terça-feira, 19 de junho de 2018

Com 10 x 0 a favor no CNJ, Washington Luiz prepara volta ao TJ.


O desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas já tem 10 votos – do total de treze votantes – favoráveis ao retorno imediato dele ao Tribunal de Justiça de Alagoas.

O julgamento, que teve início hoje pela manhã, foi suspenso a pedido do juiz Luciano Frota, que deve levar seu voto para o pleno na próxima terça-feira (segundo já anunciou).

Aliás, no próximo dia 28, se completam dois anos do afastamento do ex-presidente do TJ, sob a acusação de ter beneficiado uma empresa responsável pela merenda escolar, a SP Alimentos, na prefeitura de Maceió (gestão de Cícero Almeida).

O primeiro a votar favorável ao desembargador Washington Luiz foi o próprio relator do caso – conhecido como “máfia de merenda” -, ministro Aloísio Corria da Veiga (do TST).

Foi acompanhado pelo corregedor-geral do Conselho Nacional de Justiça, ministro (STJ) João Otávio Noronha e mais oito conselheiros.

Caso o resultado seja mantido – o que é o mais provável –, o retorno do desembargador Washington Luiz às suas funções no TJ será imediata.

Atuam na defesa do magistrado os advogados Nabor Bulhões e Fábio Ferrário.

Fonte: Ricardo Mota/TNH1
Crédito: Ascom-TJ/AL


Nenhum comentário:

Postar um comentário