PREFEITURA DE INHAPI

segunda-feira, 21 de março de 2016

Melancia hidrata, sacia e pode até ajudar na ereção

Estudo feito pela Universidade do Texas indica que a fruta tem citrulina, substância que ajuda a vascularizar a região peniana


Verão e melancia são uma combinação perfeita, já que a fruta é composta por 90% de água, o que a torna um hidratante natural e delicioso. Ideal para ser consumida nos dias mais quentes, ainda tem a vantagem de ser pouco calórica.
A fruta traz muitos benefícios para a saúde - há até quem diga que ajuda a evitar a impotência. Mas quem sofre de diabetes deve tomar alguns cuidados ao consumí-la.
- Cada 100 gramas da fruta tem entre 30 a 32 calorias -, conta Marcella Garcez, diretora da Abran (Associação Brasileira de Nutricionismo). A nutricionista lembra que muitos incluem a melancia na sua dieta de emagrecimento, porém, é preciso estar atento ao índice glicêmico.
Glicose no sangue
Índice glicêmico é um indicador que possibilita a verificação de quanto um determinado alimento é capaz de elevar o nível de glicose no sangue e o da melancia é tido como alto.
“A melancia é um alimento pouco calórico (24kcal/100g), porém o seu índice glicêmico é alto (72). Este fato contra-indica a ingestão desta fruta, isolada, por pacientes portadores de resistência insulínica e de diabetes do tipo 2”, diz a nutricionista.
A especialista ensina um artifício para que essas pessoas não precisem de eliminar a melancia da alimentação: “É bom ingeri-la com outras frutas, seja na sobremesa ou em forma de sumo, ou com outros alimentos como fibras, sementes e oleaginosas”.
Fábio Bicalho, membro da Sociedade Brasileira de Nutrição Funcional, concorda: “Diabéticos com glicemia controlada podem consumir melancia, mas, de preferência, juntamente com um grão integral para diminuir a carga glicêmica. Já aqueles com glicemia muito alterada devem consultar uma nutricionista ou um médico”.
Ajuda a emagrecer
Uma das qualidades da melancia é seu poder de saciedade. Para Bicalho, a fruta pode, sim, favorecer quem quer emagrecer:  “Isso em casos de dietas equilibradas e, em especial, se for adicionada uma colher de sopa de grão integral como quinoa, amaranto ou linhaça, por exemplo, a uma porção de 200 gramas/ml”.
Ele indica a sua sugestão para lanches, seja da manhã ou da tarde, por exemplo. E, importante: nunca adicionar açúcar. Bicalho acrescenta: “O sumo das sementes da melancia é considerado vermífugo e um diurético leve”.
Marcella Garcez lembra que a melancia é uma fruta antioxidante. “Ela contém licopeno, um caretonóide com poder antioxidante que previne o cancro, especialmente o da próstata, mostraram estudos”.
Porém, a nutricionista frisa que é importante comprar a melancia inteira. Se a família for pequena ou se for para uma pessoa só, vale a pena investir na versão mini ou baby.
Se for comprar a fruta já cortada em pedaços e sem caroços, certifique-se de que foi cortada há poucas horas ou peça para cortarem na hora da compra, à sua frente.
- Falo isso porque todo o antioxidante tem capacidade de se ligar com o oxigênio e estragar-se, ou seja, oxida rapidamente. Assim, perde os seus benefícios”, explica a médica.
Ela acrescenta: “O melhor é comprar e consumir logo. Se guardar na geladeira, cortada, será fonte de água, mas perderá o efeito antioxidante. Se a escolhida for aquela metade coberta com papel filme, retire a primeira camada da fruta antes de comê-la”.
"Viagra natural"
Atualmente objeto de estudos, a melancia teve origem em África e foi levada, no século X, para a China, que é hoje o maior produtor e consumidor da fruta. Uma pesquisa feita pela Universidade do Texas, por exemplo, mostrou que ela possui uma quantidade de citrulina muito alta, o que a tornaria um “Viagra natural”. 
Edgard Romanato, urologista do Centro de Rim e Urologia do Hospital 9 de Julho, explica que a citrulina faz parte da cadeia de produção de células musculares lisas presentes no pênis, além de ajudar no estímulo de secreção do fator de crescimento vascular endotelial, ou seja, pode melhorar a recuperação celular e vascular da região peniana.
Dessa forma, pode-se pensar que a melancia, que é rica em citrulina, tem alguma função benéfica na ereção. “Na minha opinião, o uso de substâncias naturais é sempre benéfico, mas deve ser acompanhado de práticas saudáveis. Não adianta fumar dois maços de cigarros por dia e achar que não terá impotência porque come melancia”, alerta o médico.
Ele diz que os hábitos saudáveis ajudam não apenas na prevenção do problema: “Depois que uma doença se instala, os tratamentos convencionais conhecidos serão de maior utilidade para quem se cuidou”.
Mas para a nutricionista Marcella Garcezo, a quantidade do aminoácido citrulina na melancia é muito pequena para ter algum efeito na disfunção erétil.
FONTE: http://www.salutre.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário