24/02/21

[DOUGLAS DIAS] A política do futuro

 

Desde a antiguidade os filósofos já se ocupavam em pensar qual seria a melhor forma de governar o povo, Platão por exemplo era incisivo em defender a pertinência dos “reis filósofos”, a bem da verdade - com ousadia interpretativa - a intenção por trás dessa ideia é de que a atividade política fosse executada com deliberação.

Observação importante, por deliberação não entende-se falar pelos cotovelos como temos em momentos eleitorais, mas sim, que as ações de governo sejam pautadas por evidências, convencimento racional e orientação finalista (teleologia).

Nesta seara um bom modelo a ser seguido é o de cidades que têm criado fundações de apoio a pesquisa, justamente para garantir que a política do futuro tenha um lugar nos limites do território municipal, tornando a racionalidade decisória uma tendência.

Por fim, devo dizer que o idealizador dos “reis filósofos” é mesmo que deu origem a expressão “platônico” deixando claro o caráter imaginário destas ideias, mas não custa nada sonhar.

Adendo: se Platão estivesse vivo para conhecer os personagens que hoje chamamos de governantes, provavelmente teria um piripaque e cairia duro.

Siga em frente!


DOUGLAS DIAS

Cientista Político, Esp. Comunicação Política, profissionalmente consultor do terceiro setor e assistente jurídico.