PREFEITURA DE INHAPI

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Agricultores de Delmiro Gouveia são inseridos na Rota do Mel pela Codevasf

Ao longo desta semana, a Codevasf está entregando kits de apicultura do eixo de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria

José Luiz Oliveira / Codevasf
Famílias do município de Delmiro Gouveia, sertão alagoano, estão sendo incluídas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) na Rota do Mel, incentivada em Alagoas pelo Ministério da Integração Nacional, por meio da Codevasf. Ao longo desta semana, a Codevasf está entregando kits de apicultura do eixo de inclusão produtiva do Plano Brasil Sem Miséria – conjunto de ações voltado para reduzir a pobreza extrema por meio da inserção de famílias em situação de vulnerabilidade social em atividades produtivas de acordo com a vocação regional de cada município atendido. 
 
Em carroças, motos, caminhões e outros meios de transportes, as famílias selecionadas chegam à sede da Cooperativa de Agricultores Familiares de Delmiro Gouveia (Coofadel) para receber o certificado de capacitação em Associativismo, Cooperativismo e Manejo Apícola promovido pela Companhia, e o tão sonhado kit de apicultura para inserção na atividade.

         Rubens André da Silva chegou bem cedo ao local de entrega dos kits em Delmiro Gouveia (AL), e trouxe sua carroça do Assentamento da Reforma Agrária Genivaldo Moura para transportar os itens que lhe vão permitir iniciar a produção apícola.

“Sou agricultor e produzo milho, feijão e outras culturas com minha família no assentamento. Nunca trabalhei com apicultura, mas estou com muita força de vontade para iniciar. Hoje, quem produz mel lá no assentamento colhe diretamente das colmeias na mata. Não tem a tecnologia desses kits. Mas quando nós prosperarmos, nossos companheiros poderão se inspirar e trabalhar como nós, com esses equipamentos”, afirmou o futuro apicultor, de 34 anos.

No Assentamento da Reforma Agrária Lameirão, nove famílias estão sendo beneficiadas, segundo a secretária da associação de agricultores assentados, Maria José Perreira. “Hoje nós temos um grupo pequeno de famílias que já pratica a apicultura. Com essa ação do governo federal, fomos convidados a inserir mais famílias na atividade. As famílias estão muito entusiasmadas, fizeram o curso de apicultura com a Codevasf e estão aqui para pegar os kits”, disse.

Para ela, a apicultura trará uma renda extra que deverá se somar à agricultura, inclusive substituindo-a na geração de renda em tempos de estiagem prolongada, e deve andar lado a lado com a preservação ambiental. “Mesmo no período de pouca ou nenhuma chuva, a Caatinga nativa tem floração, o que chama as abelhas. Na agricultura, esperamos a chuva para plantar. Na apicultura, mesmo com pouca chuva, dá para ter, ao menos, uma safra de mel. Além disso, a apicultura é importante, pois nos faz preservar a natureza para que possamos ter abelhas e o mel”, destacou.

Comitê gestor

A execução de ações de inclusão produtiva em Delmiro Gouveia teve atuação fundamental dos membros do Comitê Gestor Municipal do Plano Brasil Sem Miséria, colegiado formado por representantes do poder público municipal e da sociedade civil do município. O comitê foi responsável por auxiliar a equipe de apoio técnico da Codevasf na validação das famílias que necessitavam da ação do governo federal para serem inseridas em atividades produtivas de geração de trabalho e renda.

“A atuação do comitê foi bastante satisfatória. Conseguimos auxiliar na localização e cadastramento das famílias que atendem ao perfil do Plano Brasil Sem Miséria e mobilizá-las para que estivessem aqui prontas para receber seus kits de apicultura”, avaliou o secretário do Comitê Gestor Municipal de Delmiro Gouveia, Pedro Soares Neto, que também preside a Coofadel, em cujo sede foram entregues os kits produtivos.

         Ele ainda avaliou que a inserção das famílias na Rota do Mel de Alagoas deverá fortalecer a produção agropecuária familiar. “A Codevasf é uma empresa empenhada em estruturar os segmentos em que atua. Desejamos que a empresa continue a apoiar a produção familiar seja na agricultura, na apicultura ou na ovinocaprinocultura. Como membros do comitê, acreditamos que esta ação fortalece o agricultor familiar, pois quando ele é melhor remunerado ganha um padrão de vida melhor vivendo de seu trabalho”, declarou Pedro Soares Neto.

A chefe da Unidade Regional de Desenvolvimento Territorial da Codevasf em Alagoas, Solange Marcelino, destacou que a Companhia deu mais um passo na execução do plano do governo federal que pretende superar a extrema pobreza no Brasil com a inclusão das famílias alagoanas na Rota do Mel de Alagoas.

“Hoje demos mais um passo na inclusão de famílias em situação de vunerabilidade social no mundo do trabalho, seja fortalecendo a produção familiar que já existia, seja estruturando uma nova atividade produtiva para geração de renda familiar. Outras áreas, além da apicultura, também estão sendo alvo de estruturação de suas rotas, como a Rota do Peixe e a Rota da Fruticultura. Estamos fazendo o cadastramento das famílias que serão inseridas também na horticultura e mandiocultura, entre outras atividades produtivas”, explicou.

Os kits

Os kits de apicultura do Plano Brasil Sem Miséria são compostos por 10 colmeias completas, 10 quilos de cera alveolada, 2 macacões, 2 pares de luva, 1 fumigador, 1 carretilha, 1 formão e 2 pares de botas.

As ações do Plano Brasil Sem Miséria têm como foco famílias com renda per capita de até R$ 70,00 inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadUnico).

Em Alagoas, a iniciativa de inclusão produtiva na área de apicultura executada pela Codevasf atende 22 municípios com investimentos de mais de R$ 4 milhões com recursos da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) do Ministério da Integração Nacional. As prefeituras dos municípios atendidos serão responsáveis por prestar assistência técnica aos produtores familiares beneficiados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário