quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Jovem é assassinado com vários tiros na frente de casa em Delmiro Gouveia

Vítima estaria conversando com um irmão que também ficou ferido durante o atentado.

Fábio GuedesPor Fábio Guedes
O jovem Pedro José Pereira da Silva, 20, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo, na noite desta terça-feira (9), por volta das 20h30, na Rua Canta Galo, próximo à Praça da Tamarineira, no centro da cidade de Delmiro Gouveia.
Familiares relataram que o rapaz estava na frente de casa, conversando com o irmão José Pereira da Silva, 18, quando foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta Honda Pop 100, de cor preta e placa não anotada que se aproximaram e o passageiro começou a atirar na vítima que foi atingida com ao menos cinco disparos na cabeça e morreu na hora.
O irmão de Pedro acabou ferido com um tiro em um dos pés. O mesmo foi socorrido  por populares e levado para o Hospital Dr. Antenor Serpa, sediado na cidade. Conforme um boletim médico divulgado pela unidade de saúde, o rapaz não corre risco de morrer.
Segundo a Polícia Civil, por volta das 13h, Pedro teria sido raptado  por dois homens que estariam em um carro Gol, de cor branca e placa não anotada. Ainda de acordo com as informações policiais, às 17h, os mesmos sequestradores haviam deixado o jovem em casa.
O pai de Pedro José conversou com nossa reportagem e disse que esse é o terceiro filho que perde e que coincidentemente todos teriam morrido num mês de dezembro. O homem que preferiu não se identificar informou ainda que durante o assassinato do filho, outra filha dele, uma menina de 11 anos de idade que estava na rua, pouco não foi baleada também.

Agentes policiais civis que estiveram na localidade para os primeiros levantamentos informaram que os assassinos são desconhecidos e que suspeitam que o crime esteja relacionado ao tráfico de entorpecentes.
O jovem assassinado e a família teriam se mudado do estado de Pernambuco e estariam resindido em Delmiro Gouveia há pelo menos 15 dias. 
O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca


Fonte: Minuto Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário