01/08/22

Censo Demográfico 2022 do IBGE começa hoje em Canapi\AL e em todos os municípios do Brasil.


Objetivo visitar todos os 5.570 municípios do país. A estimativa é que sejam visitados pelos recenseadores mais de 70 milhões de domicílios em todo território nacional. 

Por: Redação com informações IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) inicia hoje, segunda-feira (01\08) a coleta de dados do Censo Demográfico 2022 em Canapi no alto sertão de Alagoas e em todos os municípios brasileiros. Os 14 recenseadores que farão a pesquisas no município alagoano, participaram do curso de capacitação do Censo 2022 entre os dias 18 e 22 de Julho. 

O conteúdo programático do curso envolveu os seguintes tópicos: “O que é um setor censitário, como fazer o percurso e a cobertura”; “Cadastro de endereços e captura de coordenadas”; “Questionários básico e da amostra, e seus respectivos quesitos”; “Ética e integridade no recenseamento”; “Condutas de abordagem do recenseador”; e “Atividades práticas e simulações no DMC (dispositivo móvel de coleta)”. 

Censo em Canapi 

Em Canapi funciona um Posto de Coleta do IBGE, onde atuam um agente censitário municipal (ACM) e um supervisor (ACS). A Prefeitura de Canapi cedeu o espaço na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente para o gerenciamento da operação censitária no município até o fim da coleta. Os Agentes (ACS e ACM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) fizeram a coleta da Pesquisa Urbanística do Entorno dos Domicílios na primeira quinzena de Julho no município. 

Atualmente, a estimativa do IBGE é que Caraguatatuba possua mais de 20.000 habitantes. O Censo 2010 registrou 17.250 pessoas residentes no município. 

A importância do Censo 

Os censos e outros levantamentos estatísticos têm ajudado a identificar bolsões de pobreza e outros sinais de desigualdade social no território nacional, nos municípios e em seus bairros. Com as informações atualizadas vai ser possível acompanhar os efeitos -- e defeitos -- de políticas e programas públicos das mais variadas áreas, tais como trabalho, educação, saúde, previdência e assistência social. 

O levantamento vai conseguir avaliar também os efeitos da guerra fiscal entre Estados. Várias unidades da Federação reduziram os impostos na tentativa de atrair indústrias e gerar empregos. Muitos empresários aproveitaram esse momento para mudar suas instalações e arrastar uma legião de trabalhadores. Só que nem todos os governadores conseguiram cumprir as promessas de melhoria de infraestrutura oferecidas durante a assinatura dos acordos. A escassez de mão de obra qualificada, a precariedade de algumas rodovias e a distância dos compradores finais afetou o custo de produção. Muita gente já está arrependida, pensando em retornar aos grandes centros de consumo. E isso pode mexer, novamente, com o desenho populacional do País. 

Por todos os motivos aqui expostos é importante atender bem o recenseador. Mais do que isso, é vital transmitir a ele as informações corretas. Em todo o Brasil, cerca de 70 milhões de domicílios devem ser visitados até o final de outubro. A agilidade na coleta de dados também é fator importante para o sucesso do trabalho. 

Muita gente se preocupa com segurança e evita atender desconhecidos na porta de casa. Por conta disso, os recenseadores estarão identificados com colete azul marinho, com o logotipo do IBGE e um crachá de identificação. O governo federal vai liberar a consulta, pela internet, da identificação de todos os envolvidos na coleta de dados. Na dúvida, antes de abrir a porta, você pode confirmar se a pessoa é quem diz ser mesmo. Os funcionários são orientados a não pedir para entrar na casa, já que tudo pode ser feito na calçada da residência. Atitudes diferentes dessa devem ser motivo de desconfiança. Outra opção é responder as informações pela internet. Para isso, o morador deve receber do recenseador um e-ticket (tíquete eletrônico), com prazo de validade de sete dias, que libera o acesso ao questionário on-line do IBGE. 

Estamos há mais de uma década sem saber a real situação do País. O Censo vai ajudar a colocar a casa em dia. As informações atualizadas vão permitir a adequação das políticas públicas e uma vida melhor para todos nós. O nosso dever agora é colaborar com os recenseadores.