14/02/22

[EXCLUSIVO!] Fundeb das prefeituras de Canapi, Inhapi e Mata Grande terá acréscimo de R$: 22,7 Milhões de reais em 2022 garantindo o reajuste de 33,24% para os professores.

 

Governo Federal garantiu o reajuste, bem como o recurso necessário via Fundeb, conforme receita e complementação da união VAAF\2022 divulgada no dia 24\12\2021, 03 (três) dias antes da oficialização do novo piso pelo presidente Jair Bolsonaro. Confira quanto cada município do triângulo das bermudas alagoano irá receber a mais que em 2021. 

Muito tem se falado que o Governo Federal concedeu o reajuste salarial nacional dos professores de 33,24% sem garantir os recursos necessários para que estados e municípios cumpram a Lei do Piso e que o Presidente Jair Bolsonaro teria agido desta forma visando apenas sua reeleição este ano. 

Pois bem, vamos aos fatos! No dia 24\12\2021, ou seja, 03 (três) dias antes da oficialização do novo piso salarial nacional dos professores pelo presidente Jair Bolsonaro, o MEC\ME publicou a Portaria de Nº 11 estabelecendo os parâmetros referenciais anuais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - Fundeb para o exercício de 2022 (Confira Aqui!), nas modalidades Valor Anual por Aluno - VAAF e Valor Anual Total por Aluno - VAAT. Em resumo, o presidente Jair Bolsonaro só autorizou o reajuste de 33,24% sobre o Piso Salarial Nacional do Magistério, porque já tinha a garantia do MEC que estados e municípios receberiam os recursos necessários. 

Por todo o exposto, vejamos agora o exemplo dos municípios do Triângulo das Bermudas do alto sertão alagoano (Canapi, Inhapi e Mata Grande). Confira abaixo quanto cada um irá receber do Governo Federal em impostos + complementação da união VAAF\2022: 


CANAPI 

- 2022\RECEITA PREVISTA + COMPLEMENTAÇÃO DA UNIÃO VAAF\2022

TOTAL = R$: 36.111.865,97

- 2021\RECEITA REPASSADA + VAAF\2021 – RETENÇÃO DE RECEITA

TOTAL = 27.661.867,96

DIFERENÇA = R$: + 8.449.998,01


INHAPI

- 2022\RECEITA PREVISTA + COMPLEMENTAÇÃO DA UNIÃO VAAF\2022

TOTAL = R$: 24.519.522,26 

- 2021\RECEITA REPASSADA + VAAF\2021 – RETENÇÃO DE RECEITA

TOTAL = 16.660.252,13 

DIFERENÇA = R$: + 7.859.270,13

 

 MATA GRANDE 

- 2022\RECEITA PREVISTA + COMPLEMENTAÇÃO DA UNIÃO VAAF\2022

TOTAL = R$: 28.225.863,78 

- 2021\RECEITA REPASSADA + VAAF\2021 – RETENÇÃO DE RECEITA

TOTAL = 21.659.002,02 

DIFERENÇA = R$: + 6.566.861,76

receita-e-complementacao-por-ente-federado-fundeb-2022.pdf (www.gov.br)

Conforme pode ser constatado, somente nos três municípios do triângulo das bermudas do alto sertão de Alagoas, o Governo Federal estimou um aumento de receita + complementação da união de R$: 22,7 Milhões de reais em 2022, que inclusive já começou a cair nas contas das referidas prefeituras desde o dia 10 de Janeiro, mas que, no entanto, ainda não caiu nas contas dos professores, uma violação a Lei do Piso que também entrou em vigor em Janeiro. 

