sábado, 14 de abril de 2018

Dr. Honório Luiz e a farmacêutica Suzana Ribeiro falam sobre o Autismo, confira.

Na terça-feira (10) o Quadro Momento Saúde exibido durante o programa Liberdade de Expressão na Rádio Milênio.

 
Dr. Honório Luiz e a Farmacêutica  Suzana Ribeiro abordaram o tema Autismo, doença que faz com 
que o indivíduo apresente quadros de anomalias de interações na comunicação social, tenha interesses restritos, comportamento altamente repetitivo, entre outros.


A pessoa autista possui uma inteligência elevada em alguma área do conhecimento, porém não a demonstra socialmente, sendo assim uma inteligência inter-pessoal.


Dr. Honório Luiz salientou a importância de obter o diagnóstico nos primeiros meses da criança, pois existe outras patologias com os mesmos sintomas do autismo, como por exemplo o retardo mental, e algum paciente pode receber o diagnóstico errado, e passar a fazer um tratamento que não condiz com a doença que de fato apresenta. Lembra ainda que o autismo não tem cura, mas desfruta de tratamentos que facilitam a vida do paciente, são tratamentos com psicólogos, neurologistas, psiquiatras, fonoaudiólogos, entre outros.
Na sequência a Dra. Suzana aborda sobre a observação de onde tudo pode começar, e enfatiza a importância de fazer um exame chamado Bioressonância (é uma técnica energética que envolve a utilização de ondas eletromagnéticas de natureza semelhante às ondas fisiológicas para analisar a saúde do paciente, conhecer as causas das suas perturbações e harmonizar ou reequilibrar onde quer que existam estados alterados). Salienta também a importância dos pais observarem o desenvolvimento motor de seus filhos enquanto crianças, observar quanto tempo eles passam brincando com um só brinquedo, como se comportam diante de luzes e objetos que se movem, por exemplo.
Ressalta que as grávidas atentem-se ao tempo que ficam expostas à radiações de microondas, geladeiras, roteadores de Wi-Fi entre outros, e também a ingestão de alimentos com poucos nutrientes, pois uma má alimentação desencadeia doenças nos fetos.
A Dra. Suzana informa ainda que o autismo não é só gerado enquanto o bebê está no ventre da mãe, mas também pode ser adquirido com o passar do tempo, ainda na infância, em decorrência do consumo exagerado de antibiótico, má alimentação e algumas vacinas infantis, pois muitas delas contém misturas que podem “bagunçar” a coordenação da criança . Para isso é importante fazer um tratamento através da terapia neural, que exclui glúten e outros componentes maléficos do organismo da criança.
Início

Nenhum comentário:

Postar um comentário