19/03/21

Governador Renan Filho tem até hoje para dar explicações ao MPF sobre os hospitais de campanha instalados e desativados desde o início da pandemia em Alagoas.

 

Hospital de Campanha Dr Celso Tavares, em Maceió, desativado em 28/09/2020 — Foto: Márcio Ferreira

Oficio foi enviado na última segunda-feira (15) pelo Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia do Coronavírus19 (GIAC-COVID19) a todos os governadores de Estado e do Distrito Federal.

Por: Redação

Termina hoje, sexta-feira (19), o prazo para que o Governador de Alagoas Renan filho e outros 13 governadores prestem as devidas explicações ao MPF sobre os hospitais de campanha instalados e desativados desde o início da pandemia.

O oficio enviado na última segunda-feira (15) pelo Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia do Coronavírus19 (GIAC-COVID19) foi assinado pela Vice-Procuradora Geral da República, Lindora Maria Araújo. 

Confira os questionamentos: 

1 - Quantos e quais hospitais de campanha foram construídos no Estado?

2 - Quais hospitais de campanha foram construídos e não entraram em
funcionamento? E, dentre os que entraram em funcionamento, informar a data de inauguração das atividades de atendimento.

3 - Listar os hospitais de campanha que estão em funcionamento na presente data e, em relação aos desativados, informar a data da desativação e o motivo do fechamento.

4 - Qual a destinação dada aos insumos e equipamentos que compunham a estrutura de eventuais hospitais de campanha que tenham sido desativados no Estado?