PREFEITURA DE INHAPI

sexta-feira, 5 de maio de 2017

NÃO REJEITA A DISCIPLINA

Filho meu não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enfades da sua repreensão. Prov 3:11

Todos os dias, em cada esquina, a vida nos depara surpresas. Umas, agradáveis, outras tristes. Damos as boas-vindas as primeiras. Rejeitamos as segundas. Afinal de contas, o ser humano não foi criado para sofrer. Foge de tudo que lhe provoca dor.

A dor é um elemento estranho no universo perfeito de Deus. Morte, tristeza e lágrimas não existiam quando o mundo saiu das mãos do Criador. Espinhos e sofrimento apareceram no cenário edênico como conseqüência do pecado.

Hoje a dor e o sofrimento são realidades da vida. Chegam em forma de adversidades, conflitos, problemas e uma variedade de experiências traumáticas. O que fazer com elas? O que Deus faz para livrar os seus filhos?

Erradicá-lo num instante não poderia. O pecado, como qualquer enfermidade, tem um processo de duração, às vezes longo e insuportável, mas precisa de tempo para amadurecer e chegar ao fim.

O que Deus faz é redirecionar o sofrimento. Quando a dor chega, vem com o propósito de destruir. Este é o alvo do inimigo. O que mais lhe apraz é fazer sofrer a criatura e levá-la pensar que Deus é o causador.

Mas, Deus toma o sofrimento e lhe dá um novo rumo. Usa-o como instrumento de educação, formação, restauração e correção. O sofrimento muda de propósito e de nome. Não se chama mais dor, senão, disciplina. A dor destrói e mata. A dor mata, a disciplina trás vida. A dor adormece,  a disciplina acorda.    

Portanto, não rejeite a disciplina. Aceite-a, administre-a. Deixe-se educar, polir e burilar. Você e eu somos pedras brutas. Existe dentro de nós um diamante escondido que só as adversidades da vida serão capazes de fazer aparecer.

A manhã será outro dia. As nuvens de hoje terão passado. O sol brilhará de novo e com ele brilhará você. Acredite nisso e hoje: “Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enfades de sua repreensão.”

Alejandro Bullón

Nenhum comentário:

Postar um comentário