domingo, 14 de junho de 2020

A politicagem torce pelo vírus em Mata Grande.


Por: Redação

Enquanto a população matagrandense comemorava a não circulação do vírus em seu território e o posto de único município do Estado de Alagoas a não registrar até esta quinta-feira (12) nenhum caso confirmado de COVID-19, alguns politiqueiros da cidade que se mantiveram calados nestes quase 90 dias de Pandemia no país, neste sábado (13) resolveram se manifestar, mas não com o intuito de conscientizar a população quanto à necessidade de redobrar os cuidados com as medidas de prevenção e combate ao coronavírus em decorrência da confirmação do primeiro caso no município, mas sim para fazer politicagem acusando a atual Secretária Municipal de Saúde Jackcelia Tavares de mentir para a imprensa e de esconder o caso, uma vez que o paciente diagnosticado já estava internado há duas semanas. Uma acusação sem qualquer fundamento, uma vez que, sem o resultado do teste o caso entra no Boletim Epidemiológico da secretaria como CASO SUSPEITO. Todavia, como o diagnóstico foi confirmado apenas neste sábado (13) somente a partir deste momento pode ser contabilizado como CASO CONFIRMADO, portanto, a acusação de que a secretária teria mentido é leviana e pode inclusive resultar em processo de calúnia, injúria e difamação.

Vale destacar que a Secretária Jackcelia Tavares já é reconhecida a nível estadual como uma das mais comprometidas e competentes secretária(o)s de saúde do estado, não tão somente em decorrência da sua gestão no combate ao coronavírus, mas principalmente pelos avanços e conquistas que a Secretaria Municipal de Saúde de Mata Grande entregou a sua população desde que a mesma assumiu o comando da pasta e montou em outras medidas, aquela que talvez seja a mais importante, que é a formação de uma boa equipe de trabalho, com destaque para a atuação do competente Coordenador da Atenção Básica Municipal Valdenor Pereira que junto com a secretária e toda equipe não tem poupado esforços pelo melhor para a saúde da população matagrandense.