PREFEITURA DE INHAPI

sábado, 18 de março de 2017

NO DEVIDO TEMPO

Em ti esperam os olhos de todos, e Tu, a seu tempo lhe das o alimento. Sal. 145:15

O tempo de Deus não é o tempo do homem. Infelizmente, na opinião humana. Felizmente, na opinião de Deus. Para entender isto, a criatura precisa atravessar o vale da dor e da frustração aonde a sua teimosia o leva.

No verso de hoje, o salmista menciona a expectativa humana. “Os olhos de todos”, diz ele. Aqui está incluída toda a humanidade. Todos somos assim. Apressados e imediatistas. Queremos que as coisas aconteçam aqui e agora. Talvez porque a vida é curta, para realizar tantos sonhos e projetos.

As pessoas descritas pelo salmista não espera luxo, nem extravagâncias. Apenas  alimento. Nada mais básico para a sobrevivência. É muito, esperar pelo pão de cada dia? Que tipo de Deus é esse que parece insensível diante das necessidades básicas de seus filhos?

O salmista, toma a metáfora da natureza. A natureza ensina a entender a vida.

Alguma vez observou como o passarinho alimenta os seus filhotes? É um bando de famintos, chorando, e disputando o alimento que a mãe trás. Cada um luta pela sobrevivência e trata de tirar o alimento do outro. Darwin diria que nestas circunstâncias, sobrevive o mais forte. Não é verdade. A mãe pássaro é instintivamente sábia e dá o alimento, a cada filhote, no seu devido tempo. Ela não ignora a necessidade de cada um, nem se comove com a impaciência nem com os gritos. O tempo dos filhotes não é o tempo da mãe.

Se você confia em Deus e parte para a batalha, e apesar disso as coisas não saem como quer, tenha paciência, coloque os olhos em Jesus e espere o seu tempo. Ele virá. Na hora certa.  Nem antes para que você não se deslumbre, nem depois para que seus inimigos não caçoem de sua fé. O êxito não é uma meta que você alcançar. É um processo que envolve confiança em Deus, luta, esforço, lágrimas, aparentes derrotas e acima de tudo, paciência.

Busque hoje os seres que você ama. Diga-lhes quão valiosos são. Anime e encoraje. As pessoas são como um espelho. Se você sorri, elas sorriem, se você fecha o rosto, recebe a mesma imagem.

Antes de sair para os desafios de hoje, diga como o salmista: “Em ti esperam os olhos de todos e tu ao seu tempo lhes dás o alimento.”

Alejandro Bullón

Nenhum comentário:

Postar um comentário