15/07/21

[ALMA DE CANAPI] A Mudança deve partir de nós mesmos...

Sabemos que a Saúde e a Educação são dois pilares fundamentais para o crescimento e desenvolvimento de um povo, portanto, de uma Nação... Geralmente esperamos os projetos e programas dos candidatos apresentados como senhores absolutos das soluções nossas, relacionadas às questões citadas... Perceba que há muito tempo a nossa espera se repete, anos após anos. Afinal, quem poderia mudar verdadeiramente as situações detectadas como problemas graves sociais e direcionar as diretrizes rumo ao desejado e merecido por nós? Nós mesmos! Porém, é necessário saber o que está nos faltando e assim projetarmos os programas, apresentando-os aos líderes responsáveis e também comprometidos com as causas comuns. Nesses dois aspectos, saúde e educação, podemos citar um que deu certo, mas não avançou por falta de interesse político e da falta de percepção popular nos governos que sucederam aos fundadores do projeto, as escolas denominadas de Brizolões, instituídas pelo secretário de Educação do Rio de Janeiro Darcy Ribeiro, na gestão governista de Leonel Brizola. Falaram inclusive que ficaria uma educação cara, tornando-se assim inviáveis! Em relação à saúde, Unidades Básicas de Atençao à Saúde, composta de Laboratório de análise clínicas, de Raio X, de Ultrassonografias e de Eletrocardiograma (ECG), de Ginecologista/Obstetra, Clínico Geral, Pediatra, Nutricionista, Educador Físico, Dentista e Equipe, Enfermeiros, Auxiliares de Enfermagem, Agentes de Saúde, Farmacêutico, Assistente Social; atuante no campo das doenças crônicas, como Diabetes mellitus, Hipertensão Arterial Sistêmica, Dislipidemia, Artropatias degenerativas, Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas (Enfisema e Asma Brônquica, Por exemplo), Hanseníase, Tuberculose, DST/AIDS e agindo nas doenças agudas epidêmicas ou endêmicas (Resfriados comuns, gripes, dengue, diarreias, etc) já deveriam se fazer presentes no dia a dia da população. Juntas, saúde e educação, fazendo-se integração educacional, minimizariam futuras condições indesejáveis, como gravidez na adolescência, uso e disseminação de drogas, DSTs (Doenças sexualmente transmissíveis), Obesidade e suas consequências (Diabetes, Hipertensão, Dislipidemia, Artropatias degenerativas, Cânceres, Mortes Súbitas, Depressão, etc.). No papel já existe tal projeto de integração, desde há muito tempo, mas só no papel!

Mediante as informações, cabem-nos construir os projetos populares e apresentá-los aos possíveis políticos se manifestarem como candidatos aos pleitos majoritários!

As necessidades, os interesses, os projetos e as vontades são do povo, as realizações devem vir dos representantes legais desse povo!

Caso os modelos citados sejam de seu interesse, apresente-os à sua comunidade e os reindiquem dos políticos de sua regional ou município... Não se iluda mais com propostas ultrapassadas e repetitivas...

 Faça você o seu próprio caminho!


José Alberes Silva 

Nascido em Canapi/AL, 1960, filho de Benicio Silva e de Agripina Santos Silva, o quarto de dez irmãos que aos 13 anos foi diagnosticado com Distrofia Muscular Tipo Cinturas, doença degenerativa, progressiva e incapacitante que não o impediu de se formar em medicina pela Escola de Ciências Médicas de Alagoas. Já na condição de médico atuou por trinta anos na cidade satélite de Sobradinho/DF, na Atenção Básica de Saúde, principalmente nas Doenças Crônicas não Infecciosas. Atualmente aposentado, porém atuando como Escritor nas Redes Sociais é também autor de vários livros na área médicas, poemas e poesias, mas acima de tudo isso, um exemplo de vida e de ser humano.

LEIA TAMBÉM!

Prisioneiros...

O pensamento e seus frutos

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (João 8:32)

Cada um em seu lugar, na ocasião e no tempo certo!

Quarenta e um dias de luta...