quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Falsa rezadeira furta coleção de joias antigas de anciã de 85 anos em Pão de Açúcar

Para aplicar o golpe, ladra pede uma esmola e agradece com uma sessão de rezas

Helio Fialho
professora aposentada Maria Duarte Araújo
A professora aposentada Maria Duarte Araújo, uma aciã de 85 anos, foi vítima de um golpe de uma falsa rezadeira, no último dia 28 de julho, dentro de sua própria residência, localizada na Rua Duque de Caxias, em pleno centro de Pão de Açúcar.

Segundo a vítima, que nesta terça-feira (05) procurou a reportagem do Minuto Sertão para denunciar o ocorrido, uma mulher  de aparência humilde surgiu à porta de sua casa, por volta de 11:00 horas da manhã, e pediu uma esmola.

Ao receber a espórtula, a mulher perguntou se a anciã aceitaria que ela rezasse para ela como uma foma de agradecimento pela esmola recebida. Na ocasião, ela também disse que se chama Teresa e que reside em São José da Tapera.

Ao adentrar na residência da anciã, a golpista dialogou com a vítima e perguntou se ela tinha filhos. A professora aposentada informou que tinha dois filhos e que naquele momento estavam trabalhando.

Segundo, ainda, a vítima, durante a sessão de rezas ela permaneceu sentada, pedido da falsa rezadeira, e que perdeu os sentidos enquanto a mulher rezava. E quando acordou depois de aproximadamente 10 a 15 minutos, a mulher já havia sumido.

A anciã logo percebeu que o guarda-roupa estava aberto e desarrumado, além de ter sumido uma caixa onde ela guardava joias antigas herdadas de familiares que há muito tempo faleceram.

A policia foi acionada e policiais militares fizeram buscas na cidade, mas não conseguiram prender a golpista. No dia seguinte  a anciã esteve na Delegacia Municipal de Polícia Civil, onde registrou um bole
tim de ocorrência (BO), mas até o fechamento desta matéria nenhuma pista da falsa rezadeira foi encontrada pela polícia.

Segundo Maria Duarte, a golpista que disse que seu nome é Tereza e mora em São José da Tapera. Ela demonstra ser uma pessoa humilde,  aparenta ter entre 45 a 50 anos de idade, é morena clara e no momento do golpe estava trajando saia jeans e blusa estampada.

“Estou muito triste e abalada porque as joias roubadas são de estimação porque foi uma herança  da minha falecida avó, as quais eu guardava com muito carinho durante todo esse tempo. São anéis, pulseiras, colares e correntes de ouro antigo.

A vítima disse, também, que a golpista não ofereceu nenhuma substância para ela ingerir e que acredita ter sido hipnotizada por ela durante a sessão de rezas. “Se alguém tiver alguma informação sobre o paradeiro desta ladra, por favor, entre em contato com a polícia ou com o autor desta reportagem”, disse Maria Duarte.

Por Helio Fialho - MTE 1644  
Fonte; Minuto Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário