quinta-feira, 6 de agosto de 2015

AL propõe construção de matadouros regionais; primeiro seria em Arapiraca

Seminário na segunda-feira (10), apresentará resultados positivos no abate de animais na Bahia

Com o propósito de adequar o funcionamento dos matadouros à legislação vigente, a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), promove na próxima segunda-feira (10), às 9 horas, no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária de Alagoas (Faeal), um seminário sobre as experiências do Estado da Bahia na realização de projetos e programas para o abate de animais.


O evento, realizado em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa); Ministério Público do Estado de Alagoas; Faeal; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), será ministrado por representantes da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e do Ministério Público do Estado da Bahia.

Alagoas
Hoje, Alagoas conta com apenas dois matadouros frigoríficos oficiais supervisionados com a chancela do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) e 17 unidades existentes no interior do Estado, atendidas apenas pelo Serviço de Inspeção Municipal, além de três matadouros municipais fechados.

O Estado tem como proposta criar matadouros regionais. O primeiro deve entrar em operação em setembro, no município de Arapiraca, o qual já está em processo de registro no SIE/Adeal. O atual matadouro de Arapiraca funciona por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta firmado com a Justiça e que deve ter suas atividades suspensas tão logo sejam iniciadas as atividades da nova unidade.

Fonte: Agência Alagoas

Nenhum comentário:

Postar um comentário