segunda-feira, 5 de março de 2018

Morre mulher que ficou presa às ferragens em acidente com carro na AL-140 em Inhapi

Damiana ainda foi socorrida com vida para UPA de Delmiro Gouveia, mas não resistiu; marido dela também morreu vítima do acidente e sete filhos menores do casal ficaram feridos
Morreu a mulher que ficou gravemente ferida na batida entre dois carros, onde um pessoa morreu na hora e outras sete ficaram feridas, na tarde desta segunda-feira (5), em um trecho da AL-140, no Sítio Boa Vista, zona rural de Inhapi.

Damiana tinha ficado presa às ferragens, assim como o marido, Renato, que morreu na hora. Ela, que estaria grávida, foi resgatada ainda com vida por uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), que a encaminhou para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Delmiro Gouveia, onde não resistiu aos ferimentos.

Além dela e o marido, seis crianças menores de idade, filhas do casal, também estavam no veículo, um Fiat Uno, de cor preta e placa não informada, que, por motivos desconhecidos, bateu de frente com uma Toyota SW4, de cor preta e placa de Paulo Afonso - BA.

As crianças foram resgatadas por moradores da localidade, que as retiraram do veículo pelo porta-malas. Elas foram socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que as levaram para unidades de saúde de Delmiro e Santana do Ipanema. Quatro delas foram identificadas como Roberta Henrique Gomes, Amália Henrique Gomes, Renilson Henrique Gomes (6 anos) e Raiane Henrique Gomes (1 ano).

Segundo apurou a reportagem do Correio Notícia, o estado de saúde de Raiane Henrique é considerado grave. Ela foi levada para a UPA de Delmiro, mas deverá ser transferida para hospitais de Santana do Ipanema ou Arapiraca.

O condutor da Toyota SW4 se trata do empresário inhapiense Felipe Ricellys, mais conhecido como "Felipe de Bida". Com cortes em um dos braços e na cabeça e se queixando de dores no tórax, ele foi levado para um hospital de Paulo Afonso (BA).

Guarnições do Grupamento de Polícia Militar (GPM) do município e do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes), ambos do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), sediado em Delmiro Gouveia, estiveram no local do acidente para os procedimentos necessários.

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca foi acionado para recolher os corpos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário