domingo, 19 de abril de 2020

AUTORITÁRIO E PREPOTENTE: Filho do prefeito de Mata Grande faz acusações levianas contra jornalistas.

Além de taxar de mau-caráter o diretor do site Central do Sertão, Aquiles Mandu acusou os profissionais do portal de notícias de trabalhar na "ilegalidade" e a mando de políticos.


Por: Redação
Créditos: Reprodução/Internet

Com extrema prepotência, arrogância e sem limites pelo prazer de mentir e destilar ódio contra a imprensa, o filho do Prefeito de Mata Grande Aquiles Mandu voltou a atacar a equipe do site Central do Sertão, só que desta vez, indo além de suas opiniões pessoais e ofensivas ao taxar o diretor geral do site de mau-caráter o acusando levianamente de está "a serviço de mandados políticos" simplesmente pelo fato do site ter divulgado que a Prefeitura de Mata Grande estaria omitindo da população que a autorização para distribuição dos kits merendas anunciado por sua equipe de comunicação na verdade, é fruto da Lei Federal n° 13.987/2020 sancionada pelo Presidente Jair Bolsonaro no último dia 07 de Abril. E por ter desmentido o filho do gestor ao afirmar em um grupo de notícias no Facebook pertencente ao proprietário do site Central do Sertão que a autorização do Governo Federal seria apenas para distribuição das sobras das merendas em estoque.

Mas não parou por aí, ao ser desmentido, Aquiles Mandu partiu para mais um ataque sórdido e calunioso contra o site, indo além de sua opinião pessoal ao considerar seus integrantes "péssimos profissionais". Mas até aí tudo bem, pois se trata da opinião pessoal do mesmo assim como de outras pessoas que se incomodam com o trabalho e a verdade dos fatos retratados pelo Central do Sertão, o que é um direito de cada leitor que faz sua própria avaliação sobre o que ler e sobre quem escreve, afinal de contas, ninguém é obrigado a concordar com a verdade, principalmente quando aplaudem as mentiras do filho do prefeito.

Mentiras que já estão se tornando uma compulsão do rapaz conhecido por "bater boca nas redes sociais com quem critica os erros da administração do seu pai" conforme retratamos em matéria anterior. Só que desta vez Aquiles Mandu se superou acusando sem apresentar uma única prova, que a equipe do site Central do Sertão estaria trabalhando na "ilegalidade", pois segundo o mesmo, os integrantes do site não teriam DRT, ou seja, registro profissional no Ministério do Trabalho, e que por consequência disso, estaria o site enganando as pessoas que divulgam suas marcas no que ele chamou de blog. Contudo, o que o caluniador do filho do Prefeito de Mata Grande não disse foi que a atividade profissional do Jornalista independe do DRT e do Diploma de Jornalista (Não obrigatórios para o exércicio legal da profissão) , conforme decidiu o pleno do STF - Supremo Tribunal Federal em 17/06/2009 ao considerar por 8 a 1 o decreto-lei 972/69 que estabelecia as regras para o exércicio da profissão incompatível com a Constituição Federal de 1988.

A época da decisão, o presidente do STF Ministro Gilmar Mendes relator do processo argumentou que o fato do jornalista ser graduado não significa mais qualidade aos profissionais da área e que a formação específica em jornalismo não é meio idôneo para identificar eventuais riscos a coletividade ou danos a terceiros. Vale destacar ainda, que em 2006 Gilmar Mendes já havia concedido uma liminar garantindo o exercício da profissão aos que já atuavam na área mesmo sem diploma de graduação em Jornalismo ou mesmo registro no Ministério do Trabalho, ratificando assim sua decisão.

