sábado, 9 de março de 2019

Mães denunciam falta de vacinas no Hospital de Mata Grande.


Secretaria de Saúde reconhece erro por conseqüência do feriado de carnaval e garante reposição de estoque já na próxima segunda-feira (11).

Por: Redação
Foto: Ilustrativa/Google Imagens

A redação do site Central do Sertão recebeu na manhã desta sexta-feira (08) pelo menos dois áudios via whatsapp de duas mães que pediram para não serem identificadas, denunciando a falta de vacinas no hospital de Mata Grande. Segundo as denunciantes as crianças recém-nascidas estão saindo do hospital sem receber as vacinas necessárias e consequentemente sem o cartão de imunização que também não consta em estoque na unidade de saúde. Ainda segundo as denunciantes também está havendo problemas na entrega do teste do pezinho que estaria superando o prazo de 30 dias dado pelo município.

O que diz a Secretaria?

Em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Mata Grande no tocante as vacinas recebemos a confirmação do problema, o qual teria ocorrido por um erro da equipe que não se antecipou ao feriado de carnaval, ao tempo em que garantiu a reposição de estoque já para a próxima segunda-feira (11).

Já com relação aos cartões de vacina, o problema é a nível de estado, o qual não dispõe em estoque da quantidade necessária para suprir a carência dos municípios. Contudo, ainda sim, de acordo com a secretaria municipal de saúde, nenhuma criança ao nascer em Mata Grande deixa de ter todas as informações registradas e ou imunizada pela falta do cartão, haja vista que a secretaria tem improvisado com cópias dos cartões restantes até que as informações sejam repassadas para o cartão original assim que estiver disponível. Quanto ao prazo de entrega do teste do pezinho que estaria sendo superior a 30 dias, a secretaria informou que a responsabilidade do município é colher e mandar semanalmente para o laboratório de referência em Maceió e isso tem sido feito rigorosamente, no entanto, devido à grande demanda recebida pelo mesmo laboratório vindo dos 102 municípios alagoanos o prazo acaba sendo extrapolado.