quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Corregedoria Geral de Justiça determina celeridade em processo de crime contra honra envolvendo ex-prefeito e ex-prefeita.

 

Foto: Montagem/Google Imagens

Processo criminal teve origem em 2016 movido pela ex-prefeita de Canapi Rita Tenório contra o ex-prefeito Zé Hermes.

Por: Redação

Em tramitação na comarca de Mata Grande desde Agosto de 2016, o processo que tem como requerente a ex-prefeita de Canapi Rita Tenório e requerido o ex-prefeito José Hermes de Lima, popular “Zé Hermes” acusado de atentar contra a honra da ex-prefeita, ganhou um novo capítulo no dia 26 de Janeiro desde corrente ano (2021) após um despacho da Corregedoria Geral de Justiça, que através do Juiz auxiliar José Miranda Santos Júnior determinou celeridade na execução dos atos processuais, uma vez que, o processo em tela está sem impulso, ou seja, sem qualquer movimentação a mais de 06 meses.

Ainda no despacho, o Juiz José Miranda Santos Júnior justificou a necessidade do feito, visto que, trata-se de processo incluso na meta 02/2021, com tramite privilegiado pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ e pela própria Corregedoria Geral de Justiça de Alagoas – CGJ/AL.

Clique na imagem para ampliar

Vale lembrar que Rita Tenório e Zé Hermes já foram grandes aliados, em 2000 chegaram juntos ao comando da Prefeitura de Canapi, ela prefeita e ele vice-prefeito apoiados pelo então Deputado Estadual Celso Luiz (filho da ex-prefeita), 04 anos mais tarde, em 2004 a parceria continuou, desta vez sem que Rita Tenório fosse a reeleição apoiando Zé Hermes como seu sucessor, eleito prefeito de Canapi pela primeira vez naquele mesmo ano graças ao seu padrinho político Celso Luiz, que por ironia do jogo político, é filho da mulher que hoje processa o ex-prefeito e ex-aliado por suposto atentado a sua honra.