Acontece que, os gestores municipais de Canapi (Vinicius Lima), Inhapi (Tenorinho Malta) e Mata Grande (Erivaldo Mandú), afirmam que aguardam a Data Base da educação estabelecida nos Planos Municipais de Carreira dos professores, entre Março e Junho para a concessão do reajuste, porém, o X da questão é se o reajuste será pago retroativo a Janeiro assim como anunciou o Governo do Estado no caso dos professores inativos que já haviam recebido os proventos de Janeiro sem o reajuste, mas que iriam receber o novo piso no último dia 10\02 e com o acréscimo da diferença de Janeiro não paga. 

O caso mais emblemático é o do município de Canapi, onde um grupo de professores efetivos do município que fez parte da comissão que reformulou o novo Plano de Carreira dos servidores da educação decidiu pela alteração da Data Base de Março para Junho, ocasionando assim um gigantesco prejuízo aos professores que por consequência perdem pelo menos 05 meses de cada ano de reajuste do piso nacional, já que o município jamais pagou o reajuste com retroativo. 

Agora justiça seja feita, até o presente momento, o município de Mata já anunciou através da sua assessoria de comunicação durante participação em um programa de rádio da região que o prefeito Erivaldo Mandú irá cumprir o piso salarial nacional da educação, muito embora não tenha deixado claro quando, mas que tudo indica que seja no próximo mês (Março) que é a Data Base do município. Já em Inhapi que recentemente concedeu um reajuste corrigido pela inflação de 4,52% retroativo a Junho de 2021, o prefeito também já anunciou que irá cumprir o novo piso do magistério, mas, que, porém, não irá esperar a Data Base do município (Junho), reajustando os salários dos professores também em Março assim como em Mata Grande.


VAAT\2022

Além da parcela já existente, que leva em conta o número de alunos matriculados (Valor Aluno/Ano Final – VAAF), haverá outra complementação que os municípios de Canapi, Inhapi e Mata Grande irão receber consideradas receitas para a educação, mas que não passam pelo Fundeb, que é justamente o (Valor Aluno/Ano Total- VAAT). Confira!

- Canapi - R$: 18.107954,24

- Inhapi - R$: 11.912.636,27

- Mata Grande - R$: 8.073.861,86


MARCIO MARTINS

Residente no pequeno município de Canapi localizado no Alto Sertão do Estado de Alagoas, o Blogueiro/Jornalista (RE) 511961/2009 José Marcio Rodrigues Martins, iniciou no Jornalismo Digital em 2011 com a criação do primeiro blog de notícias de Canapi na internet o "Canapi Agora". Em 2013 concluiu o curso de Jornalismo Online e em 2021 o de Jornalismo Investigativo com certificação reconhecida pela ABED - (Associação Brasileira de Educação a Distância) e se tornou membro associado da ABJ - Associação Brasileira de Jornalismo. Com passagem por diversos sites do Estado de Alagoas, tais como: Rota do Sertão,  Editora Guia Mais, Mais Notícias, Correio Notícias e pelo Portal Minuto Sertão do Grupo Cada Minuto onde ganhou o prêmio Evandro Cardoso de Jornalismo na categoria "blog mais acessado". Marcio Martins que em 2021 completou 10 anos de atuação no Jornalismo Investigativo e Independente e que já ultrapassou a marca de 5.000 artigos e matérias publicadas, atualmente integra a equipe de redação do site Central do Sertão, é também escritor, autor do Livro IndignAÇÃO e membro efetivo da ACALA - Academia Arapiraquense de Letras e Artes, onde em breve pretende emplacar seu segundo livro, desta vez reunindo uma coletânea das GRANDES REPORTAGENS de sua carreira.

LEIA TAMBÉM!

[EXCLUSIVO!] Professor temporário “misterioso” tinha salário de até R$: 4,5 mil e recebeu quase R$: 40 mil reais em 2020 sem dar aula em Canapi.

Prefeitura de Delmiro Gouveia é transformada em “herança de família e agregados”.

O trabalho que virou crime em Delmiro Gouveia na pandemia.

FOLHA DE PAGAMENTO: A “caixa preta” das Prefeituras de Canapi e Mata Grande.