PREFEITURA DE INHAPI

segunda-feira, 14 de março de 2016

#MeninasNãoMulheres — A vida de Mª Nayara

Grávida aos 14 anos, Maria Nayara, teve que deixar os sonhos de lado para assumir de forma precoce as responsabilidades de uma mulher adulta. Nesse mês da mulher, contamos a sua história, a de outras meninas e pedimos: #DoeUmaInfância.
Eu poderia estar estudando, pensando no meu futuro. Eu poderia fazer um curso de enfermagem, esse era meu sonho”, foi assim que a Maria Nayara, de 15 anos, começou a contar a sua história, em uma casinha pequena, na comunidade Lagoa do Algodão.
Hoje a menina acorda antes do sol para cuidar da casa, fazer a comida do marido e se dedicar a filha. Nayara tem muito medo que alguma doença afete o seu bebê.“Fico muito preocupada com a saúde dela, não consigo relaxar. Por aqui não é raro vê menino recém nascido ir morar no céu de uma hora pra outra”
Mas, apesar dos medos e da vida sofrida, o sorriso nunca some. Mesmo quando fala das tristezas, trata delas com leveza e alegria. “Eu queria ter esperado mais, apesar de gostar do meu marido. Mas, ela (olhando para a filha) vai ter um futuro diferente, grava isso! Vai estudar, se formar, ter uma profissão e viver tudo que eu perdi. Vai pensar muito antes de casar (risos), eu só vou deixar depois que ela já for alguém nesse mundo.
Agora é sua vez. No mês da Mulher ajude a Visão Mundial a construir histórias diferentes, de proteção, educação e crescimento #DoeUmaInfância

Fonte:Visão Mundial 

Nenhum comentário:

Postar um comentário