Prefeitura Mun. de Inhapi/AL

sábado, 22 de dezembro de 2018

Mães de crianças especiais se revoltam com locação de carros para os vereadores em Canapi enquanto enfrentam dificuldades com transporte para tratamento dos filhos fora do município.

“Quase toda semana é a mesma coisa, quando chegamos ao posto de saúde à resposta é sempre que não tem carro, que o carro está vindo de lugar tal e no final das contas por muitas vezes acabamos perdendo o horário. Isso é revoltante!” – Desabafou Daisy Dantas em suas redes sociais.

Por: Marcio Martins/Central do Sertão
Créditos: Divulgação/Rede Social

As recentes matérias envolvendo a Câmara Municipal de Vereadores de Canapi ainda estão dando o que falar, não são poucos os canapienses indignados com a apresentação de um projeto de lei (arquivado segundo a direção da Câmara) propondo o reajuste salarial dos vereadores de 6 mil para 7,5 mil, agravado com posterior notícia da locação de 11 carros, um para cada vereador a ser pago pelo contribuinte através do duodécimo da Câmara repassado pela Prefeitura. Isso porque pelo menos duas mães de crianças especiais que dependem do serviço público de transportes do município para atendimento na AAPPE em Santana do Ipanema, fizeram uso de suas redes sociais para desabafar contra a falta de um veículo exclusivo para deslocamento das crianças, haja vista as várias vezes que por atraso acabaram perdendo o horário de atendimento na instituição semanalmente, pois segundo uma das mães, raras são as vezes que são bem atendidas na unidade de saúde e encontram carro para deslocamento a tempo de não perderem o atendimento. “Quase toda semana é a mesma coisa, quando chegamos ao posto de saúde à resposta é sempre que não tem carro, que o carro está vindo de lugar tal e no final das contas por muitas vezes acabamos perdendo o horário. Isso é revoltante” – Desabafou em suas redes sociais a jovem Daisy Dantas, mãe de uma criança portadora de Hidrocefalia.

Quem também fez uso das redes sociais para desabafar sobre o problema, foi Marta Carvalho que também é mãe de uma criança especial. Marta endossou as palavras da sua companheira de viagens aproveitando para alfinetar o Ministério Público quanto as devidas providências para com o caso... “É isso mesmo amiga, estou com você, essa é a realidade de Canapi, não tem recurso para Canapi, mas tem para eles. Onde está o Ministério Público para ver essas coisa? Onde está o dinheiro?” 


Vale salientar que a Prefeitura Municipal e a Câmara de Vereadores são poderes independentes; Executivo e Legislativo respectivamente, deste modo, a prefeitura não tem controle financeiro sobre os gastos da Câmara, porém, de fato chama atenção as prioridades que a representação política do município tem estabelecido na hora da destinação dos recursos públicos.