sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Suspeito de explodir agência bancária morre em troca de tiros com a polícia em Piranhas

Um homem que também participou do tiroteio, acabou preso durante a ação policial.

R2 NotíciasPoliciais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), com o apoio de agentes civis da delegacia distrital de Piranhas, trocaram tiros na noite desta quinta-feira (10), por volta das 22h, com dois suspeitos de explodir um caixa eletrônico da agência do Banco do Brasil da cidade, durante a madrugada daquele dia. No tiroteio, um dos criminosos morreu e outro acabou preso. Nenhum policial se feriu.

Uma denúncia anônima recebida pela polícia indicava que dois suspeitos de ter participado do ataque à agência bancária estavam escondidos em uma residência, na Rua Água Branca, Vila Alagoas, no bairro Xingó, quando os policiais foram até à localidade para averiguar a situação e acabaram sendo surpreendidos pelos bandidos que, ao perceber a presença policial, reagiram efetuando tiros contra os policiais que revidaram da mesma maneira.

Durante o tiroteio, um dos atiradores, Gean Lopes da Silva, conhecido como “Negro da Califórnia”, 34, natural de Canindé do São Francisco/SE, acabou sendo atingido por um tiro e morreu na hora.  

Em outra casa que tinha sido alugada há 15 dias pelos suspeitos, os policiais prenderam Ângela Maria Estevão Bezerra, 25, amante do assaltante e esposa de um empresário do ramo de revenda de veículos de Canindé/SE. Com a mulher foi apreendida uma Biz, de placa JSM -0112/Canindé-SE, e uma caminhonete D-20, de cor azul e placa HWM 8470 –Tacaratu/PE.

O outro suspeito, conhecido como “Nego da Bahia”, morador do povoado Xingozinho, município de Paulo Afonso/BA, também foi preso em um bar que fica na avenida Delmiro Gouveia, no Bairro Nossa Senhora da Saúde.

O Instituto de Criminalista (IC) foi acionado para os procedimentos cabíveis e depois o corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML), de Arapiraca. O preso que se rendeu vai ser levado para a sede do Deic, em Maceió, onde será ouvido pela delegada Ana Luiza. Um revólver calibre 38 que estava com “Nego da Califórnia” foi apreendido e também levado para a capital.

A reportagem do Minuto Sertão apurou que os dois criminosos são acusados de ter tomado de assalto uma caminhonete Nissan Frontier, naquele município, veículo este que é semelhante ao que foi visto durante o roubo à agência do Banco do Brasil de São José da Tapera, ação que aconteceu na madrugada da última terça-feira (8).

A operação é uma ação conjunta da Polícia Civil, por meio da Deic, e do Ministério Público, através do Gecoc (Grupo Especial de combate a organizações criminosas).

O trabalho é comandado pelas delegadas Ana Luiza Nogueira, diretora da Deic, Maria Angelita, da Seção de combate a roubos a bancos (Serb) e pelo promotor Luiz Tenório, do Gecoc. A operação ocorre nos Estados de Alagoas, Bahia e Sergipe.

Até o momento cinco pessoas foram presas. De acordo com a delegada Ana Luiza, a operação ocorre durante todo o dia de hoje.

 http://173.193.159.17/minutosertao/public_html/assets/cache/thumbs/1005ce049b0aff9a69e717ba77c490a7.jpg
 http://173.193.159.17/minutosertao/public_html/assets/cache/thumbs/46e3a2b9b49817b21928e0e4d5302074.jpg
Fonte: Minuto Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário