quarta-feira, 8 de julho de 2015

Polícia prenderá envolvidos em assalto a banco de Canapi, diz secretário.


Gestor revelou ainda redução de 79,2%, considerando o primeiro semestre de 2014 em relação a essa modalidade de crime, e anunciou investimentos.


Foto1: Reprodução
Foto2: Adailson Calheiros

O secretário de Estado da Defesa Social e Ressocialização (Sedres), Alfredo Gaspar de Mendonça, afirmou que todos os envolvidos no assalto na madrugada desta terça-feira (7) a uma agência bancária na cidade de Canapi serão presos.
A garantia foi dada durante entrevistas à imprensa, para falar sobre os avanços que têm ocorrido no combate à criminalidade na área da Defesa Social.
“Temos estrutura para combater e vamos prender essa quadrilha. Não pensem que os bandidos que vão sitiar nossos homens porque nós iremos dar respostas. Iremos dar respostas nas prisões”, ressaltou o secretário.
Na entrevista, quando questionado sobre os trabalhos que a polícia está fazendo para garantir a segurança das agências bancárias do Estado, o secretário disse que Alagoas vive um momento de tranquilidade, quando se trata de assaltos a bancos.
“Enquanto só tivemos um assalto, o estado vizinho de Sergipe sofreu cinco em menos de quatro dias”, ressaltou.
Estatística aponta redução
Ao ser abordado sobre os crimes de assaltos contra agências bancárias, o secretário cobrou maior envolvimento também por parte dos bancos. “Não dá para a polícia ficar com a responsabilidade sozinha. Os bancos devem participar e investir mais na segurança. Todavia, posso garantir que em relação ao mesmo período do ano passado, estamos com um percentual satisfatório”, ressalta.
Para provar que esse tipo de modalidade de crime diminuiu em Alagoas, o secretário lembrou que até junho deste ano, o Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) da Defesa Social registrou em todo estado cinco arrombamentos a banco com explosivos e mais dois a caixas eletrônicos, uma redução de 79,2% considerando o primeiro semestre de 2014. Arrombamentos a agencias e correspondentes bancários não foram registrados.
“O que dificulta também o trabalho dos órgãos de segurança é a facilidade em que o bandido tem em fugir de Alagoas, uma vez que a fronteira com a Bahia, Pernambuco e Sergipe ajuda”, lembrou.
"Atuação da Polícia Militar e das outras forças policiais tem sido fundamental"
Secretário rebate números do Mapa da Violência
Indagado também sobre a questão dos homicídios em Alagoas, o secretário rebateu os números anunciados pelo Mapa da Violência de 2013, divulgados no ano passado. “O que temos a apresentar é uma nova realidade com uma redução considerável da violência. Alagoas, por exemplo, é o Estado com maior redução no país. Se formos avaliar outros estados como Rio Grande do Sul e São Paulo  veremos que a disparidade está no jeito diferenciado de se fazer a contagem. Neles, morrendo cinco ou dez pessoas numa chacina, conta-se apenas como um evento e assim fica fácil não estar entre os maiores índices de homicídios”, justificou.
A respeito do tráfico de drogas, um das ações criminosas mais  combatidas em Alagoas, Gaspar de Mendonça garantiu que os trabalhos integrados das forças policiais têm atrapalhado muito os planos dos traficantes e chefes do tráfico. “Os trabalhos estão bastante intensificados ao ponto de faltar drogas nas bocas de fumo”.
Presídios e o novo IML da capital
Quando questionado sobre a segurança dos presídios da capital, o secretário disse que já está em processo licitatório a aquisição dos bloqueadores de celular e de outros equipamentos para inibir a entrada desses aparelhos nos presídios da capital.
Além de falar nos números em queda, Gaspar de Mendonça lembrou o esforço do governo do Estado para reparar a situação calamitosa encontrada na segurança pública. Unidades policiais, sistema prisional e outros assuntos como a construção dos Centros Integrados foram tratados. “O governador tem-se mostrado muito sensível e procurado ajudar de todas as formas a segurança. O prédio do IML, por exemplo, o governador comprou o problema e disponibilizou imediatamente um milhão para o novo aterro e mandou retomar as obras”, informou. A previsão de entrega é para fevereiro de 2016.
“Temos projetos feitos e começarão a ser construídos os Centros Integrados, uma terceira Casa de Custódia, e vamos recuperar delegacias e batalhões. Contamos agora com uma parceria fundamental do Detran porque o governador determinou que de lá fossem destinados recursos para nos auxiliar. Muita coisa já foi feita e estamos a passos largos para garantir a paz dos alagoanos. Sabemos da carência de efetivo, mas, o governador só espera o momento certo para a convocação da reserva técnica”, completou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário