PREFEITURA DE INHAPI

segunda-feira, 20 de março de 2017

Enquanto a população clama por água, milhares de litros são desperdiçados em tubulação quebrada da CASAL na BR-316, sentido Inajá/PE.

Problema pode prolongar ainda mais a falta de abastecimento por parte da estatal, que já passa dos 60 dias sem a liberação de uma só gota para a casa dos canapienses.

Por: Marcio Martins
Credito: Divulgação/WhatsApp

Como se já não bastasse os mais de 60 dias sem que chegue uma única gota de água nas torneiras das casas dos canapienses, desta vez foi a tubulação da CASAL que resolveu “aprontar” para agravar ainda mais o problema da falta de abastecimento por parte da estatal, isso porque, um cano quebrado na BR-316, sentido Inajá/PE, nas proximidades do Sitio Salgado, vem desperdiçando milhares de litros de água em plena rodovia, conforme pode ser constatado nas imagens em anexo.

Vale apena lembrar que a ultima vez que a cidade foi abastecida pela CASAL foi no dia 16 de Janeiro, quando o Governador Renan Filho esteve no município para visitar as obras da BR-316 e se deparou com  um protesto de alguns jovens e moradores da cidade contra a falta d’água que há anos tem se tornado prática recorrente da CASAL que só abastece a cidade em média a cada 60 dias. Na ocasião, o governador prometeu buscar soluções efetivas a longo prazo para resolver o problema, tendo em vista os investimentos que estão sendo feito em algumas adutoras da região, porém, se fez de desentendido ao problema emergencial. Mas apesar disso, curiosamente, assim que o governador deixou a cidade, a água que há 60 dias não chegava, começou a chegar em algumas ruas.

O problema é que agora o governador (a não ser no período eleitoral quando tentará a reeleição), não retornará nem tão cedo ao município, pois só assim talvez eles (CASAL) resolveriam liberar novamente o abastecimento, afinal de contas, as contas, essa não falham, pois são tiradas todos os meses do consumo de um registro pelo qual só tem passado vento.

Enquanto isso, os representantes da estatal sediados na regional de Delmiro Gouveia, que é a responsáveis pelo abastecimento de 08 municípios do alto sertão, se recusam a atender o convite da Câmara Municipal de Vereadores para a realização de uma audiência pública onde se coloque as “claras” o verdadeiro motivo da falta de abastecimento no município, haja visto, que a famosa desculpa da bomba “07 capa” que se quebra a todo momento já não convence mais ninguém. Além disso, a “dita” reunião do prefeito Vinicius Mariano com o governador sobre o assunto que foi divulgada por sua assessoria na página do facebook da prefeitura, se quer parece que existiu de fato, tendo em vista que não foi divulgada nenhuma fotografia que comprovasse que realmente prefeito e vereador se reuniram, e que se existiu, mas uma vez, baseado no relato que foi divulgado, o que foi posto em discussão foi novamente as “soluções” para longo prazo, sem qualquer menção ao problema emergencial que tem forçado a população a comprar água que varia de R$ 15,00 a 250,00 reais, respectivamente, pelo abastecimento de tambor e caminhão pipa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário