PREFEITURA DE INHAPI

domingo, 16 de novembro de 2014

Prefeitura de Inhapi, decidiu não realizar o Inhapi Fest esse ano.

O principal motivo é a garantia da continuidade das obras, e pagamento dos servidores em dia.
Durante a manha deste sábado(15), o prefeito Zé Cícero se reuniu com a equipe do comitê gestor, a qual tinha solicitado estudo de impacto econômico no município. Após explicação técnica, não restou duvidas ao prefeito que a realização da festa, programada para Dezembro, poderia comprometer os pagamentos aos servidores e o andamentos das obras no município. Uma vez que é de conhecimento nacional a grande crise que assola os municípios Brasileiros. 

"Não podemos fazer uma festa agora nesse momento, seria perigoso comemorar, e depois ter que chorar com as consequências causadas pelos impactos financeiros a cidade. Jamais iria fazer uma festa, sabendo que isso pode colocar em risco os pagamentos em dia dos servidores. Prefiro não fazer a festa, que atrasar salario." Disse o prefeito Zé Cícero.

O Inhapi vive hoje uma realidade diferente, executando serviços com o compromisso de melhorar a qualidade de vida na cidade. Obras de calçamento em todos os cantos da cidade, reforma do Ginásio de Esportes, Ampliação da UBS da Promissão, Construção de um Ginásio Poliesportivo, combate a seca com o abastecimento de mais de 3,5 milhões de litros de água mensal através de carros pipas, além da construção de 1.170 cisternas em parceria com o Governo do Estado. Afinal a cidade já esta vivendo um festa diária, sobrevivendo com sucesso a toda essa crise que assola os municípios, o Inhapi é um dos poucos municípios que ainda não atrasou e nem demitiu ninguém mesmo com a crise. Sendo que muitos outros município já demitiram, e estão pedindo até estado de calamidade, devido a situação financeira.

Causas:
-Queda da receita do fundo de repasse do governo federal (FMP).
- O ISS (Imposto sobre serviço) da OAS também reduziu drasticamente por conta do final das obras do canal do sertão.

- Toda reserva do ano passado pra este, pagamos de débitos deixados pelo ex-prefeito Bel. 

Pagamos: (dezembro/2012, décimo terceiro salário/2012 e terço de férias/2012) de todos os funcionários. E ainda pagamos tudo que restava dos agentes de saúde em ação judicial contra gestão passada.

- Efeitos da estiagem prolongada, demandando muitas despesas como: contratação de carros-pipas para levar mais de 3,5 milhões de litros de água por mês pra população inhapiense, apoio na aquisição e no transporte de ração pra os animais, máquinas destinadas á limpeza das barragens pra esperar a chuva, limpeza das fontes de minação pra ter água pra o consumo animal em todo o município.

Ascom/Inhapi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário