PREFEITURA DE INHAPI

segunda-feira, 6 de março de 2017

Cenas Fortes: Motorista é assassinado com vários tiros dentro de residência em Pão de Açúcar

Corpo de Turíbio de Araújo Costa, conhecido como “Turiba”, foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca


Um motorista identificado como Turíbio de Araújo Costa, conhecido como “Turiba”, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo, na manhã desta segunda-feira (6), por volta das 10h40, no Alto Fonseca, em Pão de Açúcar.

A vítima, estava, segundo testemunhas, em frete da residência dela, quando foi surpreendida com os tiros, que teriam sido efetuados por um homem, que estaria em uma motocicleta, de cor e placa não divulgadas.

Ainda segundo populares, mesmo baleado, “Turibá” entrou na casa, mas o assassino o acompanhou e efetuou outros disparos de arma de fogo. O corpo do motorista foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.

A autoria e motivação do crime são desconhecidas, mas o caso vai ser investigado pela Delegacia de Polícia da cidade (48ª-DP).

Vítima teria conhecimento que poderia ser assassinada
De acordo com o portal Notícia Quente, a esposa da vítima revelou para a polícia que, no domingo (5), uma pessoa procurou o motorista para alertá-lo que uma pessoa intencionava tirar a sua vida e, por isto, era para ele ficar atento. Entretanto, apesar da ameaça, o motorista não disse para a esposa o nome da pessoa que o teria avisado e, também, não revelou o nome da pessoa que intencionava matá-lo.

A polícia recolheu o aparelho celular da vítima com o objetivo de investigar a autoria do homicídio. A polícia foi informada que a vítima, minutos antes de morrer, havia recebido uma ligação de um número desconhecido.

O crime chocou os moradores do Alto Fonseca, principalmente, os vizinhos da vítima, pois “Turiba” era uma pessoa muito bem relacionada na comunidade, além de ser proprietário de uma pequena bodega, que funcionava dentro da casa onde morava.


O clima é de medo na rua onde aconteceu a cena e, segundo a polícia, os moradores, quando perguntados, falam que só ouviram os tiros e não viram quem os deflagrou contra a vítima.

Fonte correio Noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário