terça-feira, 26 de junho de 2018

Celso Luiz é condenado a quase 30 anos de prisão pela 11ª Vara da Justiça Federal em Santana do Ipanema, mas pode recorrer em liberdade.

Decisão foi proferida pela Juiza Camila Monteiro que também condenou os ex-secretários municipais de Canapi Jorge Valença e Testinha, além de sua esposa Lucicleide Canuto. Outras seis pessoas foram inocentadas de todas as imputações criminais por insuficiência de provas.

Por: Canapi Agora
Crédito: Divulgação/Assessoria

Pouco mais de 02 meses depois de ser posto em liberdade por decisão do Ministro Gilmar Mendes do STF - Supremo Tribunal Federal, o ex-prefeito de Canapi Celso Luiz foi condenado a 28 anos e cinco meses de prisão por desvios de recursos públicos decorrente das verbas de complementação do FUNDEB/Fundef, no valor de R$ 17.634.971,47 repassados pela união ao município no final de 2015, o famoso PRECATÓRIO DA EDUCAÇÃO.

Decisão foi proferida pela Juíza Camila Monteiro que também condenou os ex-secretários municipais de Canapi Jorge Valença (20 anos e quatro meses) e Testinha (mesma pena, 20 anos e quatro meses), além de sua esposa Lucicleide Canuto (15 anos e três meses). Outras seis pessoas foram inocentadas de todas as imputações criminais por insuficiência de provas, foram elas; Rita Tenório Brandão (mãe de Celso Luiz), Orlando Soares Brandão José Vieira de Souza, Luiz Carlos Simões, Francisco Barbosa da Silva e Chaplin Pascoal de Oliveira.

Tanto Celso Luiz, quanto os demais condenados, podem recorrer em liberdade no TRF5 - Tribunal Regional Federal da 5ª Região que se confirmada à condenação em 2ª instância, podem cumprir a pena em regime fechado, dado o entendimento do STF – Supremo Tribunal Federal.

A condenação e absolvição de todos os citados foi publicada através do Boletim nº 2018.000071 - 11 a. VARA FEDERAL nesta terça-feira 26/06/2018. 

Confira AQUI na íntegra a decisão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário