PREFEITURA DE INHAPI

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

FALE COM DOÇURA! SEGUNDA, 12 DE DEZEMBRO DE 2016

O sábio de coração é chamado prudente, e a doçura no falar aumenta o saber. Prov. 16:21
Resultado de imagem para Prov. 16:21Palavras! Palavras! Palavras! “Pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras serás condenado” disse um dia Jesus dirigindo-se a um grupo de religiosos que usavam o instrumento chamado palavra para destruir vidas.  Hoje, vem Salomão e aconselha “a doçura do falar aumenta o saber”.

Os fariseus a quem Jesus se dirigira aquele dia talvez não estivessem irados no que falavam, mas certamente estavam completamente equivocados na maneira de dizer as coisas. E se é verdade que “da abundância do coração fala a boca”, então o problema dos fariseus não estava na boca, mas no coração.

Outro dia fui ao médico.  Pergunto-me o que estava sentindo.  Estava sentindo-me cansado fisicamente.  O médico me mandou sentar e disse: “Abra a boca e mostre a língua”.  Dentro de mim pensei: “O que tem a ver o cansaço físico que estou sentindo com a minha língua?”

Na vida espiritual também é assim.  A língua, o modo como usamos a palavra, revela o que existe no coração.  Se você não tem uma experiência viva com Deus e Ele não colocou em ordem seu mundo interior como pode a sua palavra ser doce e edificante?

No verso de hoje o autor começa dizendo: “O sábio de coração...”  depois menciona a doçura da palavra.  Confirma-se assim a relação direta entre o coração e as coisas que dizemos e como as expressamos.

Houve um homem no primeiro século, que usava suas palavras e atitudes para atacar e perseguir cristãos.  Um dia, a caminho de Damasco, encontrou-se com Jesus e a partir desse instante sua boca transformou-se num instrumento para anunciar as boas novas de salvação.  Seu nome era Saulo de Tarso.  Transformado passou a chamar-se Paulo.

Todos nós podemos encontrar-nos com Jesus, diariamente e sermos sábios.  O coração do homem sábio é um manancial de bênçãos.  As suas palavras são água fresca para aliviar o cansaço de gente que sofre por causa das pressões deste mundo injusto.

Gostaria você de ser um manancial de bênçãos?  Poderia propor no seu coração usar, consciente e determinadamente as suas palavras para curar feridas, aliviar dores e restaurar gente triste?  Lembre-se que “o sábio de coração é chamado prudente e a doçura no falar, aumenta o poder”.

Alejandro Bullón                        
Enviado por Luciana Arantes Amaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário