03/06/22

[DESCASO TOTAL!] Infiltração de água da chuva na rede elétrica de escola coloca em risco a vida dos alunos e expõe de vez o fracasso da gestão da educação em Canapi.

 

Reforma entregue a menos de 03 meses apresenta sérios problemas na infraestrutura da unidade de ensino. Água escorre pelas lâmpadas no corredor da escola e cerâmicas caem da parede de uma das salas de aula. Problemas ocorrem em meio a graves denúncias de superfaturamento na compra de kits robóticas, suposta fraude na EJA, escolas e creches que fecharam na zona rural por falta de pagamento aos servidores contratados. 

Por: Redação 

Fotos e um vídeo enviado a nossa equipe de redação do site Central do Sertão, revelam o descaso de uma recente reforma realizada na principal Escola do município de Canapi no alto sertão de Alagoas, a Escola Presidente Tancredo de Almeida Neves que foi entregue a menos de 03 meses. 

No vídeo é possível observar a água da chuva escorrendo pelas lâmpadas no corredor da escola aparadas por baldes e toneis. Já as imagens em anexos registram a parede de uma sala onde parte das cerâmicas caiu em decorrência do serviço ou do material de péssima qualidade, ou as duas coisas. 



Diante de mais esse gravíssimo problema, nossa equipe ouviu um especialista em eletricidade sobre quais os riscos dessa infiltração na rede elétrica e o mesmo foi taxativo quando a exposição que os alunos tiveram ao risco de choque elétrico. Vale ressaltar que a infiltração ocorreu em pleno dia letivo.

É importante lembrar que é em meio a problemas dessa magnitude, que Canapi recentemente voltou a ser destaque na imprensa nacional e está sendo investigada pela CGU – Controladoria Geral da União por envolvimento no escândalo dos kits robóticas superfaturados. Foram quase R$: 06 milhões de reais investidos em algo muito aquém dos problemas que envolvem o ensino/aprendizagem, a valorização dos profissionais da educação e infraestrutura básica das escolas no município. Somado a tudo isso, uma suposta fraude na EJA e escolas e creches que fecharam na zona rural por falta de pagamento aos servidores, expõe de vez o fracasso da gestão da educação em Canapi.