sexta-feira, 31 de julho de 2015

Renan Filho nomeia Zé Cicero no Comitê Integrado de Combate a Seca.

Por: Ascom/Inhapi

O governador Renan Filho participou nesta sexta-feira (31), às 14h, da posse dos membros do Comitê Integrado de Combate à Seca. A reunião ocorreu às 14 horas, no Palácio República dos Palmares. Os componentes foram designados a partir do decreto 40.844/15, publicado no último dia 28, no Diário Oficial do Estado (DOE).

O Comitê de Combate à Seca traz em sua finalidade a integração de todos os órgãos envolvidos no processo de enfrentamento e convivência com a seca, fenômeno climático que tem preocupado famílias do Agreste e Sertão alagoano.

Em junho deste ano, o Governo de Alagoas publicou a renovação do decreto de emergência, em razão da seca, que reúne 38 municípios. Com base nestas circunstâncias, o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Alexandre Ayres, avaliou o papel do comitê.

“A instalação do Comitê Integrado de Combate à Seca é muito importante para o Governo de Alagoas dar continuidade ao planejamento das ações que serão postas em prática no início do próximo ano”, afirmou o titular da Semarh.

Zé Cicero, que integra a comissão, destacou que, com empenho do Estado e dos demais representantes do comitê, será possível a atuação efetiva em benefício da população sertaneja no período da estiagem.

Para o governador Renan Filho, a participação do prefeito do Inhapi, José Cicero Vieira é de extrema importância nesse processo. Já que o mesmo é sertanejo, tem raízes na agricultura familiar e conhece de perto o sofrimento do homem do campo.

Um comentário:

  1. Todo mundo tem o direito de se manifestar, inclusive o prefeito tem o direito de emitir uma nota dessa quando se sentir incomodado com alguma notícia que aborde aspectos negativos de sua "brilhante" administração. Só acho que o autor dessa postagem deveria estudar um pouco mais a língua portuguesa e colocar um acento agudo na palavra "Pública", logo no título, e um acento grave indicador da crase na expressão "à frente", na nona linha do texto. Até os semialfabetizados têm o direito de se manifestar na internet, é um espaço bem democrático e isso é positivo. Porém, quem vive de escrever e publicar notas e notícias sobre assuntos sérios deveria se capacitar e respeitar a forma correta da língua portuguesa (espero que esse comentário realmente seja publicado).

    ResponderExcluir