PREFEITURA DE INHAPI

sexta-feira, 5 de maio de 2017

CONHEÇA CANAPI! A cidade “falida” onde prefeito, vice e vereadores custam aos cofres públicos quase 05 milhões de reais somente com salários.

Despesa é ainda maior quando somamos outros 02 milhões com verba indenizatória de 04 mil reais para cada um dos 11 vereadores, além dos “incalculáveis” valores gastos com as diárias “imorais” do executivo que chegam a 500,00 em deslocamento dentro do próprio estado.

Por: Marcio Martins
Crédito: Reprodução/adaptação - Google Imagens

Acredite se quiser, estamos falando de Canapi, um dos municípios mais pobres do Brasil, onde nas palavras do próprio prefeito Vinicius Mariano em entrevista ao Programa Fantástico da Rede Globo, 70% da população vive do Bolsa Família. Reportagem essa que não acaso, mostrou como funcionava, ainda na gestão anterior, um esquema fraudulento que segundo o MPF teria desviado 27 milhões dos cofres do município.

Mas como se não bastasse esse suposto rombo “assombroso e desumano” nossos representantes políticos mesmo diante de tudo o que o município passou e passa, não aliviam nas costas do trabalhador canapiense, pois alegam que “falta” dinheiro pra tudo, menos para engordar as contas bancárias dos “senhores do poder”, pois é num município pobre onde sua população padece com a seca e com a escassez de recursos financeiros que se esbanja dinheiro nos poderes Executivo e no Legislativo. E o pior! De maneira totalmente legal, uma vez que estamos falando de Projetos de Lei aprovados pela Câmara e sancionados pelo atual prefeito e pelo interino, dias antes de deixar o poder.

E foi antes de deixar o poder em Dezembro de 2016, que o ex-prefeito interino aliado do atual gestor durante as eleições e o então presidente da Câmara primo do prefeito afastado, deixaram um presente de “grego” para a população canapiense, ao aumentar em quase 100% o salário do prefeito, do vice e dos vereadores, reajustados na seguinte ordem:
  • Prefeito: 14.000,00 p/ 21.000,00
  • Vice-prefeito: 7.000,00 p/ 14.000,00
  • Vereadores: 3.500,00 p/ 6.000,00 + Verba indenizatória de 2.000,00 p/ 4.000,00

O somatório deste pacote de “bondades”, ou melhor, de “maldades” para com o sofrido povo canapiense, soma, nada mais, nada menos, que, 4.848.000,00 reais somente com salários da classe política executiva e legislativa e mais 2.112.000,00 com verba indenizatória, num total de6.960.000,00 pagos em um único mandato.
  • 3.168.000,00 – Vereadores (11)
  • 1.008.000,00 – Prefeito
  •     672.000,00 – Vice-prefeito

E ta achando que acabou? Além desses absurdos valores, será acrescido um custo “incalculável” provenientes das diárias “imorais” aprovada pela Câmara e regulamentada por Decreto do Executivo que apenas limitou a concessão do “beneficio” em duas diárias mensais, sem qualquer redução dos valores propostos que chegam a 500,00 para prefeito e vice, e 250,00 para secretários municipais e outros servidores sem despesas com hospedagem e sem a necessidade de prestação de contas em viagens dentro do próprio estado.

Exemplo:
Se um secretário ou agente público sair do município as 05hs da manhã com destino a Maceió, voltando às 20hs, fará jus a uma diária de 250,00, porém, se este gastar apenas 100,00 do valor da diária poderá ficar com o excedente sem a necessidade de prestação de contas de qualquer espécie, deste que comprove que estava a serviço do município. Esse valor sobe para 600,00 se a viagem for para fora do estado e se for o prefeito ou o vice o valor dobra de 250,00 para 500,00 dentro do estado e de 500,00 para 1.200,00 fora do estado, em viagens internacionais esse valor pode chegar a 2.000,00 por dia.

É ou não é uma imoralidade o servidor e/ou agente político receber para fazer o que já recebe de salário para cumprir com sua obrigações, quando na verdade o município deveria apenas custear o que de fato fosse gasto durante a viagem?

Mas não é isso que pensa o prefeito e vereadores aliados que votaram favoráveis ao projeto, tanto que se levantou inclusive na penúltima sessão legislativa a possibilidade de tramitação de um novo projeto de lei, desta vez de concessão de diárias para os vereadores. É mole ou querem mais?

Pois tem mais... Em nota divulgada a imprensa na manhã desta quinta-feira (04) o prefeito Vinicius Mariano disse que Canapi está “falido” e que é preciso cortar gastos, porém, em nenhum momento se posicionou disposto a cortar na “própria carne”, ou seja, em seu salário de 21 mil e nos valores abusivos das diárias, a qual o mesmo apenas como já mencionado anteriormente, limitou através de decreto a quantidade de diárias a ser concedida mensalmente.

E assim, fica a pergunta deste “ignorante” blogueiro aos nossos nobres representantes políticos:

Que falência é essa que só o povo deve pagar a conta?

Nenhum comentário:

Postar um comentário