quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Comunidades rurais de Mata Grande sofrem com a falta de abastecimento de água após retirada dos registros para troca que nunca foi feita.


Moradores acusam Prefeitura e Câmara de vereadores de negligência por não cobrar providências junto a casal. Gestão se defende e diz estará agendando reunião com a Casal e a Equatorial para buscar soluções para o problema.

Por: Redação
Foto: Cortesia

Moradores dos Sítios Onça, Santa Rosa e São José em Mata Grande no Alto Sertão de Alagoas entraram em contato com a redação do Site Central do Sertão para denunciar um fato extremamente grave que consideram ser de responsabilidade da atual gestão municipal de Mata Grande e da Câmara de Vereadores que segundo os moradores, estariam sendo negligentes com relação à falta de abastecimento de água nas comunidades citadas uma vez que são conhecedores do problema e ao invés de cobrar providências da CASAL, (empresa responsável pelo abastecimento), se eximem da responsabilidade e do poder de representantes do povo eleitos democraticamente.

De acordo com a denúncia devidamente comprovada via registros fotográficos em anexo, a falta de abastecimento das comunidades se dão devido a retirada dos registros pela CASAL para colocação de novos equipamentos que nunca foram substituídos, porém, os problemas não param por ai e não se resumem apenas a CASAL, a falta de energia no Chafariz para bombeamento da água também é outro grave problema que tem impedido que a água chegue aos moradores das comunidades prejudicadas, responsabilidade da empresa Equatorial.



O QUE DIZ A PREFEITURA...

Em contato com o Secretário de Governo Aquiles Mandu que é filho do Prefeito Erivaldo Mandu recebemos a seguinte resposta: ”Amigo os registro não são com a prefeitura e sim com a CASAL, inclusive essa semana o prefeito esteve participando de uma reunião com a casal e equatorial pra ver essa questão do chafariz e da energia dos poços, já protocolamos mais de 06 vezes na Eletrobrás/Equatorial, mas eles dizem que não tem recursos humanos para fazer o procedimento, infelizmente não podemos colocar postes e ligar da rede de energia que se houver denúncia prefeito será prejudicado”

ESTRADA/LADEIRA DO SÍTIO ONÇA

Outro problema que tem preocupado bastante os denunciantes é com relação a ladeira da estrada que dá acesso ao Sítio Onça que frequentemente se torna inacessível, principalmente no período de chuvas, fato que ainda segundo o Secretário de Governo a referida estrada foi feita pelo atual governo após 25 anos. Aquiles ainda fez questão de afirmar que será construído cerca de 1000 metros de calçamento em paralelo da estrada da onça.