sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Vídeo de pesquisa feito pela equipe do prefeito de Canapi apresenta nomes de opositores de outros municípios.

Pesquisa foi encomendada e paga pelo pai do gestor condenado na operação gabiru por desvios de recursos da merenda escolar.

Por: Redação
Créditos: Divulgação/Reprodução

Um vídeo de pré campanha referente a uma pesquisa registrada no TSE / AL-07134/2020 favorável ao prefeito de Canapi Vinícius Lima tem dado o que falar no município. Isso porque o vídeo em que mostra o prefeito com 61% dos votos na pesquisa estimulada, apresenta os nomes de dois pré candidatos de oposição de outros municípios, identificados como Ramon Dantas e Whashigton Moura, quando deveriam ser Madson Paulino que também aparece na legenda do vídeo e Marcio Martins o qual é mencionado apenas no áudio quando o resultado divulgado é atribuído a "Ramon Dantas".

A repercussão foi geral nos grupos de whatsapp da cidade, todos querendo saber: Quem é Ramon Dantas e Whashigton Moura? A assessoria do prefeito não respondeu, porém, instantes depois o pai do prefeito, o ex-prefeito Zé Hermes, postou um novo vídeo corrigindo a legenda e mais uma vez manipulando os dados da pesquisa, desta vez, os números, visto que o percentual de votos do pré candidato a prefeito Marcio Martins antes atribuído a "Ramon Dantas" que era de 4%, passou para 4,5% quando atribuído ao próprio Marcio Martins.

Outro fato curioso que também causou polêmica nas redes sociais e grupos de whatsapp não só do município como da região, foi o fato da pesquisa que colocou o prefeito Vinícius Lima com 75% dos votos válidos ter sido encomendada e paga ao custo de R$: 6 mil reais pelo seu próprio pai, o ex-prefeito Zé Hermes, condenado na operação gabiru por desvio de merenda escolar, mas que retornou ao comando do município apesar de impedido pela lei da ficha limpa, através da vitória do filho mas eleições de 2016.