PREFEITURA DE INHAPI

terça-feira, 14 de junho de 2016

Sem receber a quase 03 meses, professores contratados lotados na Creche Municipal paralisam atividades.

Os pais chegaram a levar os filhos a instituição de ensino, mas acabaram surpreendidos com a notícia de que não haveria aula por ausência dos professores. 

Por: Marcio Martins. Crédito: Canapi Agora
E pra quem pensava que somente os professores concursados faziam "greve", hoje foi o dia de se surpreender. Sem receber a quase 03 meses, os professores contratados lotados na Creche Municipal Casulo Menino Jesus cumpriram a promessa e paralisaram suas atividades na manhã desta segunda-feira (13), eles não aceitaram a justificativa da prefeitura de que depende do desbloqueio dos recursos do Fundeb, proveniente de uma ação judicial impetrada pelo SINDSCAN visando garantir a não utilização indevida de pelo menos 7 dos 17 milhões dos precatórios da educação.

Sem saber da paralisação, os pais chegaram a levar os filhos a instituição de ensino, mas acabaram surpreendidos com a notícia de que não haveria aula por ausência dos professores. 

Diante da visível insatisfação dos pais que foram obrigados a retornar com os filhos para casa, a direção aproveitou o momento para fazer uma reunião com os mesmos na tentativa de explicar os motivos de mais essa paralisação dos profissionais da educação municipal.

Ainda não há informações se a paralisação foi um ato de advertência ou se continuará por tempo indeterminado até que se efetue o pagamento dos educadores.

3 comentários:

  1. minha gente! é esse o tipo de governante que voces querem para mata grande. tenho certeza que a população nao é burra de colocar umas pessoas dessas em mata grande. isso é miseria absoluta....

    ResponderExcluir
  2. Faço dessas palavras ao povo do inhapi

    ResponderExcluir
  3. isso é uma vergonha para a sociedade, em quanto o dinheiro é gasto em campanhas eleitorais que sofre é a populaçao de pessoas de bem que saem todos os dias da sua casa pra trabalhar e no dia de receber ficam de 3 a 5 meses sem receber o pagamento, meu Deus que descaso com a população.

    ResponderExcluir