segunda-feira, 11 de março de 2019

Com um orçamento de 1,7 milhão de reais, Câmara de Vereadores de Canapi chega ao 3º ano da atual legislatura municipal sem aprovar um único projeto de autoria da casa.


Parlamento mantém viva a “triste sina” de ser apenas um mero despachante do Poder Executivo Municipal.

Por: Marcio Martins
Crédito: Ascom

São 11 (onze) vereadores desfrutando dos maiores salários entre todas as 102 Câmaras Municipais de Alagoas, mais precisamente R$: 6.000,00 (Seis mil reais), pagos pelo contribuinte canapiense por um trabalho que dura em média 2h por semana em um dos municípios mais pobres do Brasil, cujo 90% de sua população encontra-se vulnerável a pobreza e 43% em extrema pobreza (IBGE/2016), tendo estes ainda, o luxo de desfrutar de uma verba indenizatória que pode chegar a R$: 4.000,00 (Quatro mil reais/mês) a bancar carro locado e combustível para os “nobres” parlamentares.

Em valores totais, passa de R$: 1,7 milhão de reais o orçamento anual da Câmara, evidenciando assim, que não é por falta de condições de trabalho que se justifique o parlamento municipal chegar ao 3º ano da atual legislatura sem aprovação de um único projeto de autoria dos vereadores da casa.

Focados em meras indicações e requerimentos, a Câmara Municipal de Vereadores de Canapi vêm mantendo viva a “triste sina” de ser apenas um mero despachante do Poder Executivo Municipal.