14/07/21

[MARCIO MARTINS SEM MEIAS PALAVRAS] Onde vão parar os milhões gastos nas campanhas políticas que não aparecem nas prestações de contas da Justiça Eleitoral?

Esta é uma pergunta um tanto quanto óbvia, porém, sua resposta é quase impossível de ser comprovada, e justamente por isso qualquer um que declare publicamente que político “X” foi eleito gastando milhares de reais estará sujeito a responder judicialmente, afinal de contas, quem compra voto não passa recibo e quem vende não entrega o comprador porque se torna cúmplice do mesmo crime. Todavia, não podemos e nem devemos ignorar o fato de que o abuso do poder econômico/financeiro da classe política (dada às exceções) tem sido um fator determinante no resultado das eleições, principalmente nos pequenos municípios onde a maioria dos mandatários do poder governam como se a prefeitura fosse propriedade particular e o território municipal seu curral eleitoral, e que tem quase todos os vereadores, os ditos “fiscais do povo”, como cúmplices dos seus mandos e desmandos, que sugam os cofres das prefeituras, luxando a custa da miséria de seu povo.

Portanto, é comum em cidades de até 30 mil habitantes, ouvir seus munícipes ao comentar sobre o resultado das eleições, dizer que o mandato do vereador “fulano” e do prefeito “cicrano” custou milhares e milhões de reais respectivamente. E ai é onde está o X da questão, pois essas cifras financeiras astronômicas não aparecem na prestação de contas dos candidatos junto a Justiça Eleitoral. Sabe por quê? Porque vai tudo para a famigerada compra de votos, ou seja, para a corrupção. E sendo assim, sem declarar os gastos da compra de votos, tem candidato com contas zeradas, aprovadas pela Justiça Eleitoral. Isso mesmo que você leu! Candidatos que declararam ter vencido as eleições sem gastar um só real ou gastos completamente irrisórios.


MARCIO MARTINS

Residente no pequeno município de Canapi localizado no Alto Sertão do Estado de Alagoas, o Blogueiro/Jornalista (RE) 511961/2009 José Marcio Rodrigues Martins, iniciou no Jornalismo Digital em 2011 com a criação do primeiro blog de notícias de Canapi na internet o "Canapi Agora". Em 2013 concluiu o curso de Jornalismo Online com certificação reconhecida pela ABED -  (Associação Brasileira de Educação a Distância) e se tornou membro associado da ABJ - Associação Brasileira de Jornalismo. Com passagem por diversos sites do Estado de Alagoas, tais como: Rota do Sertão,  Editora Guia Mais, Mais Notícias, Correio Notícias e pelo Portal Minuto Sertão do Grupo Cada Minuto onde ganhou o prêmio Evandro Cardoso de Jornalismo na categoria "blog mais acessado". Marcio Martins que este ano de 2021 completou 10 anos de Jornalismo Investigativo e Independente e que já ultrapassou a marca de 5.000 artigos e matérias publicadas, atualmente integra a equipe de redação do site Central do Sertão, é também escritor, autor do Livro IndignAÇÃO e membro efetivo da ACALA - Academia Arapiraquense de Letras e Artes, onde até o final deste ano (2021), pretende emplacar seu segundo livro, desta vez reunindo uma coletânea das GRANDES REPORTAGENS de sua carreira.

LEIA TAMBÉM!

 Servidores fantasmas vagueiam impunemente pelas prefeituras do sertão.

Omar Aziz e Renan Calheiros decretam que no Brasil é o rabo que tem que abanar o cachorro.

AGLOMERAÇÃO DO BEM? – Qual o limite da hipocrisia da classe política alagoana?

Você elegeu para vereador um fiscal da lei ou um baba ovo do prefeito?

TRATAMENTO PRECOCE: Por que ser contra um tratamento que tem salvado vidas quando devidamente prescrito pelos médicos?

O descaso do Poder Público com os artistas da terra