16/04/21

[EXCLUSIVO!] A ESTRADA DO DESCASO

 
Por: Marcio Martins

O lançamento do Programa Pró-Estrada do Governo de Alagoas reascendeu a esperança da população de Mata Grande e de Canapi que sonham com a pavimentação asfáltica da estrada que liga os dois municípios sertanejos através da rodovia BR-316. 

Presente em todas as regiões do estado, o Pró-Estrada contempla recuperação asfáltica de rodovias e acessos, pavimentação de vias urbanas e implantação de novas estradas. O objetivo do programa é elevar o padrão da malha viária alagoana, promovendo mais integração entre os municípios e segurança para os usuários. 

Todavia, a principal estrada sem pavimentação asfáltica do famoso “Triângulo das Bermudas” (Canapi, Inhapi e Mata Grande), municípios do alto sertão do estado, parece ter sido “riscada do mapa” pelo Governo Renan Filho que em suas raras visitas a região, tantas vezes prometeu pavimentar. 

Vale destacar, que a indignação com o descaso para com a referida estrada foi reacesa pela ex-vereadora e Professora Luzia de Caíca que nesta quinta-feira (15), fez uso de suas redes sociais, para cobrar do Governador Renan Filho, a inclusão da pavimentação asfáltica da estrada no programa Pró-Estrada. 


O fato é trafegar entre Canapi e Mata Grande, principalmente no período de chuvas é um tormento e um teste de paciência para qualquer motorista. A buraqueira, as poças de lama e o atoleiro são características marcantes na estrada que mesmo com menos de 10 km parece não ter fim. Além dos agravantes que colocam em risco a vida dos motoristas, haja vista que às péssimas condições de tráfego no local vem servindo de rota de fuga de criminosos que aterrorizam a região e amedrontam quem se arrisca a passar pelo trecho, que sem pavimentação asfáltica, não dispõe de nenhum tipo de fiscalização de trânsito. 

Outro gravíssimo e preocupante problema, diz respeito ao atraso no desenvolvimento econômico e no progresso da região, afinal de contas, a estrada de chão batido dificulta que pequenos agricultores da região transportem seus produtos de um município para o outro, mas principalmente para outros estados, uma vez que a estrada também dá acesso ao município de Inajá no sertão de Pernambuco também pela BR-316. Os comerciantes reclamam que muitas empresas que transitam pela BR-316 entre Alagoas e Pernambuco dizem que não compensa fazer entregas em Mata Grande. “Se a estrada fosse pavimentada outros investimentos viriam para a região e assim, toda população direta e indiretamente seria beneficiada”, dizem os comerciantes matagrandenses. 

Além das péssimas condições de tráfego, do fator econômico e da falta de segurança dos motorista e pedestres que transitam pela estrada diariamente, outro fator bastante preocupante vem do socorro a saúde dos sertanejos que residem nos arredores da estrada e até mesmo no município de Mata Grande, haja vista que por Inhapi, à distância até o Hospital de referência, o Regional Clofolfo Rodrigues em Santana do Ipanema pelas 423 e BR-316 (66,5 km), sofreria uma redução de cerca de (17 km) em comparação ao trajeto pelo município de Canapi pela BR-316 (49,6 km), até porque, a distância entre Canapi/Mata Grande e Mata Grande/Inhapi é praticamente a mesma, (15 e 14 km, respectivamente). 


E como não é preciso ser nenhum especialista em saúde para saber que qualquer minuto perdido na estrada pode resultar na morte de um paciente socorrido em estado grave, não é nenhum exagero dizer que a pavimentação asfáltica da estrada que liga Mata Grande e Canapi pela BR-316 é antes de tudo, uma preocupação pela vida dos sertanejos, vitimas do descaso político não só do atual como de todos os governantes anteriores do estado de Alagoas.


[SAIBA PRIMEIRO! Quer ter acesso em primeira mão em PDF das grandes reportagens da edição comemorativa dos 10 anos de Jornalismo do Blogueiro/Jornalista e Escritor canapiense Marcio Martins, bem como de reportagens inéditas, artigos de opinião e notícias em geral? Chama no WhatsApp.: (82) 981077778. Confira ainda esta e outras reportagens através do Blog: jornalistamarciomartins.blogspot.com]