sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Dep.Federal Paulão desmente boatos e diz que PT pode apoiar Renan para o govern

Deputado federal alegou que a imprensa inventou intrigas dele com o deputado estadual Judson Cabral

Paulão desmente boatos e diz que PT pode apoiar Renan para o governoPaulão disse que não tem problemas com Judson Cabral, e que isso foi criado pela oposição Foto: Reprodução
A antecipação das eleições serve para alimentar intriga dentro de um partido, isso porque as especulações de quem será candidato a deputado estadual, federal, senador, entre outros começam a surgir, onde na maioria dos casos desavenças internamente são criadas. É o caso do Partido dos Trabalhadores (PT) em Alagoas que no mês que vem terá sua eleição regional e municipal, onde estão na disputa da presidência estadual os deputados Judson Cabral e Paulão.  
Com isso nos últimos dias a imprensa vem especulando que o deputado federal Paulo Fernando dos Santos, o Paulão (PT), estaria planejando uma união com a Central Única dos Trabalhadores para derrotar Judson, na disputa por uma vaga à Assembleia Legislativa, com o lançamento do nome da presidente do Sindicato dos Urbanitários- e também da CUT- Amélia Fernandes Costa à deputada estadual. Uma possível aproximação de Paulão com o senador Fernando Collor também vem sendo especulada. 
 Extra, Paulão classificou como boatos plantados pela oposição, rumores de supostas intrigas dentro do Partido dos Trabalhadores (PT), em especial com o deputado estadual Judson Cabral. Ele também criticou a forma como vem sendo divulgado uma “falsa” notícia de que ele estaria se aproximando do senador Fernando Collor. “Essa imprensa que vem divulgando isso não tem credibilidade nenhuma, pois nunca me procuraram para saber nada. Judson tem seu nome consolidado no meio político, ele é um puxador de votos no nosso partido, não existe essa possibilidade. O lançamento da candidatura da Amélia é para somar e não criar intrigas. Já sobre uma aproximação entre eu e Collor é outra mentira implantada certamente pelo Governo do Estado, pois o senador vem apresentando diversas falhas do governador Téo Vilela. O que existe são diálogos para possíveis alianças, apenas isso”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário