quinta-feira, 23 de julho de 2015

Radialista é ameaçado de morte após criticar atuação do prefeito em São José da Tapera.

Cortesia/Blog da Gracinha
Mal atendimento em hospital, falta de medicamentos, reposição de lâmpadas, demora de exames são denunciados em seu programa de rádio. Repercussão não agrada a todos.

Fonte e Foto: Gracinha de Souza/Minuto Sertão
O comunicador Hans Donner Pereira Melo, 30 anos, que participa do programa Toque Informativo, com o radialista Valdir José dos Santos, diretor da rádio Comunitária Liberdade FM, em São José da Tapera, vem sofrendo ameaças de morte.
De acordo com Donner, ele ouviu da colega de trabalho Fabiana Leite que um homem ainda não identificado teria ameaçado a jovem e também aproveitou a opourtinidade para mandar um recado para o amigo de profissão. “Diga a ele que caia fora que não vai dar pra ele. Ele cuidado na vida!”
Além dessas ameaças feita ao radialista, um profissional da Unidade Mista Ênio Ricardo Gomes (UMERG) teria questionado ao diretor da rádio sobre a idoneidade, competência e habilidade do comentarista para falar sobre os assuntos ligados à cidade. Na conversa particular, a pessoa teria pedido que o comentarista social parasse de falar mal dos atendimentos no hospital ou iria sobrar  pra ele, porque o mesmo não passava de um forasteiro querendo aparecer.
"Esses termos são termos de ameaça. De intimidação. Mas quero deixar claro que não tenho medo de diretor de hospital, de vereadores, do prefeito ou de quem quer que seja, pois estou com a verdade e nunca falei nada que agravasse a eles", declarou Donner.
Desde que chegou na cidade, há três meses, o administrador de empresas vem chamando a atenção dos taperenses com seus comentários ferrenhos sobre a administração do prefeito Jarbas Ricardo. Denúncias como falta de lâmpadas nas ruas, buracos, calçamentos inacabados, mal atendimento médico e demora na entrega e realização de exames são corriqueiros em seu programa diário na emissora.
“Eu fico triste pela minha colega, uma pessoa humilde, mas com competência inigualável, por ser freada por uns covardes. Mas eu não vou me calar. Não tenho medo de quem quer que seja. Assim que eu descobrir, levarei o caso até a justiça, pois não sou um passarinho sem dono no meio do mato que qualquer um vem e se acha no direito de dar uma pedrada e vai embora como se nada tivesse feito. Não sabe ele que se for pego pelo IBAMA sofrerá nos rigores da lei. Sou um ser humano que merece respeito e sou conhecedor não só das leis do nosso país, bem como dos meus direitos”, afirmou.
Já no perfil do seu Facebook, ele desabafou. “... No Rádio, debato sobre migalhas e esmolas que o povo brasileiro aprendeu a comer e se contentou ... sobras, restos ... mas isto não sería comida de porcos, q são felizes assim??! Somos Humanos! PODEM ABRIR PROCESSOS contra mim! Não falei da mãe de ninguém ... apenas quero exercer minha cidadania e chamar o povo para o lado da CIVILIDADE ... Kd a liberdade de expressão neste País com traços Comunistas e Facistas ? O Povo vive sem direito algum ... e quando reclamam são intimidados, ameaçados ... caçoados ..estou sendo perseguido por falar a verdade ... não sou herói e nem melhor q ninguém ... se cada um buscar pelos seus direitos .. juntos, seremos mais fortes ! Sozinho, sou um qualquer ... juntos, somos uma nação!”.
Ao ser procurado pela nossa reportagem, o presidente do sindicato dos radialista de Alagoas (SINDRADIO), Paulo Guedes, disse que já tinha tomado conhecimento do caso e que o departamento jurídico está averiguando a denúncia e, se preciso for, uma ação será montada em busca de preservar a vida do profissional.

“Sim, ja nos deparamos com casos como este. Mas sempre pautamos em medidas de primeiro preservar a vida, nosso bem maior. Levaremos os fatos ao Secretário de Defesa Social do Estado de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça, para assegurarmos o direito de liberdade de expressão e resguardar a vida do radialista. O Sindicato sempre trabalha no sentido de preservar não só a conduta ética, bem como assegura através da justiça os direitos da nossa categoria através do doutor Cordeiro, nosso advogado.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário