PREFEITURA DE INHAPI

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Madson Paulino é apontado como suposto sucessor do prefeito Celso Luiz em meio aos escândalos de corrupção envolvendo governo e oposição.

Correndo por fora, segue Valmir Godoy que até o momento, ao contrário de outros opositores as famílias Malta e Mariano que vendiam a imagem de defensores dos “fracos e oprimidos”, acabaram se aliando justamente a quem tanto recriminavam.

Por: Redação
Crédito: Divulgação/Facebook

A quem acredite que tudo não passa de um acordo político entre o ex-prefeito Zé Hermes e o atual prefeito Celso Luiz para devolver a Prefeitura de Canapi as mãos da Família Mariano, desta vez, representada por Vinícius Mariano, filho e neto dos ex-prefeitos; Zé Hermes e Zé Mariano respectivamente, que por sinal, nunca morou de fato neste município e se quer administrou qualquer coisa em sua vida profissional ou social, por tudo isso, não seria nada absurdo a confirmação de tais suspeitas tendo em vista que na eleição passada as histórias mau contadas da tomada de partido e da falsa candidatura do ex-prefeito Zé Mariano a sucessão do então prefeito Zé Hermes, levantam até hoje fortes suspeitas que a quebra da aliança entre prefeito e ex-prefeito na verdade nunca existiu. Desta forma, Madson Paulino, ex-secretário de Agricultura e de Transportes e atual presidente do STTR – Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, entraria nesta disputa como mero “laranja” do atual governo, afinal, mesmo com tantos processos a que responde na justiça, inclusive os decorrentes da famosa Operação Taturana, Celso Luiz não estaria impedido de disputar a reeleição com base na Lei da Ficha Limpa, visto que o mesmo até hoje não sofreu nenhuma condenação em segunda instância, ou mesmo por um colegiado de juízes, conforme estabelece como critério de impedimento a referida lei, ao contrário do ex-prefeito Zé Hermes condenado a 12 anos de prisão por um colegiado de juízes do TRF da 5º região do Recife/PE por envolvimento na Operação Gabirú que constatou desvios de recursos públicos destinados para compra de merenda escolar em vários municípios alagoano.

Mas embora a quem sustente tudo isso, a também os que negam veementemente que não existe de forma alguma qualquer tipo de acordo entre os líderes das duas famílias que há 54 anos se reversam no poder deste sofrido município e que Madson Paulino é de fato o pré-candidato a prefeito indicado pelo Prefeito Celso Luiz, o qual não disputaria a reeleição pois estaria desgastado politicamente tendo em vista os últimos escândalos relativos a “supostos” desvios de recursos públicos da previdência municipal e dos precatórios do antigo Fundef conforme denuncias do SINDSCAN. Por outro lado, Celso Luiz tem crédito de muitos eleitores pelas diversas obras realizadas por todo o município, sendo assim, Madson Paulino atrairia os votos dos eleitores que apesar de reconhecer a importância das obras realizadas pelo atual governo para o desenvolvimento do município, não votariam pela sua reeleição. Mas engana-se que o nome de Madson Paulino em detrimento de uma provável desistência do atual prefeito a reeleição seja consenso entre o grupo político do prefeito Celso Luiz, segundo correligionário do atual governo, outros dois nomes mais próximos do prefeito também são cogitados como seus possíveis sucessores, são eles, Agnelo Baltazar, atual Procurador do Município e Luciano Malta – Presidente da Câmara Municipal de Vereadores, ambos primos do prefeito, que seriam lançados para dar continuidade a permanência da família “Malta” no poder.

Por fim, não se pode esquecer de outro nome nesta disputa, afinal, Valmir Godoy mesmo contido as “folclóricas” aparições públicas antecipadas ao período eleitoral, ainda não fechou aliança como outros opositores ao prefeito e ao ex-prefeito que vendiam a população a imagem de defensores dos “fracos e oprimidos” pelas famílias Malta e Mariano a quem tanto recriminavam, mas acabaram se aliando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário