PREFEITURA DE INHAPI

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

A PRIMEIRA DECISÃO QUINTA, 15 DE DEZEMBRO DE 2016

Então na sua angústia, clamaram ao Senhor, e Ele os livrou das suas tribulações. Sal 107:6
A decisão que tomei naquela tarde, me pareceu acertada. Estávamos em Terra de Areia, um pequeno povoado, no sul do Brasil. Pensei que se seguíssemos aquele atalho de terra, chegaríamos mais rápido à Capão da Canoa, a praia onde passaríamos a noite. Minha esposa e meus filhos concordaram com a decisão.

Nos primeiros quilômetros tudo ia bem, até que achamos uma estrada cheia de buracos e pedras. Furaram dois pneus, e não tínhamos como resolver o problema. Anoitecia, na estrada solitária e longe de qualquer ajuda. “Filhos – disse impaciente – escolher este caminho foi a pior decisão que poderíamos ter feito.” Mentira! Naquelas circunstâncias, a pior decisão foi permitir que o desânimo entrasse em meu coração.

Todos os dias. Em todos lugares. Por diferentes motivos, aparecem problemas. Decidir, é o primeiro passo na solução deles. A decisão que você tomará hoje em relação a qualquer obstáculo, não é sobre o que vai fazer, mas sobre o que vai pensar. Se escolher o pensamento errado, entrará no caminho escabroso da autocompaixão. Se você clamar a Deus e permitir que Ele enriqueça seus pensamentos, estará em condições de ver a solução do problema.

Como Deus livra você na hora da angústia? Não necessariamente através de um milagre. Tem gente que contempla a vida passar, a espera de um milagre, que nunca acontece. E a responsabilidade que você tem com a própria vida, onde fica? Você precisa decidir,  mesmo que essa decisão, não o leve de início a solução do problema.

A reação natural do ser humano quando as coisas não saem do jeito que ele quer, é dizer: Tinha que fazê-lo não havia alternativa. A realidade é que sempre existe a possibilidade de decidir. Sempre. Inclusive quando não decide, já decidiu. Decidiu pela mediocridade e o conformismo, que pode  se esconder atrás da expressão: “Estou esperando no Senhor.”

O salmo de hoje relata a peregrinação de Israel pelo deserto. O povo estava perdido. Qualquer decisão que tomasse o levaria para a ruína. “Então na sua angústia, clamaram ao Senhor, e Ele os livrou de suas tribulações.” Pense nisso hoje, antes de tomar qualquer decisão.

Alejandro Bullón Enviado por Luciana Arantes Amaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário