quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Ministério Público, Polícia Civil e Seris negam que Júlio Brandão tenha se entregado

Ex-vereador por Mata Grande é considerado foragido desde abril, quando foi deflagrada operação policial e do MPE na cidade; ex-prefeito Jacob Brandão já se entregou espontaneamente

Resultado de imagem para julio brandaoO Ministério Público Estadual (MPE/AL), a Polícia Civil e a Secretaria de Ressocialização e Inserção Social (Seris) negaram, nesta terça-feira (11), que o ex-vereador Júlio Brandão, de Mata Grande, tenha se entregado espontaneamente.

O MPE/AL, a PC e a Seris foram procuradas pela reportagem do Correio Notícia, por meio de suas Assessorias de Comunicação, mas informaram desconhecer que Júlio Brandão tenha se apresentado espontaneamente, conforme chegou a ser divulgado por alguns veículos de comunicação.

Júlio é considerado foragido na Justiça desde o dia 11 de abril deste ano, quando o Grupo de Ação Estadual de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MPE/AL, desencadeou uma operação para cumprir sete mandados de prisões preventivas e cinco de prisões temporárias, emitidos pela 17ª Vara Criminal da Capital, contra pessoas ligadas a um suposto esquema criminoso que teria desviado cerca de R$ 12 milhões dos cofres da Prefeitura de Mata Grande, por meio de quatro empresas de locação de veículos.

Irmão de Júlio Brandão, o ex-prefeito de Mata Grande Jacob Brandão, que também esteve foragido, entregou-se espontaneamente no mês passado. Ele está preso no sistema prisional, em Maceió.

fonte correio noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário