPI comandada pela oposição é diferente. A minha dificuldade é que para aprovar o requerimento é necessário o apoio da maioria do colegiado. Depois de aprovado, ele senta lá no outro dia – ele vai e vai rápido. Agora, está claro que a blindagem do governo é para não deixar aprovar essa convocação. O governo mobilizou a sua base e tenta tratorar a votação. Mas há um lado bom que, com a divulgação do envolvimento dele, a gente tem ganhado um tempo para que a própria opinião pública tome conhecimento da atuação do amigo do Lula. Eu consigo identificar alguns votos flutuantes que são muito sensíveis à opinião pública. A gente acaba trazendo esses votos para contribuir com o aprofundamento das investigações na CPI.

A CPI já teve acesso a documentos relacionados à Lava Jato?
Eu estive em uma audiência com o juiz Sergio Moro e ficou acertado o compartilhamento das informações e ainda a liberação do doleiro Alberto Youssef para prestar depoimento. Pedimos também o compartilhamento da quebra de sigilo do Vaccari e do próprio Youssef. A Lava Jato tem documentos que para eles eram questões secundárias, mas que são o nosso foco, como a descoberta de uma relação dos investigados com a Funcef.

O que já está em investigação sobre os fundos de pensão?
São mais de trinta inquéritos da Polícia Federal relacionados a fundos de pensão – o Postalis é recordista deles e também está sendo investigado. A Funcef e a Petros também têm algumas investigações em curso. Já a Previ, que tem uma governança mais sólida, tem um processo menor.

Faltam menos de dois meses para o fim da CPI. Haverá tempo suficiente para a análise de toda essa documentação?
O prazo de encerramento é no dia 8 de dezembro, mas, obviamente, vamos solicitar a prorrogação. Ainda que estejamos no recesso, a investigação não para. Nós temos um volume de informação tão grande que teremos um trabalho volumoso para a equipe de consultoria. Pedimos todas as informações de todos os contratos desses quatro fundos. Tem muita coisa que a gente ainda não conseguiu se debruçar. Quatro meses é um tempo extremamente exíguo, eu espero contar com a prorrogação. A Operação Lava Jato tem dois anos e meio. Nós ainda estamos na primeira fase. A ideia é que a seja só o primeiro passo para uma investigação maior.

Deixe o seu comentário no CENTRAL DO SERTÃO
Fonte: Veja