terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Mata Grande registra quase 130 casos suspeitos da febre Chikungunya

Município e estado realizam força tarefa para evitar novos registros

O município de Mata Grande, localizado no Sertão de Alagoas está realizando desde a semana passada uma força tarefa para tentar reduzir a infestação de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypt, o mesmo que transmite a Dengue, agora é o responsável pela febre Chikungunya na região. O número é assustador e teria infectado 125 pessoas. 

A infestação predial no município é preocupante, e chega 10% - número alto segundo a secretaria de Saúde do Estado. O número considerado nos parâmetros normais seria de 2%. Os casos registrados são ocasionados pela falta d’água na região que obriga os moradores a armazenarem água sem nenhum cuidado.

http://minutosertao.com.br/assets/cache/thumbs/d0c695a40298923eb48a6c213965d072.jpgA coordenadora da Atenção Básica de Mata Grande, Paula Gomes explicou que não é só o armazenamento  irregular da água que fez o município registar a alta taxa infestação. “As pessoas de Mata Grande viajam bastante para o município de Feira de Santana na Bahia, primeira cidade a registrar a febre chikungunya no Brasil. Basta apenas uma pessoa ser infectada para causar uma série de problema na área da saúde”, revelou.

Ainda de acordo com Paula Gomes, a sociedade deve fiscalizar e ajudar os agentes de endemias a combater o mosquito Aedes aegypt. “A sociedade tem um papel muito importante para tirar o nosso município dessa situação, que é considerado preocupante. Mais estamos fazendo de tudo para resolver a infestação”, acalmou. 

http://minutosertao.com.br/assets/cache/thumbs/03dfcc4527caf8987beb24f54c9cccb9.jpgA situação do crescimento da febre chikungunya fez o governador Renan Filho (PMDB) manter contato diretamente com o prefeito Jacob Brandão (PP) para traçar metas para erradicar novos casos da doença em Mata Grande. O estado enviou profissionais especialistas na área da saúde para ajudar no combate. 

O prefeito Jacob Brandão falou da união com o estado para combater a doença. “Não podemos deixar de reconhecer a preocupação do governador Renan Filho em nos ajudar a combater a infestação. Tenho certeza que município e estado juntos serão fortes o suficiente para combater essa doença”. 

Sintomas
http://minutosertao.com.br/assets/cache/thumbs/d0c695a40298923eb48a6c213965d072.jpg
Embora os vírus da febre chikungunya e os da dengue tenham características distintas, os sintomas das duas doenças são semelhantes. Na fase aguda da chikungunya a febre é alta, aparece de repente e vem acompanhada de dor de cabeça, mialgia (dor muscular), exantema (erupção na pele), conjuntivite e dor nas articulações (poliartrite).

Esse é o sintoma mais característico da enfermidade: dor forte nas articulações, tão forte que chega a impedir os movimentos e pode perdurar por meses depois que a febre vai embora. Ao contrário do que acontece com a dengue (que provoca dor no corpo todo), não existe uma forma hemorrágica da doença e é raro surgirem complicações graves, embora a artrite possa continuar ativa por muito tempo. Caso a pessoa apresente qualquer desses sintomas, deve procurar imediatamente o hospital da cidade.

Por: Acessoria  Com Minuto Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário