quinta-feira, 20 de março de 2014

Servidores públicos de Mata Grande ganham as ruas em protesto contra o prefeito Jacob Brandão.


Acuado gestor se comprometeu em atender a diretoria do sindicato da categoria no inicio do próximo mês.

Por: Redação com Assessoria
Crédito: Facebook/SSPMMG

O prefeito Jacob Brandão se surpreendeu na manhã desta quarta-feira (19) ao se deparar com a enorme quantidade de servidores públicos que foram as ruas protestar contra sua maneira de governar. Isso porque o gestor não imaginava que os servidores fossem aderir a convocação do sindicato.

Pelo menos 200 servidores saíram em passeata pelas principais ruas da cidade munidos de dezenas de faixas e cartazes denunciando o descaso e a falta de respeito da atual gestão para com os direitos da categoria e pedindo a realização urgente de concurso público, objetivando valorizar o servidor e acabar com os currais eleitorais mantidos ao longo dos anos por prefeitos e vereadores.

O evento foi prestigiados por centenas de moradores do municipio que foram a porta de suas residências e estabelecimentos comerciais para apoiar o movimento.

Entre os principais problemas apontados pelo SSPMMG - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mata Grande, as solicitações de aposentadoria não atendidas, as míseras bonificações pagas de adicional noturno (3,00 reais por plantão), as péssimas condições de trabalho dos agentes de saúde e endemias, a ausência de um plano de cargos e carreiras para todos os servidores, a falta de diálogo com o poder executivo e o irrisório valor pago de rateio aos professores efetivos e contratados da rede pública municipal (600,00 reais) foram levados ao conhecimento da população no centro da cidade, mais precisamente na escadaria da Prefeitura Municipal, onde a presidente do sindicato Jane Cleide Carvalho de Jesus fez uso da palavra, com o apoio incondicional da diretoria da CUT/AL que também se fez presente.

Acuado o prefeito Jacob Brandão se comprometeu em receber os representantes sindicais no próximo dia 03 de Abril, no entanto, os sindicalistas já mandaram o recado prometendo uma nova mobilização cinco dias depois caso as respostas não sejam satisfatórias para todas as categorias de servidores. 

A indignação dos servidores trouxe inspiração para em forma de cordel protestar a favor do pagamento de um rateio justo, equivalente aos recursos recebidos pelo municipio, destinado ao FUNDEB 60.

Queremos o que é nosso

HOJE ESTAMOS REUNIDOS

COMO COMUNIDADE ESCOLAR
TRABALHAMOS O ANO INTEIRO
ESPERANDO O QUE SOBRA
PARA O PREFEITO RATEAR



O DINHEIRO QUE SOBROU
NÓS SABEMOS O VALOR
E QUANDO CHEGOU FEVEREIRO
O QUE FOI PAGO, UM HORROR!

ESTÁVAMOS NA EXPECTATIVA
DE SER UM VALOR MAIOR
POIS A SOBRA FOI GRANDE
MAS O SENHOR NÃO PAGOU!

QUEREMOS O QUE É NOSSO POR DIREITO
NÃO QUEREMOS NADA MAIS
E ESTAMOS AQUI SR. PREFEITO
E NÃO DESISTIMOS JAMAIS!

BOTE A MÃO NA CONSCIÊNCIA
VALORIZE SEU PROFESSOR
NOSSO MUNICÍPIO MERECE
UMA EDUCAÇÃO DE VALOR!

SEISCENTOS REAIS PAGOS
NÃO NOS DEIXOU CONFORMADOS
QUEREMOS O QUE É NOSSO POR DIREITO
POR ISSO NÃO ESTAMOS CALADOS!


SSPMMG 
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mata Grande/AL









Nenhum comentário:

Postar um comentário