Todavia, a argumentação do Ministro Gilmar Mendes ao citar que a graduação em Jornalismo não significa mais qualidade aos profissionais da área, haja vista os grande nomes da história do jornalismo brasileiro, tais como entre tantos outros, os saudosos: Ricardo Boechat (Âncora do Jornal da Band) e Cláudio  Abramo (Jornalista que não cursou faculdade de jornalismo, mas fez "escola" que ironia né?) e dos grandes nomes do jornalismo brasileiro ainda vivos, como os premiados Cid Moreira e Boris Casoy, do irreverente Sikeira Jr. (Jornalista de 7° série como ele mesmo sempre diz) e de tantos outros nomes do jornalismo brasileiro.

Portanto, mais uma vez fica mais do que provado que o objetivo do caluniador Aquiles Mandu é destilar ódio contra o site, ofender e caluniar sem medida os profissionais de imprensa do site que há 07 anos levam informação com credibilidade, enfrentando sem temor o coronelismo político que ainda impera no sertão alagoano, não é a toa que tem mantido ao longo dos anos o posto de 2° portal de notícias mais acessado do sertão de Alagoas.

AUTORITÁRIO E PREPOTENTE

Sem limites, Aquiles Mandu não poupa ninguém, sobrou até para um senhora que teve a "ousadia" de perguntar para que ele havia estudado e qual era seu cargo? Veja a resposta do "educado" filho do prefeito seguido da réplica após a resposta da cidadã: "Sou Fisioterapeuta pós graduado em fisioterapia traumato ortopedia pela universidade Federal de Petrópolis-RJ e tenho pós graduação em fisioterapia cardiorrespiratória e GESTÃO PÚBLICA pelo Espaço Ciência, ainda tenho diversos cursos em gestão pública, direito eleitoral, finanças públicas. Se quiser meu currículo mando por e-mail" - Se vangloriou Aquiles Mandu.

A discussão se estendeu um pouco até que a leitora do Central do Sertão, respondeu: "Pois não serve pra mim .Mente vazia. E vc parece que só vivo de debater .Menino nosso erro foi confiar em pessoas como vcs. E estudo não mede caráter de ninguém. Pois maioria das vezes quem não estuda é educado . Isso vem de berço" - Disse.

Foi aí que no alto da sua prepotência, Aquiles Mandu se achando superior e demonstrando todo seu desprezo pela forma humilde de se expressar da leitora, respondeu: "Não entendi, vou mandar esse texto pra alguém decifrar depois vejo o que falar" - Debochou.

AQUILES: O FEDERAL

Depois de tudo que você leu nesta matéria, mediante tantos absurdos, era de se acreditar que não faltaria mais nada, mas acredite, ainda tem mais... justamente quem quer CALAR a imprensa, teve a capacidade de se vitimizar e dizer que "não iriam lhe calar". E olhe que foi esse mesmo cidadão que mentiu mais uma vez dizendo que o site havia retirado um vídeo que ele próprio (AQUILES) afirmou ter sido colocado pelo site como vídeo oficial do governo, quando em momento algum o site fez essa afirmação ou se quer supôs tal atribuição, mas sim, apenas divulgou o vídeo para comprovar o teor da Lei Federal n° 13.987/2020 que essa sim autorizou a distribuição dos kits merenda com recursos do PNAE a todos os alunos da educação básica matriculados na rede municipal de ensino e não apenas as sobras do que o município tinha em estoque conforme disse o filho do prefeito. Portanto, não houve qualquer atribuição pelo site de que o vídeo seria do Governo Federal, porém, pasmem! O filho do prefeito além de mentir novamente a esse respeito, ainda disse que iria (ele) processar o site por "CRIME FEDERAL" (...rsrsrs) Desculpem o riso, mas é que seria cômico se não fosse tão ridículo, pois nem se o site tivesse cometido tal erro, o direito a abertura de processo seria da vítima do suposto crime, ou seja, o Governo Federal a qual um vídeo de terceiros estava sendo atribuído.

OBS: Quem quiser ter acesso a todas as conversam que comprovam o conteúdo completo desta matéria. CLIQUE AQUI!

Art. 220 da Constituição Federal - A manifestação do pensamento, a criação, a express e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

& 2° - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.