PREFEITURA DE INHAPI

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

PALAVRA DO SÁBIO

A língua dos sábios adorna o conhecimento, mas a boca dos insensatos, derrama a estultícia.
Prov. 15:2

O piloto chamou a comissária e disse: “Estamos com problemas técnicos. A situação é gravíssima. Comunique aos passageiros a notícia, mas faça-o de maneira sutil”. A aeromoça pegou o microfone e disse: “Por favor, senhores passageiros, ajustem os cintos para os cadáveres não se espalharem.”

Você está rindo? A história não é real, foi inventada por alguém, mas ilustra o que Salomão diz com relação aos perigos do exagero. Qualquer notícia, história ou fato pode ser apresentado de duas maneiras: “O sábio, - diz Salomão, - adorna o conhecimento,” dá vida ao fato, mas não muda a veracidade do acontecimento. “O insensato – acrescenta – fala estultícias” Sinônimo de estultícia é: tolice, exagero, grosseria.

A pessoa de êxito, em qualquer área da vida, usa a palavra, como o artista usa o pincel. Cria imagens, beleza, transmite otimismo, traz paz ao espírito dos ouvintes. As pessoas gostam de ouvi-la até quando ela têm que dizer coisas duras, verdades que doem, realidades difíceis de serem aceitas. Já o insensato, querendo “adornar o conhecimento”, cai no terreno ridículo do exagero e da tolice.

Às vezes sem pensar, exageramos e destruímos vidas, sonhos, e projeções futuras de pessoas a nossa volta. “Você nunca será nada na vida.” “Já disse isso mil vezes”, “você sempre chega tarde”, “Você só vive para me dar problemas”, “Ninguém trabalha aqui.”

As pessoas que vivem ou trabalham com você, cometem erros? Sem dúvida. Também você e eu os cometemos, todos os dias. Mas é preciso usar as palavras “sempre,” “nunca”,ninguém”?

É só uma maneira de dizer? Uma força de expressão? Para quem fala, talvez. Não para quem ouve. O que pouca gente percebe é que as palavras ditas contra outros, podem nos ferir muito mais do que a eles. As feridas aparecem mais tarde. Depois de anos, mas aparecem como chagas abertas sangrando impiedosamente.

O remédio é Jesus. Quanto mais perto dEle você viver, quanto mais permitir que Jesus tome o controle de sua vida, mais sábio você será e “a língua dos sábios adorna o conhecimento, mas a boca dos insensatos, derrama estultícia.”

Alejandro Bullón

Nenhum comentário:

Postar um comentário