10/03/21

Garantia Safra começa ser pago em parcela única de R$: 850 reais e Canapi está fora mais uma vez.

 
Laudo que analisa a perda da lavoura foi superior a 50%. Programa foi alvo de intensa disputa política nas eleições/2020 resultando em processo por dano moral movido por candidato a prefeito contra ex-prefeito.

Por: Redação / Foto: Ilustração/Google Imagens

Instrumento de intensa disputa política nas eleições de Novembro/2020 em Canapi, o Garantia Safra que pautou boa parte da campanha eleitoral do atual prefeito reeleito Vinicius Lima, que através do seu pai o ex-prefeito Zé Hermes promoveu diversos ataques ao então candidato adversário Madson Paulino (PT), que foi secretário de agricultura da desastrosa gestão Celso Luiz. Em vários vídeos lançados nas redes sociais Zé Hermes chegou inclusive a acusar Madson Paulino de junto com Celso Luiz, dar um calote de milhões de reais nos agricultores canapienses. O caso foi parar na justiça em um processo por dano moral movido pelo então candidato petista contra o ex-prefeito (pai do atual prefeito Vinicius Lima).

Meses se passaram após o resultado da disputa eleitoral que culminou na reeleição do atual prefeito e o processo movido por Madson Paulino contra o pai do prefeito continua em tramitação na justiça, já o Garantia Safra 2019/2020, mais uma vez não será pago aos agricultores canapienses, haja vista que o Laudo que analisa se houve perda na lavoura por causa da estiagem ou enchentes, deu abaixo de 50% e por esse motivo Canapi e dezenas de outros municípios de Alagoas não foram contemplados. 

Este ano, o pagamento do benefício que normalmente é de 05 (cinco) parcelas de R$: 170 reais, por causa da pandemia, estão sendo pago em parcela única de R$: 850 reais pelo Governo Federal através do Ministério da Agricultura.

Estima-se que em Canapi, 1.205 agricultores deixarão de receber o benefício, o que contabiliza um total de R$: 1.024.250,00 (Um milhão, vinte e quatro mil e duzentos e cinquenta reais) que impactaria positivamente na economia local.